Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Parada Cardiorrespiratória

Parada Cardiorrespiratória

A parada cardiorrespiratória é a interrupção da circulação sanguínea, decorrente da suspensão súbita e inesperada dos batimentos cardíacos. Depois de uma parada cardiorrespiratória, a pessoa perde a consciência em cerca de 10 a 15 segundos em razão da parada de circulação sanguínea cerebral.

Se uma pessoa permanecer de 4 a 6 minutos sem oxigênio, as células cerebrais morrem rapidamente.

A parada cardiorrespiratória pode acontecer na presença de três ritmos cardíacos diferentes: fibrilação ventricular (caracterizada por um ritmo cardíaco rápido, irregular e ineficaz); assistolia (ausência de ritmo cardíaco, interrupção da atividade elétrica do músculo cardíaco); atividade elétrica sem pulso (presença de atividade elétrica no músculo cardíaco, não há circulação sanguínea e os batimentos cardíacos são ineficazes).

As causas da parada cardiorrespiratória são várias, podendo ser resultado de: choque circulatório, choque séptico, trauma, doença cardiovascular, entre outras. Um infarto pode causar parada cardiorrespiratória, já que este pode prejudicar o músculo do coração, impedindo-o de se contrair vigorosamente.

A pulsação do coração faz com que o sangue circule por todo o corpo. Quando o coração não funciona corretamente ou para, o sangue que conduz oxigênio e nutrientes não chega aos tecidos e aos órgãos, fazendo com que órgãos vitais como coração e pulmão parem de funcionar por falta de energia.

O diagnóstico da parada cardiorrespiratória pode ser obtido através de ausência de movimentos respiratórios, inconsciência, cor arroxeada dos lábios e unhas, dilatação das pupilas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
As causas da parada cardiorrespiratória são várias
As causas da parada cardiorrespiratória são várias
Publicado por: Thiago Ribeiro
Assuntos relacionados
O tratamento é à base de antibióticos e, eventualmente, o membro afetado é imobilizado
Tendinite
Clique e conheça sobre a inflamação que ocorre nos tendões, geralmente conhecida como tendinite.
A redução de glóbulos vermelhos
Anemia
Anemia, o que é anemia, o que a anemia provoca, a concentração de glóbulos vermelhos no ser humano, sintomas da anemia, principais tipos de anemia, como prevenir a anemia.
O desenvolvimento do glaucoma na maioria dos casos é lento e imperceptível
Glaucoma
Glaucoma, o que é glaucoma, tipos de glaucoma, como o glaucoma ocorre, o desenvolvimento do glaucoma, sintomas do glaucoma, pessoas com disposição ao glaucoma.
Criança portadora de fenilcetonúria. Demonstração que a vida, mesmo com limites, manifesta esta alegria.
Fenilcetonúria
Fenilcetonúria, Doença genética, Cromossomo autossômico, Recessividade, Homozigose, Alelos, Gene, Enzima fenilalanina hidroxilase, Catálise, Conversão de aminoácidos, Fenilalanina, Tirosina, Grupamento hidroxila, Síntese de proteínas, Toxicidade, Alimentação.
Na embolia pulmonar, trombos instalam-se na artéria pulmonar ou em um de seus ramos.
Embolia pulmonar
Amplie seus conhecimentos sobre embolia pulmonar, uma situação ocasionada pela obstrução da artéria pulmonar e que pode levar à morte, se não tratada adequadamente.
Coração
Clique aqui e saiba mais sobre o coração. Neste texto falaremos sobre as camadas que formam sua parede, suas cavidades, suas válvulas e outras características.
É necessário o uso do aerosol para desprender o muco das paredes dos brônquios.
Bronquite
Bronquite, o que é bronquite, os brônquios, fatores que provocam a bronquite, bronquite aguda, bronquite crônica, tratamento para a bronquite, os sinais da bronquite.
A alimentação balanceada impede o desenvolvimento da fome oculta.
Fome Oculta
Fome oculta, o que é a síndrome da fome oculta, a carência de nutrientes, os principais nutrientes que se ausentam do organismo e provocam a fome oculta.
Osso esponjoso
Osteopoiquilose
Conheça sobre esta rara alteração óssea, geralmente assintomática.
O ceratocone altera o formato da córnea
Ceratocone
Desordem ocular que afeta a espessura e rigidez da córnea.
O aumento das plaquetas (rosa), com possíveis alterações de tamanho, podem indicar a trombocitemia essencial.
Trombocitemia essencial
Doença crônica cujos portadores estão suscetíveis a episódios de hemorragias e/ou trombose.