Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Físico-Química
  4. Equilíbrio Químico
  5. Alcalose e Acidose no organismo humano

Alcalose e Acidose no organismo humano

O sangue funciona como uma solução-tampão, que evita que o seu pH sofra grandes alterações. O pH do sangue e dos fluidos extracelulares se mantém na faixa entre 7,35 a 7,45.

Esse pH se deve ao fato de que as células de nosso corpo produzem continuamente dióxido de carbono (CO2(aq)) como produto terminal do metabolismo. Parte desse CO2 se dissolve no sangue, estabelecendo um equilíbrio iônico ácido carbônico/ hidrogenocarbonato (bicarbonato) (H2CO3(aq)/ HCO3-(aq)):

CO2(aq) + H2O(l) ↔ H2CO3(aq) ↔ H+(aq)  + HCO3-(aq)

É esse equilíbrio que mantém o pH do sangue em aproximadamente 7,4, tendo uma razão normal entre o HCO3-(aq) e o H2CO3 de 20:1, respectivamente.

Se essa razão for alterada de alguma forma, pode causar sérios danos ao organismo, com profundas alterações metabólicas, podendo causar a morte.

Por exemplo, se a quantidade de HCO3-(aq)  aumentar muito em relação a H2CO3(aq), o pH do sangue da pessoa irá subir e teremos um caso de alcalose. Na maioria dos casos, isso se dá em virtude de uma respiração muito rápida, o que diminui a quantidade de CO2 no organismo, deslocando o equilíbrio químico para a esquerda e diminuindo a quantidade de H+(aq)  (por isso que o pH aumenta).

Além de crises de ansiedade e histeria, que levam a pessoa a respirar muito, outras causas da hiperventilação que levam à alcalose podem ser: uso de drogas, febre alta, exercícios físicos em excesso, cirroses, overdose de aspirina, doenças pulmonares e, principalmente, no caso de alpinistas, pois a baixa pressão parcial do gás oxigênio na atmosfera em razão da altitude provoca o aumento da ventilação pulmonar e a perda excessiva de CO2.             

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os alpinistas correm o risco de ter alcalose branda

Os sintomas da alcalose são respiração ofegante, entorpecimento, rigidez muscular e convulsões.

O contrário também pode ocorrer e é até mais comum. Quando o pH do sangue está abaixo da faixa normal, ocorre a acidose. Sua principal causa é a respiração reduzida, o que aumenta a concentração de CO2 no organismo.

Algumas situações que podem levar à acidose respiratória, são elas: asma, pneumonia, enfisema, inalação de fumaça, ingestão de drogas, bronquite, alterações no sistema nervoso central, lesão no sistema respiratório e obstrução das vias aéreas.

Os principais sintomas da acidose são: falta de ar, diminuição ou supressão da respiração, desorientação com possibilidade de coma.

Além da respiratória, existem outros tipos de acidoses, tais como a metabólica e a urêmica.

Características da alcalose e acidose

 

O sangue humano precisa estar com o pH em torno de 7,4
O sangue humano precisa estar com o pH em torno de 7,4
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assuntos relacionados
Etapas da ionização
Dissociação e Ionização
Svant August Arrhenius, dissociação iônica, ionização, condutividade elétrica, compostos iônicos, soluções aquosas, sal de cozinha, soda cáustica, corrente elétrica, dissociação iônica.
Papel tornassol
Indicadores e pH
Indicadores, solução de fenolftaleína, papel tornassol vermelho, papel tornassol azul, suco do repolho roxo, solução ácida, solução básica, arranjo dos átomos, compostos básicos, meio básico, meio ácido, pH, pHmetro, solução ácida.
Camada de ozônio: proteção para nossa pele.
Reações Catalíticas e a Camada de Ozônio
Reações Catalíticas, Camada de Ozônio, raios ultravioletas emitidos pelo Sol, gases clorofluorcarbonetos, embalagens de aerossóis, fotólise, catálise, efeito estufa, incidência do câncer de pele.
Usinas hidrelétricas: produção de energia através da água.
Formas de energia
Conheça a definição de energia e veja suas diferentes formas de obtenção.
A soda cáustica é uma base (hidróxido de sódio) usada na fabricação de sabões
Bases no cotidiano
Conheça algumas das principais aplicações e origens das bases usadas no cotidiano.
Em laboratório, é muito importante conhecer a concentração em mol/L das soluções químicas
Concentração em mol/L
A concentração em mol/L é a relação existente entre o número de mol do soluto em um litro da solução.
O princípio de funcionamento do catalisador ou conversor catalítico se baseia na catálise heterogênea
Catálise Heterogênea
Aprenda o conceito de catálise heterogênea e veja também exemplos de sua utilização em nosso cotidiano, incluindo as reações que ocorrem nos catalisadores automotivos.
Quando misturamos o sal na água há a quebra de seus retículos (com absorção de energia) e interação com a água (com liberação de energia)
Entalpia de Solução
Descubra porque determinadas soluções esfriam enquanto outras esquentam por meio do estudo da entalpia de solução.
A velocidade das reações é um fator importante a ser estudado
Velocidade das reações químicas
Faça uma introdução ao estudo da Cinética Química por meio deste artigo sobre a velocidade das reações químicas.
Entalpia
Compreenda o que é entalpia, quais são os diferentes processos que envolvem o cálculo de variação de entalpia, e o que ele determina em uma reação química.
Análise volumétrica sendo realizada.
Análise Volumétrica
Você sabe o que é uma análise volumétrica? Clique aqui e entenda!
Reação de autocatálise do cobre com o ácido nítrico
Autocatálise
Entenda como se processam as reações em que ocorre a autocatálise, na qual as substâncias que atuam como catalisadores são os próprios produtos.
Cada solução-tampão atua num determinado pH
pH e pOH de solução-tampão
Veja como é feito o cálculo do pH e do pOH de uma solução-tampão.