Polímero PET

O polímero PET é muito utilizado como recipiente (garrafa) a fim de armazenar bebidas, como esse material não é biodegradável, é crescente o apelo por sua reciclagem.

PET é a abreviatura para Polietilenotereftalato, esse polímero tem sua utilização crescendo gradativamente, tudo porque se tornou o recipiente de guardar bebidas mais prático que existe.

O PET, assim como o vidro, é transparente e útil para guardar alimentos, possui vantagens em relação ao peso e praticidade. Uma garrafa PET, por exemplo, é bem mais leve que uma de vidro, isso a torna um recipiente fácil de transportar.

Mas não é só para fabricar embalagens que o PET é útil, ele é usado também em filmes fotográficos e raios – X. Foi descoberto em 1941 pelos químicos Rex Whinfield e James Dickson: durante as pesquisas que realizavam com etilenoglicol, notaram a presença de um material grudento que quando puxado se esticava originando longas e resistentes fibras, era o PET.

Vantagens das garrafas PET:

Fácil manuseio – essa característica do PET permite levá-lo para qualquer lugar. Por ser leve e resistente, torna possível seu transporte para piqueniques e passeios diversos;

Transporte barato – um caminhão pode levar 60% a mais de garrafas PET do que de vidro;

Segurança – é mais seguro empilhar plástico do que vidro, em razão da leveza do material.

Existem questões ambientais em relação à utilização do PET: este material não pode ser lançado no ambiente após seu uso, pois não é biodegradável. Mas infelizmente, milhares de embalagens PET são descartadas diariamente em leitos de rios, nos grandes centros urbanos e nas rodovias. A solução seria reciclar, aliás, o vidro conta pontos neste quesito em face da vantagem de ser reciclável.

Nos países mais desenvolvidos a prática de reciclar o lixo é comum, mas como nosso país enfrenta problemas neste aspecto, vale uma alerta: vamos fazer uso da tecnologia para nos trazer benefícios e não o contrário, portanto cuide de não lançar no ambiente PET’s usados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
A revolução das garrafas PET.
A revolução das garrafas PET.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
A produção de grandes quantidades de óxidos resulta na chuva ácida, que traz sérios prejuízos ao próprio ser humano, o causador de tudo isso.
Óxidos e chuva ácida
Conheça quais são os óxidos considerados os principais vilões da chuva ácida – que destrói árvores, estruturas metálicas e monumentos históricos.
A coleta seletiva e o processo de reciclagem do vidro fazem com que ele fique em um ciclo fechado que diminui em muito o prejuízo para a natureza
Reciclagem de Vidro
Veja dicas de reciclagem de vidro, quais são as vantagens e benefícios, como realizar sua coleta seletiva e quais são as etapas do seu processo de reciclagem.
Estátua em Notre-Dame corroída pelo tempo e chuva ácida
Por que a chuva ácida corrói os monumentos históricos?
Descubra de que são feitos os monumentos históricos e que reação ocorre que faz com que a chuva ácida os destrua com o tempo.
Quais países poluem mais?
Países que lideram a emissão de gás carbônico
Disputa na qual o último lugar é que leva vantagem.
Oxigênio dissolvido da água
Saiba por que ele é essencial à sobrevivência dos peixes.
Há esperança para o verde?
Boas notícas sobre a qualidade do ar
O homem está se conscientizando sobre seu papel?
Água com oxigênio: oxidação de bactérias.
Oxigênio no tratamento de efluentes
Como oxidar o material orgânico presente na água?
O principal óxido responsável pelo aumento do efeito estufa é o gás carbônico
Óxidos e Efeito Estufa
Entenda como o aumento da concentração de gás carbônico na atmosfera intensifica o efeito estufa e resulta no aquecimento global, um grande problema ambiental de nossa era.
A dioxina é tóxica e pode se acumular no meio ambiente de diversas formas, como nos ovos dos animais
Dioxina
Entenda o que é uma dioxina, como ela é produzida e os malefícios que causa ao meio ambiente e à nossa saúde.