Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Idade Moderna
  4. Mercantilismo Holandês

Mercantilismo Holandês

O mercantilismo holandês é definido como comercial e industrial, pois foi desenvolvido mesclando essas duas bases.

Entre os holandeses, o desenvolvimento da atividade mercantil esteve alicerçado pela ação de uma grande e bem articulada classe burguesa que atuava em seu território. Mesmo não possuindo possessões coloniais, os holandeses lucravam com diversas atividades que tinham relações diretas com as atividades relacionadas ao desenvolvimento do mercantilismo.

No desenvolvimento da economia açucareira no Brasil, os holandeses atuaram realizando a distribuição do produto pela Europa e fornecendo crédito para que os portugueses financiassem a construção de engenhos e a formação de lavouras. Além disso, também tiveram grande destaque no acabamento de produtos têxteis oriundos da Inglaterra, no corte de pedras preciosas, fabricação de instrumentos de navegação e na preparação de bebidas destiladas e fermentadas.

Para organizar e lucrar com essas atividades, devemos também salientar que a política mercantil holandesa era sustentada por três importantes pilares. O primeiro deles era a Companhia das Índias Orientais, responsável pelas decisões gerais relacionadas à compra e venda de produtos, e a futura exploração de seus territórios coloniais. Logo em seguida, destacamos as ações de crédito e controle de fluxo monetário promovido pelo Banco de Amsterdã e, finalmente, a eficiente frota de navios por eles controlada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Desse modo, definimos o mercantilismo holandês como sendo um mercantilismo comercial e industrial. Mesmo sem um vasto território colonial, os holandeses apostaram na realização de atividades que mostravam o alto grau de complexidade que o comércio atingia na Europa. A realização dos transportes e o processamento final de várias manufaturas podem ser vistas como a grande prova disso.

Por Rainer Sousa
Mestre em História
Equipe Mundo Educação

Os holandeses desenvolveram atividades mercantis de natureza comercial e industrial.
Os holandeses desenvolveram atividades mercantis de natureza comercial e industrial.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assuntos relacionados
Vasco da Gama, navegante que concretizou a circunavegação do continente africano.
A expansão marítima portuguesa
Expansão marítima portuguesa, Expansionismo marítimo português, Conquista de Ceuta, Sagres, circunavegação do continente africano, colonização da Costa Africana.
A abolição da escravatura aconteceu em 1888, mas alguns estados brasileiros, como o Amazonas, aboliram a escravidão em 1884.*
Abolição da escravatura
Clique aqui para saber mais como ocorreu o processo de abolição da escravatura, que aconteceu em 1888. Entenda como se mobilizou o movimento abolicionista.
Para os fisiocratas, como Quesnay, a terra era a gênese de toda riqueza produzida.
Fisiocracia
As diretrizes de uma importante teoria econômica do pensamento iluminista.
Diderot foi um dos responsáveis pela difusão do pensamento iluminista.
Iluminismo
Iluminismo, princípios iluministas, ideário iluminista, René Descartes, Isaac Newton, John Locke, Montesquieu, Voltaire, Jean-Jaques Rousseau, Diderot, D’Alembert, Enciclopedismo, liberalismo.
O metalismo foi um dos pilares do sistema mercantilista
Metalismo
Saiba o que foi o Metalismo, ou bulionismo, e a importância que isso tinha para a economia durante a Idade Moderna.
Reforma Protestante
Acesse este texto para saber mais detalhes sobre a Reforma Protestante. Entenda o contexto e as motivações que levaram ao início dessa reforma.
À esquerda, pintura medieval em formato plano; à direita, pintura renascentista com abordagens a partir do perspectivismo (profundidade, racionalidade
Renascimento e utopias
Saiba mais sobre o Renascimento e como os pensadores e a sociedade renascentista permaneceram permeados por utopias que eram criadas como forma de fuga do mundo.