Whatsapp icon Whatsapp

Afasia

A afasia é um comprometimento da linguagem que ocorre após algum dano cerebral, como traumatismo, aneurisma, tumor ou, mais comumente, AVC.
Homem idoso com expressão de preocupação
A afasia provoca alterações na linguagem, afetando a forma como uma pessoa se expressa.

A afasia é um distúrbio que compromete a linguagem de um indivíduo. Ela ocorre após um dano cerebral, não sendo portanto uma doença, mas sim a manifestação de algum outro problema. A principal causa de afasia é o AVC no lado esquerdo do cérebro, entretanto, outras causas, como aneurismas e tumores, podem também desencadear essa condição.

Uma pessoa com afasia pode ter dificuldades para lembrar uma palavra e elaborar frases e até perder a capacidade de ler ou entender o que outras pessoas estão falando. A afasia apresenta diferentes graus, sendo, portanto, tratada de maneiras distintas.

Saiba mais: Esclerose múltipla — doença inflamatória e autoimune que afeta o sistema nervoso

Resumo sobre afasia

  • A afasia afeta a capacidade de comunicação dos indivíduos.

  • Uma pessoa com afasia pode ter dificuldade de se expressar verbalmente, de ler e também de escrever.

  • A afasia ocorre após um dano cerebral, sendo o AVC a causa mais comum desse problema.

  • Não é uma doença, e sim a manifestação de um dano.

  • As afasias podem ser classificadas em fluentes e não fluentes.

O que é afasia?

Afasia é um distúrbio que provoca alterações na linguagem. Esse distúrbio não se trata de uma doença, e sim de uma manifestação provocada por uma lesão que afeta o sistema nervoso central. A pessoa com afasia pode ter dificuldade de se expressar verbalmente, de ler e de escrever. A afasia não é um problema intelectual ou psiquiátrico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nos casos mais leves de afasia, de acordo com o material Conversando sobre afasia: guia familiar, da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, a pessoa pode apresentar dificuldade para lembrar de uma palavra específica durante uma conversa ou mesmo não compreender ditados populares ou contextos específicos.

Em casos mais graves, ainda de acordo com o material, a pessoa com afasia pode não ser capaz de elaborar frases para falar ou escrever, não ser capaz de ler e não compreender o que outra pessoa diz. Percebe-se, portanto, que a afasia se manifesta de diferentes formas entre os indivíduos, variando muito em gravidade e nas habilidades de comunicação acometidas pelo problema.

Tipos de afasia

As afasias podem ser divididas em dois grupos: as fluentes e as não fluentes. Nas afasias fluentes, observa-se que o indivíduo é capaz de produzir falas encadeadas, entretanto, nem sempre essas falas apresentam sentido no contexto da conversa. São tipos de afasias fluentes a afasia de condução, afasia anômica, afasia de Wenicke e afasia transcortical sensorial.

Nas afasias não fluentes, por sua vez, a fala não é fluente e se apresenta pausada e com esforço. Nessas situações, pode-se observar que o indivíduo pronuncia frases curtas e com algumas palavras faltando. Nessa classificação, há a afasia de broca, afasia transcortical motora e afasia global.

É importante destacar que a chamada afasia progressiva primária, diferentemente das afasias tratadas nesse texto, é uma doença, e não uma manifestação de outro problema. A afasia progressiva primária, assim como o Alzheimer, trata-se de um tipo de doença demencial.

Causas da afasia

Representação gráfica de pessoa com mão na cabeça e suas estruturas internas de ossos e cérebro.
O AVC é uma das principais causas de afasia.

Como dito anteriormente, a afasia não é uma doença, e sim um comprometimento da linguagem que está associado a outro problema de saúde. A principal causa da afasia é o acidente vascular cerebral (AVC) no lado esquerdo do cérebro. Apesar de ser essa a sua principal causa, outros problemas podem desencadear afasia, tais como traumatismos cranioencefálicos, doenças degenerativas, doenças metabólicas, infecções cerebrais, tumores, aneurismas e alguns tipos de demência.

A afasia pode afetar pessoas de qualquer faixa etária, entretanto, é mais comum em idosos. Como o AVC está relacionado com o problema e ocorre em maior incidência em idosos, é compreensível que a afasia acometa principalmente essas pessoas.

Veja também: Infarto — bloqueio do fluxo sanguíneo para o coração

Tratamento da afasia

O tratamento da afasia baseia-se na realização de terapias que visam a reabilitação da linguagem, proporcionando, desse modo, maior independência do indivíduo em seu dia a dia. A melhor técnica é escolhida após a análise da gravidade do caso e também das reais necessidades e desejos do paciente.

Diferentes técnicas podem ser adotadas para o tratamento. Em alguns casos, por exemplo, o paciente será estimulado para que melhore sua leitura, escrita e fala. As terapias podem ainda desenvolver no indivíduo outras formas de interlocução, como o uso de imagens e realização de gestos, suprindo, desse modo, as deficiências de comunicação e proporcionando maior independência à pessoa.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Aneurisma
Aprenda mais sobre aneurisma, aqui! Neste texto abordaremos o que são aneurismas e seus sintomas, e conheceremos os aneurismas cerebral e da aorta abdominal.
Cérebro
Saiba mais sobre o cérebro, porção do sistema nervoso central que está relacionada com emoções, raciocínio e memória.
O que é acidente vascular cerebral
O que é acidente vascular cerebral, suas causas, tipos e sintomas.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula da soma dos ângulos externos de um polígono convexo qualquer e como encontrar a medida de cada ângulo externo.