Whatsapp icon Whatsapp

Texto injuntivo e texto prescritivo

Segundo características definidas, os textos de natureza instrucional podem se classificar em injuntivo e prescritivo
Segundo características definidas, os textos de natureza instrucional podem se classificar em injuntivo e prescritivo

A começar pelas ilustrações retratadas na imagem que abre este artigo, constatamos que a forma pela qual interagimos socialmente se dá pela comunicação, sendo ela manifestada de várias formas e por diferentes canais: rádio, televisão, jornais, etc. 

Partindo dessa premissa e tendo em vista que a linguagem possui um caráter eminentemente social, toda ela se perfaz de uma finalidade específica, a depender dos objetivos do emissor frente a um determinado interlocutor. Tal fato nos remete à noção dos chamados gêneros textuais, os quais se definem pelas diferentes situações sociocomunicativas de que fazemos parte no nosso dia a dia, cada um deles com uma intenção, com um propósito discursivo previamente definido. Dessa forma, como não seria viável fazer menção a todos eles, ocupemo-nos em focar nossa atenção àqueles cuja proposta comunicativa se define pela instrução.

Nessa categoria, enquadram-se os dois sobre os quais falamos: o injuntivo e o prescritivo. Seguindo essa linha de raciocínio há aqueles que até os consideram como sendo sinônimos um do outro, ainda que as diferenças precisem estar devidamente demarcadas. Acerca delas constatemos algumas elucidações:

O texto injuntivo se caracteriza como tal pelo fato de a intenção estar voltada para instruir o interlocutor acerca de um determinado procedimento. Cabe aqui ressaltar que esse aspecto voltado para a orientação não possui aquela essência coercitiva, apenas sugere como algo deve ser feito. Entre os casos que representam as circunstâncias em questão podemos mencionar:  

* O discurso manifestado por um livro de autoajuda qualquer;

* O mesmo discurso revelado por um manual de instruções, o qual instrui o interlocutor a proceder de uma forma definida;

* Os procedimentos manifestados mediante uma receita culinária, visto que a intenção é a mesma, embora nada impeça que o leitor opte por um ingrediente em vez do outro.


O chamado texto prescritivo, de antemão já assume um caráter um tanto quanto coercitivo, imposto, regido por condições inquestionáveis de atuação, ou seja, “proceda sempre dessa forma e não opte por demais alternativas”. Nessa categoria se enquadram:

* Aqueles discursos manifestados nas cláusulas de um determinado contrato;

* Os mesmos retratados nos artigos da Constituição ou do Código de Processo Penal;

* As regras preconizadas pela gramática normativa, tendo em vista o padrão formal da linguagem; 

* As instruções materializadas nos editais de concursos públicos em geral, entre outras circunstâncias cuja finalidade assim se define.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos Relacionados

Textos Instrucionais
Conheça um pouco mais sobre este gênero textual clicando aqui!
video icon
Escrito"Por que não procurar alusões prontas para sua redação?" próximo à ilustração de uma estudante fazendo redação para o Enem.
Português
Por que não procurar alusões prontas para sua redação?
Já assistiu a vídeos na internet dando frases prontas para serem usadas em qualquer tema? Não caia nessa armadilha!