Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Ondulatória
  4. Ondas periódicas

Ondas periódicas

Denominam-se ondas periódicas as ondas geradas por fontes que executam oscilações periódicas, ou seja, que se repetem em intervalos de tempos iguais. A figura acima representa uma onda periódica se propagando em uma corda tensionada. Na sequência serão relacionados alguns importantes elementos a ela associados.

Na figura acima os pontos A e B são chamados de cristas, ou seja, as cristas são os pontos mais altos de uma onda. É importante salientar que esses pontos oscilam em concordância de fase, isto é, apresentam, a cada instante, tamanhos idênticos.

Já os pontos C e D são chamados de vales, ou seja, os vales são os pontos mais baixos da onda. Os vales, análogos às cristas, oscilam em concordância de fase. A amplitude de uma onda é a distância entre a crista e o vale da onda, ou seja, é a máxima distância que cada ponto do meio da onda apresenta em relação à sua posição de equilíbrio, seja para cima, seja para baixo.

O período (T) de uma onda nada mais é do que o intervalo de tempo para que cada ponto do meio por onde a onda se propaga execute uma oscilação completa. Já a frequência (f) de uma onda é o número de oscilações completas que cada ponto do meio no qual a onda se propaga executa, por unidade de tempo. A frequência de uma onda periódica é o inverso do seu período, ou seja:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No SI (Sistema Internacional de Unidades), a unidade de frequência é o hertz (Hz). Podemos dizer que 1 Hz = 1 s-1.

O comprimento de uma onda é representado pela distância percorrida por ela no intervalo de tempo de um período. O valor de λ corresponde exatamente à distância entre dois vales ou duas cristas consecutivas. Na figura acima podemos dizer que o comprimento de onda é a distância entre os pontos A e B e também a distância entres os pontos C e D.

Ondas periódicas unidimensionais
Ondas periódicas unidimensionais
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva
Assuntos relacionados
Quando uma ambulância passa na rua, o som é percebido mais agudo na aproximação do que durante o afastamento
Efeito Doppler
Clique aqui e conheça o efeito Doppler, fenômeno que ocorre com qualquer tipo de onda e é utilizado em diagnósticos por imagens.
Instrumento musical
Timbre
A característica de distinguir sons de mesma frequência é denominada timbre.
A lei de Taylor pode ser aplicada às cordas tensionadas de um violão
Fórmula de Taylor
Você conhece a fórmula de Taylor? Clique aqui e entenda a lei que determina a velocidade das ondas em cordas tensionadas.
A corda da figura acima está esticada, sendo o ponto F a fonte de ondas periódicas
Onda periódica e sua equação
Veja aqui a definição de onda periódica transversal e veja também como podemos determinar a equação de uma onda periódica.
Nova ponte Tacoma Narrows, Washington – EUA. As colunas da direita, feitas de concreto, são da ponte que caiu em 1940
Ponte Tacoma Narrows
Conheça a história da ponte Tacoma Narrows, que entrou em colapso total após iniciar uma intensa oscilação motivada pela força dos ventos.
Imagem da artéria carótida feita por um exame que envolve o efeito Doppler
Efeito Doppler e os diagnósticos por imagem
Você sabia que o efeito Doppler pode ser aplicado no diagnóstico feito por imagens? Clique aqui e entenda o Ecodoppler!
Intensidade do som
Você sabe o que é intensidade sonora? Aprenda a calculá-la, saiba quais são os limites da audição humana e confira exercícios resolvidos.
Onda periódica em uma corda
Velocidade e comprimento de onda
Veja aqui quais são as características de uma onda periódica e aprenda a determinar a velocidade e o comprimento de uma onda.
Na sequência vemos que enquanto C percorre um comprimento de onda, o ponto P efetua uma oscilação
Velocidade de propagação de uma onda
Veja aqui como podemos determinar a velocidade de uma onda mecânica.