Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Físico-Química
  4. Eletroquímica
  5. Eletrólise do Cloreto de Sódio

Eletrólise do Cloreto de Sódio

A eletrólise do cloreto de sódio na forma ígnea produz gás cloro e sódio, já a eletrólise do sal em meio aquoso produz os gases cloro, hidrogênio e soda cáustica.

A eletrólise é um processo em que se passa uma corrente elétrica sobre uma substância e, por meio de reações de oxirredução, o composto decompõe-se. Se a substância estiver no estado líquido (fundida), temos uma eletrólise ígnea, mas se estiver em solução aquosa, temos uma eletrólise em meio aquoso.

Uma das eletrólises de maior importância comercial é a do cloreto de sódio (NaCl), o sal de cozinha. Vejamos como ocorrem a eletrólise ígnea do cloreto de sódio e, posteriormente, a sua eletrólise aquosa.

* Eletrólise ígnea do cloreto de sódio:

A eletrólise ígnea do sal produz o gás cloro (Cl2) e o sódio metálico (Na), substâncias que não são encontradas na natureza nessa forma. O sal funde-se a uma temperatura aproximada de 800ºC e, no estado líquido, o NaCl sofre disssociação, produzindo os seguintes íons:

NaCl → Na+ + Cl-

Na eletrólise ocorre a passagem da corrente elétrica segundo o esquema a seguir:

Esquema de processo de eletrólise ígnea do cloreto de sódio (sal de cozinha)
Esquema de processo de eletrólise ígnea do cloreto de sódio (sal de cozinha)

O polo negativo da bateria fornece elétrons para um dos eletrodos, que se torna o cátodo ou polo negativo. Visto que ele é negativo, ele atrai os cátions Na+ que estão no líquido. Esses íons recebem os elétrons do cátodo e, nesse eletrodo, ocorre a seguinte semirreação de redução:

Semirreação no cátodo: redução: Na+(l) + e- → Na(s)

Nesse eletrodo foi formado o primeiro produto, que é o sódio metálico.

Por outro lado, o outro eletrodo torna-se o ânodo, pois está carregado positivamente, atraindo os ânions Cl-, que perderão seus elétrons, sofrendo oxidação:

Semirreação no ânodo: oxidação: 2Cl-(l) → 2 e- + 1Cl2(g)

Esse gás cloro fica borbulhando ao redor do ânodo, como mostra a reação a seguir. Ele é coletado por meio de um tubo de vidro adaptado ao sistema:

Esquema de processo de eletrólise do cloreto de sódio (sal de cozinha)
Esquema de processo de eletrólise do cloreto de sódio (sal de cozinha)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, a reação global da eletrólise ígnea do sal é:

Cátodo: Na+(l) + e- → Na(s)
Ânodo: 2Cl-(l) → 2 e- + 1Cl2(g)____________
Reação Global: Na+(l) + 2Cl-(l) → Na(s) + 1Cl2(g)

Gás cloro e sódio metálico – produtos da eletrólise ígnea do sal de cozinha
Gás cloro e sódio metálico – produtos da eletrólise ígnea do sal de cozinha

* Eletrólise aquosa do cloreto de sódio:

Nesse caso, além da dissociação iônica do NaCl, formando os íons Na+ e Cl-, existe também a reação de autoionização da água, conforme a equação a seguir:

2 H2O(l)→ 1 H3O+(aq) + OH1-(aq)

Então, surgem as dúvidas: Qual cátion será descarregado primeiro no cátodo, o Na+ ou o H3O+? E no ânodo, o Cl- ou o OH- será descarregado primeiro?

Basicamente, podemos dizer que o íon menos reativo será o que descarregará em cada eletrodo.

O texto Eletrólise em meio aquoso explica detalhadamente como verificar qual é o cátion ou o ânion menos reativo e determinar como ocorre a eletrólise.

Entre o Na+ e o H3O+, o Na+ é um metal alcalino, sendo mais reativo. Por isso, a água recebe os elétrons do cátodo:

Semirreação no cátodo: 2 H+ + 2e- → H2

Agora, no caso dos ânions, o Cl- é menos reativo que o OH- e, por isso, sofre oxidação:

Semirreação no ânodo: 2 Cl- → Cl2 + 2e-

Veja a reação global dessa eletrólise:

Esquema de processo de eletrólise da salmoura e reação global
Esquema de processo de eletrólise da salmoura e reação global

Observe que a eletrólise de uma solução aquosa de NaCl produz soda cáustica (NaOH), gás hidrogênio (H2) e gás cloro (Cl2). Em virtude da presença da base NaOH, o meio permanece básico.

Já imaginou que o sal de cozinha (cloreto de sódio) poderia originar o sódio metálico, que é tão reativo que chega a explodir em contato com a água?
Já imaginou que o sal de cozinha (cloreto de sódio) poderia originar o sódio metálico, que é tão reativo que chega a explodir em contato com a água?
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
As pilhas e baterias, sem as quais não conseguimos viver, são resultantes dos estudos da Eletroquímica
Eletroquímica
Introdução ao estudo da Eletroquímica — um ramo da Química que estuda os processos que ocorrem nas pilhas e na eletrólise.
Cloreto de sódio (sal de cozinha)
Saiba mais sobre as propriedades do cloreto de sódio, nosso conhecido sal de cozinha. Saiba como é o processo de extração do sal marinho e quais suas aplicações.
Cuba eletrolítica realizando a eletrólise aquosa do NaCl
Descarga de cátions e ânions
Clique e aprenda a determinar o cátion ou o ânion que sofrerá descarga durante uma eletrólise em meio aquoso.
Purificação de Alumínio através da Eletrólise
Como obter esse metal através da passagem por eletrodos.
Veículo cromado
Aplicação da Eletrólise
O uso da corrente elétrica para cromar objetos.
Como obter Cloro líquido?
Eletrólise na obtenção de elementos químicos
Como isolar elementos através da eletrólise ígnea.
Eletrólise em meio aquoso
Eletrólise
A eletrólise é uma reação não espontânea em que a energia elétrica é transformada em energia química.
Millikan (à esquerda) descobriu a carga do elétron e, a partir desse e de outros dados colhidos, Faraday (à direita) criou as leis da eletrólise.
Cálculos na Eletrólise
Millikan e Faraday foram cientistas que ajudaram a encontrar meios e fórmulas de realizar cálculos na eletrólise.
Na imagem, a eletrólise para produção de hidrogênio é feita em série com o uso de um só gerador
Eletrólise em Série
A eletrólise em série é feita ligando-se várias cubas eletrolíticas, sendo que todas são submetidas ao mesmo gerador.
A eletrólise se inicia por meio da passagem de corrente elétrica por um sistema líquido
Eletrólise ígnea
Conheça mais sobre a eletrólise ígnea, um processo que permitiu a obtenção de elementos e substâncias simples que não estão presentes na natureza.
Equipamento de eletrólise em meio aquoso
Eletrólise em meio aquoso
Entenda como ocorre a eletrólise em meio aquoso e como você pode saber quais íons se descarregam nos eletrodos, já que a água também está presente.
Muitas medalhas são feitas de um metal mais barato e são revestidas com metais mais nobres, como o ouro, por meio de eletrólise com eletrodos ativos
Eletrólise com Eletrodos Ativos
A purificação do cobre e a douração de joias e outros materiais são exemplos de processos de eletrólise com eletrodos ativos.
Eletrólise da água. No tubo à esquerda, há a formação de gás hidrogênio e, no tubo à direita, há a formação de gás oxigênio
Eletrólise da água
A eletrólise da água produz os gases hidrogênio e oxigênio, muito importantes em nossa sociedade. Veja como esse processo é feito.
O alumínio metálico produzido por eletrólise encontra-se no estado líquido
Produção de alumínio por eletrólise
O alumínio é atualmente um dos metais mais empregados em estruturas metálicas e na produção de objetos. Veja como ele é obtido industrialmente.
Michael Faraday é o criador das leis para a eletrólise
Leis da eletrólise
Conheça os aspectos quantitativos da eletrólise, como a determinação da carga elétrica e da massa obtida ou transformada nesse processo.