Whatsapp icon Whatsapp

O Império do ouro no Reino de Gana

Máscara antiga de ouro
Máscara antiga de ouro

O Reino de Gana ficava na região oeste da África, na área que compreende hoje o Mali e o sul da Mauritânia, alcançou seu ápice entre os séculos VII e XI. Através da captação dos recursos naturais, principalmente ouro e metais preciosos dos territórios dominados pelo reino, transformou-se na principal autoridade econômica da região.

O Reino Ganense foi fundado no século IV. Quando se encontrava em ascensão política e econômica, no século X, foi dominado pelos soninques, que estenderam o poder de Gana sobre as regiões auríferas do Senegal - da curva do rio Níger ao deserto do Saara. Essa dominação durou quase um século, enquanto isso os povos que ali viviam eram obrigados a pagar tributos sobre o comércio de mercadorias e a produção de metais preciosos. Por conta desse comércio, ocorriam constantes ataques nômades nas regiões, com isso os soninques se organizaram politicamente e formaram um poderoso exército.

O poder do rei de Gana provinha da enorme quantidade de ouro produzida em seu reino. Este monopólio permitiu aos Soninques construir e manter enormes cidades, além de uma capital com uma população estimada entre 15.000 e 20.000 habitantes. A produção do ouro era usada, também, para desenvolver outras atividades econômicas, tais como a tecelagem, a ferraria e a produção agrícola.

As cidades mais importantes comercialmente e politicamente a partir do século XI eram Kumbi Saleh (capital), 340 km ao norte da atual Bamako, no Mali. Outra grande cidade foi Audagoste. Com a concorrência de outras potências no comércio do ouro, o Reino de Gana começou a declinar.

Em nome do Islamismo, os berberes, da dinastia dos almorávidas, vindos do Magrebe, atacaram e conquistaram Kumbi Saleh, rompendo a unidade do reino que a partir de então ficou dividido numa parte Norte muçulmana, comandada pelos almorávidas, e uma parte Sul, comandada pelos soninques, onde se refugiaram os não muçulmanos.

O Reino de Gana recusou-se a se converter ao Islã. E assim o reino mergulhou em lutas tribais até o século XII, quando os últimos territórios ganenses foram incorporados ao Reino de Mali.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Lilian Maria Martins de Aguiar

Artigos Relacionados

A Epopeia de Gilgamesh retratou um episódio de dilúvio semelhante à história de Noé
A Epopeia de Gilgamesh e o dilúvio
Conheça a Epopeia de Gilgamesh e a origem do dilúvio bíblico.
Ruínas de Biblos, uma das cidades da Civilização Fenícia
Civilização Fenícia
Saiba mais sobre a Civilização Fenícia e os importantes legados desse povo da Antiguidade Oriental, como a escrita, que permite a você ler esta mensagem.
Árvore da vida. Arte em relevo dos assírios, um dos povos da Mesopotâmia
Civilização Mesopotâmica
Conheça as características das civilizações mesopotâmicas, seus principais povos e sua forma de organização social e econômica.
Zoroastro, o maior profeta da religião persa.
Civilização Persa
Persas, civilização persa, mundo persa, história antiga, civilizações orientais, Antigüidade Oriental, Zoroastrismo, Ciro I, Cambises, Dario I, Ormuz-Mazda, Arimã, satrapias, sátrapas.
Estátuas de grifos em São Petersburgo, na Rússia
Grifos
Saiba mais sobre os grifos, animais também conhecidos como os cães de guarda de Zeus.
Moisés e a Lei Mosaica: episódio fundador central na identidade cultural e religiosa dos hebreus.
Hebreus - dos Patriarcas aos Juízes
Hebreus, História hebraica, povo hebraico, História Antiga, civilização oriental, Rio Jordão, Terra Prometida, filisteus, cananeus, amalecitas, edomitas, moabitas, arameus, Êxodo, Moisés, Josué, doze tribos, Jefté, Gedeão, Sansão, Samuel.
Jerusalém, considerada cidade “santa”, retornou para os judeus com a criação do Estado de Israel no ano de 1948.
Judeus na história
Venha conhecer a história dos judeus, perseguidos desde a Antiguidade até o nazismo, no século XX. No ano de 1948, a comunidade judaica conseguiu criar o Estado de Israel.
Os símbolos foram se desenvolvendo até formarem os primeiros alfabetos da Antigüidade.
Origem da Escrita
Escrita, origem da escrita, sistemas representativos, sistemas pictóricos, hieróglifos, chineses, egípcios, fenícios, mesopotâmicos, sistema fonético, silabas, desenvolvimento da escrita, línguas latinas, vogais, greco-romanos.
Alexandre, o Grande, empreendeu a formação do Império Macedônico.
Período Helenístico
Período Helenístico, Alexandre Magno, culturas gregas, Filipe II, Demóstenes, Filípicas, Potidêia, Antifípolis, Pidna, Batalha de Queronéia, Helenismo, Império Macedônico, Alexandria, Antioquia, Pérgamo, Antígono, Ptolomeu e Seleuco.
Selo nigeriano com imagem de uma máscara de madeira típica do reino de Benin *
Reino de Benin
Saiba mais a respeito do Reino de Benin e o seu desenvolvimento na África durante a modernidade.
Reconstrução do zigurate de Ur, no Iraque
Sumérios e Acádios
Conheça duas grandes civilizações que habitaram a Mesopotâmia: os sumérios e os acádios.
Unicórnio, um dos principais animais da mitologia
Unicórnio, o dócil equino mitológico
Conheça a mitologia do unicórnio e suas utilizações ao longo da história
As diretrizes do profeta Zoroastro influenciou a formação de algumas crenças do mundo oriental.
Zoroastrismo
Você já ouviu falar do Zoroastrismo? Não? Clique aqui e conheça mais a respeito!
video icon
Português
Trás, atrás, traz
Nesta videoaula, esclareceremos o sentido de cada um destes vocábulos: “trás”, “atrás” e “traz” – uma preposição, um advérbio e um verbo conjugado.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!