Whatsapp icon Whatsapp

Tioalcoóis

Tioalcoóis são compostos que apresentam o grupo SH (enxofre e hidrogênio) ligado diretamente a um carbono saturado.
Um tioálcool é adicionado ao gás do botijão para que detectemos vazamento
Um tioálcool é adicionado ao gás do botijão para que detectemos vazamento

Tioalcoóis são compostos orgânicos sulfurados, isto é, que apresentam o elemento químico enxofre, derivados da função orgânica álcool (possui hidroxila ligada a carbono saturado).

Fórmula estrutural geral de um álcool
Fórmula estrutural geral de um álcool

Um tioálcool deriva do álcool porque o oxigênio do grupo OH é substituído por um átomo de enxofre (S). Assim, os tioalcoóis apresentam um carbono saturado ligado diretamente ao grupo SH, como na fórmula geral abaixo:

Fórmula estrutural geral de um tioálcool
Fórmula estrutural geral de um tioálcool

Os grupos R presentes na fórmula geral de um tioálcool podem ser um hidrogênio (H) ou um radical qualquer.

As características principais dos tioalcoóis são:

  • São menos densos que a água;

  • Apresentam caráter ácido intenso;

  • São muito pouco solúveis na água;

  • São compostos de baixa polaridade;

  • O estado físico predominante é o gasoso.

De uma forma geral, os tioalcoóis são utilizados em reservatórios de combustíveis gasosos, como o gás de cozinha, para que, se houver algum vazamento, nós consigamos perceber. Isso é feito porque esses compostos apresentam um cheiro repugnante. Aquele cheiro característico que sentimos quando abrimos a válvula do fogão sem acender a chama não é do gás de cozinha, mas, sim, do tioálcool presente no interior do botijão.

A semelhança entre um tioálcool e um álcool não se restringe apenas à estrutura. A nomenclatura desses compostos difere apenas por um termo: o ti. Veja a regra de nomenclatura determinada pela União Internacional da Química Pura e Aplicada (IUPAC) para os tioalcoóis:

Prefixo (no de carbonos) + infixo (tipo de ligações) +tiol

Veja dois exemplos de aplicação da regra IUPAC de nomenclatura dos tioalcoóis:

Exemplo 1: Butan-2-tiol

Fórmula estrutural do Butan-2-tiol
Fórmula estrutural do Butan-2-tiol

A cadeia do tioálcool representado acima não é ramificada, por isso, para realizar sua nomenclatura, basta utilizar prefixo, infixo e o sufixo tiol. Porém, é necessário identificar o número do carbono que abriga o grupo SH. Para isso, devemos numerar a cadeia a partir do carbono mais próximo do grupo SH:

Numeração da cadeia do Butan-2-tiol
Numeração da cadeia do Butan-2-tiol

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como temos quatro carbonos, o prefixo é but; somente ligações simples, o infixo é an; e o grupo SH (sufixo tiol) está localizado no carbono 2. Dessa forma, o nome desse tioálcool é:

Butan-2-tiol

Exemplo 2: 3-metil-pentan-2-tiol

Fórmula estrutural do 3-metil-pentan-2-tiol
Fórmula estrutural do 3-metil-pentan-2-tiol

A cadeia do tioálcool representado acima é ramificada, por isso, devemos localizar a cadeia principal, que deve conter o carbono ligado ao grupo SH e o maior número de carbonos possível. Em seguida, numeramos a cadeia a partir do carbono mais próximo do grupo SH.

Cadeia principal e numeração do 3-metil-pentan-2-tiol
Cadeia principal e numeração do 3-metil-pentan-2-tiol

Ao delimitar a cadeia principal, observa-se um radical metil (CH3) no carbono 3 da cadeia. Como a cadeia principal apresenta cinco carbonos, utilizamos o prefixo pent; somente ligações simples, utilizamos o infixo an; e o grupo SH (sufixo tiol) está localizado no carbono 2. Dessa forma, o nome desse tioálcool é:

3-metil-pentan-2-tiol

Os tioalcoóis ainda apresentam uma regra de nomenclatura usual, que é a seguinte:

Nome do radical + mercaptan ou mercaptana

Para realizar a nomenclatura usual de um tioálcool, devemos circular o grupo SH para poder visualizar o radical que está ligado a ele. Acompanhe os dois exemplos abaixo:

Exemplo 1: Isopropil-mercaptan

Fórmula estrutural do Isopropil-mercaptan
Fórmula estrutural do Isopropil-mercaptan

Quando circulamos o grupo SH na fórmula acima, observamos o grupo (H3C-CH-CH3), que é o radical isopropil.

Circulando o SH, sobra o radical isopropil
Circulando o SH, sobra o radical isopropil

Assim, para fornecer o nome usual desse tioálcool, basta escrever o nome do radical observado seguido do termo mercaptan:

Isopropil-mercaptan

Exemplo 2: Sec-butil-mercaptana

Fórmula estrutural do Sec-butil-mercaptana
Fórmula estrutural do Sec-butil-mercaptana

Quando circulamos o grupo SH na fórmula acima, observamos o grupo (H3C-CHCH2-CH3), que é o radical Sec-butil.

Circulando o SH, sobra o radical Sec-butil
Circulando o SH, sobra o radical Sec-butil

Assim, para fornecer o nome usual desse tioálcool, basta escrever o nome do radical observado seguido do termo mercaptana:

Sec-butil-mercaptana

Publicado por Diogo Lopes Dias

Artigos Relacionados

Classificação dos alcoóis
De acordo com a posição e o número de hidroxilas.
Ao realizar a nomenclatura das cadeias carbônicas ramificadas, precisamos saber nomear também os radicais orgânicos que formam as ramificações
Nomenclatura de radicais orgânicos
Aprenda a realizar a nomenclatura de radicais orgânicos que formam as ramificações de várias cadeias carbônicas.
O etanol (usado como combustível) recebe esse nome por conter apenas dois átomos de carbono em sua estrutura
Nomenclatura dos álcoois
Veja como realizar a nomenclatura dos álcoois com ou sem a presença de ramificações e insaturações e aprenda a identificar quando são monoálcoois, poliálcoois ou álcoois cíclicos.
O gás mostarda, uma arma química, é composto pelo tioéter sulfeto de dicloroetila
Tioéteres
Conheça as características, a forma de obtenção, as regras de nomenclatura e as aplicações dos compostos orgânicos denominados de tioéteres.
O principal representante dos álcoois é o etanol
Álcoois
Conheça o grupo funcional dos álcoois, sua nomenclatura e principais utilizações no cotidiano.
video icon
Biologia
Sustentabilidade, degradação ambiental e a responsabilidade humana
Queimadas e incêndios florestais, desmatamento intenso para a atividade agropecuária e avanço cada vez maior das áreas urbanas têm gerado uma situação de degradação ambiental com prejuízos possivelmente irreversíveis. O planeta tem dado sinais de desgaste ambiental e cada vez mais fica evidente que devemos buscar um modo de vida sustentável. As discussões sobre isso são urgentes para um mundo cada vez mais devastado pelo ser humano. Assista ao nosso vídeo para entender melhor o assunto!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.