Whatsapp icon Whatsapp

Verbos terminados em “-iar” – regulares ou irregulares

Constituem-se de características específicas, que assim os denominam
Constituem-se de características específicas, que assim os denominam

Antes de compreendermos acerca das características inerentes a esta ou àquela ocorrência linguística é sempre louvável retomarmos alguns conceitos dos quais já temos conhecimento, mesmo porque tudo se trata de um encadeamento de informações que a todo o momento se entrecruzam.

E, por assim dizer, ressaltemos as classificações que são atribuídas aos verbos, sendo estes demarcados por regulares, irregulares, anômalos, defectivos e abundantes – visto que todos assim se denominam pelo fato de apresentarem características distintas.

De forma especial, temos que os regulares, irregulares e anômalos se encontram relacionados a um aspecto de fundamental importância: o fato de obedecerem ou não a um paradigma – representado por um modelo convencional no que tange às conjugações. Daí, temos que os verbos regulares obedecem a este modelo, ou seja, não se constata nenhuma alteração quanto ao radical. Já quando o contrário ocorre (havendo alteração no radical), dizemos que tal convencionalismo não foi inteiramente preservado, obviamente é assim que ocorre com os irregulares e anômalos.


Dessa forma, focando o objetivo a que se presta o artigo em questão, daremos ênfase aos verbos terminados em “-iar”, ora considerados regulares (como é o caso do verbo variar), ora irregulares (representados pelos verbos mediar e seus respectivos derivados – intermediar e remediar – ansiar, incendiar e odiar), cuja característica reside no fato de receberem a intercalação da vogal “e” nas formas rizotônicas.

Sendo assim, no intuito de familiarizarmo-nos com a forma pela qual são conjugados, daremos prioridade ao verbo mediar, assim expresso:


Modo indicativo



Modo subjuntivo



Modo imperativo



Infinitivo pessoal



Formas nominais



Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos Relacionados

Analisando a concordância referente ao verbo “ser”
Compartilhe-se com alguns pressupostos, sumamente importantes!
O verbo desculpar tanto pode se apresentar como transitivo direto, quanto como pronominal
Minúcias do verbo desculpar
O verbo “desculpar” apresenta algumas minúcias: tanto pode ser usado na forma transitiva direta como na forma pronominal. Atenha-se a mais detalhes aqui!
Transitividade verbal
A transitividade, intransitividade do verbo e verbo de ligação.
Verbos defectivos
Saiba mais sobre os verbos que não possuem todas as flexões!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas