Sintagma Nominal e Sintagma Verbal

Para que você entenda o assunto que ora se discute, é interessante relembrar simples conceitos relacionados à sintaxe. Nesse sentido, organizam-se pensamentos, ideias e opiniões segundo as regras que norteiam o idioma, colocando cada palavra no seu devido lugar, de modo a conferir clareza aos enunciados.

Dessa forma, partindo de um exemplo bem prático, veja:

Os alunos fizeram         a pesquisa.
(sujeito)   (predicado)    (complemento-objeto direto) 

Em termos linguísticos, a oração se encontra devidamente estruturada, clara e precisa. Outro aspecto, não menos importante, revela-se pelo fato de que cada elemento passa a exercer uma função distinta dentro do próprio contexto oracional. Assim, tais funções levam o nome de funções sintáticas.

Pois bem, segundo a gramática tradicional, essas mesmas funções são analisadas por intermédio da chamada “análise sintática”, cujo propósito é classificar cada palavra segundo a função desempenhada, tais como: sujeito, predicado, objeto, complemento nominal, vocativo, aposto e assim por diante.

Contudo, em oposição a essa gramática, eis que surge a gramática sintagmática, demarcada sob o ponto de vista da Linguística e que fornece subsídios mais adequados para a descrição dos elementos de ordem estrutural, os quais compõem uma determinada oração. Para tanto, temos a nosso dispor os chamados sintagmas ─ os quais consistem em um conjunto de elementos constituídos de uma unidade significativa (mantendo entre si relações de dependência e de ordem) e organizados em torno de um elemento significativo, denominado núcleo. Assim, a depender do tipo de elemento que constitui o núcleo, o sintagma pode ser nominal, cujo núcleo é representado por um nome; ou pode ser verbal, tendo como núcleo um verbo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Um dos meios mais eficazes e mais fáceis de identificar os elementos constituintes, tanto de um sintagma nominal quanto de um verbal, está representado pelo sistema arbóreo, abaixo descrito:

O sistema arbóreo nos permite identificar melhor os constituintes dos sintagmas

Assim, é possível identificar o sintagma nominal e o verbal, assim como seus respectivos elementos.

Contudo, vale ressaltar algumas considerações: o pronome demonstrativo “aquela” atua como elemento determinante, ora situado no sintagma nominal primeiro; já no sintagma verbal, o advérbio de tempo “ontem” e o adjetivo “espetacular”, situados no sintagma nominal segundo, atuam como elementos modificadores.

O sintagma nominal tem como núcleo um nome ou um pronome; e o sintagma verbal tem como núcleo um verbo
O sintagma nominal tem como núcleo um nome ou um pronome; e o sintagma verbal tem como núcleo um verbo
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte
Assuntos relacionados
Tipos de Predicado e Predicativo
O núcleo do predicado e sua classificação.
O agente da passiva é quem executa a ação verbal, estando o verbo na voz passiva
Agente da passiva
O agente da passiva é quem executa a ação verbal, estando o verbo na voz passiva. Obtenha mais informações acerca desse termo clicando aqui!
À sintaxe podemos destinar atribuições específicas
Sintaxe – atribuições específicas
Caso você não saiba quais são as atribuições específicas da sintaxe, não se preocupe, pois é só clicar e conferir!
Sujeito e Predicado
Definição de sujeito e predicado, tipos de sujeito.
Diferenças demarcam o predicativo e o aposto explicativo, tornando-se passíveis de conferência
Predicativo e Aposto Explicativo
Amplie ainda mais seus conhecimentos linguísticos, conferindo as diferenças que demarcam o predicativo e o aposto explicativo!
O objeto direto, ainda que deslocado, não pode ser demarcado pelo uso da vírgula, a não ser em casos especiais
A vírgula e o Objeto Direto
Você já se sentiu questionado (a) acerca do uso da vírgula e o objeto direto? Não deixe de conferir sobre algumas dicas importantíssimas!
O objeto direto interno se perfaz de particularidades linguísticas distintas
Objeto direto interno: particularidades linguísticas
Objeto direto interno. Por que tal denominação? Descubra aqui acerca das particularidades linguísticas que o norteiam!