Whatsapp icon Whatsapp

Estômatos

Estômatos são estruturas presentes nas plantas que garantem a realização de trocas gasosas. Os estômatos estão presentes em maior quantidade nas folhas.
Os estômatos são estruturas observadas na parte aérea do vegetal, sendo abundantes em folhas.
Os estômatos são estruturas observadas na parte aérea do vegetal, sendo abundantes em folhas.

Estômatos (termo derivado de estoma, palavra grega que significa “boca”) são aberturas observadas na epiderme vegetal que garantem a realização de trocas gasosas entre o vegetal e a atmosfera. Geralmente, o termo estômato é aplicado para se referir à fenda estomática (ostíolo) em associação com as células-guardas. Os estômatos podem ser encontrados nas partes aéreas da planta, ocorrendo de maneira mais abundante nas folhas.

Leia mais: Reino Plantae – grupo em que estão todas as plantas

Resumo sobre estômatos

  • Estômatos são aberturas presentes na epiderme vegetal que garantem a realização de trocas gasosas entre o vegetal e a atmosfera.

  • O termo estômato pode ser usado para se referir apenas à fenda estomática ou para definir o conjunto formado pela fenda e as células-guardas.

  • Os estômatos são fundamentais para a ocorrência da fotossíntese, pois permitem que o gás carbônico seja disponibilizado para as células.

  • Os estômatos também estão relacionados com a perda de água por transpiração.

  • Estômatos são encontrados nas partes aéreas do vegetal, principalmente nas folhas.

  • Os estômatos se abrem quando as células-guardas estão túrgidas e se fecham quando elas estão flácidas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são estômatos?

Estômato são aberturas, presentes na epiderme vegetal, essenciais para o processo de trocas gasosas do vegetal. O termo estômato pode ser usado para se referir apenas à fenda estomática (ostíolo) ou para se referir ao conjunto formado pela fenda estomática e duas células-guardas que delimitam essa abertura.

Desenho de estômatos com as partes da sua estrutura nomeadas
Observe as principais partes de um estômato.

As células-guardas apresentam, normalmente, o formato reniforme, possuem espessamento mais acentuado nas proximidades da fenda estomática e são as únicas células da epiderme que possuem cloroplastos, organelas relacionadas com o processo de fotossíntese. O papel dessas células é regular a abertura e o fechamento da fenda estomática.

Os estômatos podem se desenvolver entre células comuns da epiderme ou entre as chamadas células subsidiárias, as quais se diferem em tamanho e forma de outras células da epiderme. Denominam-se células subsidiárias somente as que circundam o estômato.

Leia também: Célula vegetal – apresenta parede celular, vacúolo de suco celular e plastídios

Qual a função dos estômatos?

Os estômatos são estruturas presentes na epiderme e que estão relacionadas com as trocas gasosas realizadas entre a planta e a atmosfera. Eles controlam, principalmente, a entrada de gás carbônico e a saída de água na planta pelo processo de transpiração, exercendo, portanto, papel primordial na taxa de fotossíntese e no estado hídrico do vegetal.

Devido ao fato de a transpiração em excesso ser prejudicial à planta, esse processo é considerado um mal inevitável, uma vez que a abertura dos estômatos proporciona a transpiração, porém é fundamental para garantir a entrada de gás carbônico, o qual é essencial para a realização da fotossíntese.

Leia também: Evapotranspiração – importante etapa do ciclo da água

Abertura e fechamento dos estômatos

A abertura e o fechamento dos estômatos ocorre devido a variações na turgescência das células- guardas. A abertura ocorre quando solutos, principalmente o íon potássio, acumulam-se no interior dessas células, levando a um movimento osmótico de água para o interior das células-guardas.

Quando a célula fica túrgida, a parede anticlinal afastada da fenda estomática dilata-se em direção à célula anexa, e a parede anticlinal que delimita a fenda se retrai. Com isso, temos a abertura da fenda estomática. O fechamento do estômato, por sua vez, ocorre quando acontece uma redução de solutos na células-guardas. A célula então perde água, e a pressão de turgor é reduzida. As paredes anticlinais retornam à posição normal, e a fenda estomática é fechada.

Desenho de folha com parte ampliada por uma lupa, mostrando seus estômatos e seu processo de fechamento e abertura.
A abertura e o fechamento do estômato são importantes para o controle das trocas gasosas.

Dentre os fatores que influenciam a abertura e o fechamento dos estômatos, podemos citar a luz, a redução dos níveis de gás carbônico e os estresses ambientais. A presença de luz e a queda do nível de gás carbônico são fatores que contribuem para a abertura estomática. Estresses ambientais, como seca, vento e temperatura elevada, estão relacionados com o fechamento dos estômatos durante o dia.

Tipos de estômatos

Os estômatos podem ser classificados utilizando-se como critério o formato e arranjo das células subsidiárias em:

  • Actinocítico: as células subsidiárias estão dispostas de maneira radial.

  • Anisocítico: apresenta-se circundado por três células subsidiárias que têm tamanhos distintos.

  • Anomocítico: caracteriza-se por ser envolvido por várias células que não podem ser diferenciadas em tamanho e formato de outras células de epiderme.

  • Diacítico: observa-se a presença de duas células subsidiárias posicionadas de modo que seu maior eixo forma um ângulo de 90º com a fenda estomática.

  • Paracítico: observa-se a presença, de cada lado, de uma ou mais células subsidiárias dispostas de forma que seu eixo longitudinal esteja paralelo à fenda estomática.

  • Tetracítico: observa-se a presença de quatro células subsidiárias, estando duas delas paralelas às células-guardas e duas delas nos polos.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

A importância das auxinas para os vegetais
Veja por que as auxinas são tão importantes para as plantas e como elas atuam.
Célula vegetal
Conheça mais sobre a célula vegetal e aprenda algumas particularidades dessa estrutura que compõe as plantas.
Evapotranspiração
Neste texto compreenderemos melhor o que é evapotranspiração e os conceitos de evapotranspiração potencial, de referência e real ou atual.
Fotossíntese
Que tal aprender sobre fotossíntese, o processo que ocorre em plantas, principalmente nas folhas, e em outros organismos? Entenda seu funcionamento e sua importância!
Plantas e o meio terrestre
Compreenda como as plantas conseguiram se desenvolver no meio terrestre.
Semente
Conheça as principais características da semente e sua importância para os vegetais.
Tecidos de Excreção
Os tecidos de excreção expelem substâncias inúteis ou até mesmo nocivas às plantas. Confira!
Tecidos vegetais
Aprofunde seus conhecimentos em Botânica conhecendo mais sobre os tecidos vegetais e as principais diferenças entre eles.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!