Whatsapp icon Whatsapp

Cyberbullying

Cyberbullying é a prática de bullying por meio de ambientes virtuais, como redes sociais e aplicativos de mensagem. O bullying consiste em perseguição, humilhação, intimidação, agressão e difamação sistemática. Quando esses problemas saem da esfera da convivência física e passam para a esfera da convivência virtual, temos o cyberbullying, comum, nos dias de hoje, entre os jovens por conta da popularização do acesso à internet e do uso massivo das redes sociais.

Veja também: O que é Estado laico?

O que é cyberbullying?

O cyberbullying é a prática do bullying em ambientes virtuais.
O cyberbullying é a prática do bullying em ambientes virtuais.

O vocábulo inglês bully significa “valentão” — aquela figura típica do agressor que persegue as suas vítimas na escola, colocando apelidos nelas e fazendo-as passar por situações vexatórias, por meio de agressões físicas e morais. O sufixo -ing acrescido ao termo bully é o que indica a condição da prática de bullying: a persistência e a continuidade. Já o prefixo cyber- vem da palavra cybernetic, que se refere àquilo que tem relação com a internet.

O cyberbullying é a prática do bullying em ambientes virtuais. O bullying pode ser caracterizado por uma violência perseguidora e constante, que pode chegar, nas suas formas mais latentes, a agressões físicas, além de humilhação pública, exposição vexatória, criação de apelidos de mau gosto etc. Já o cyberbullying é a mesma prática, porém ocorre por meio dos canais de comunicação virtuais, o que pode ser mais psicologicamente danoso para a vítima.

Enquanto o bullying somente acontece durante o contato presencial entre vítima e agressor, o cyberbullying estende-se para além dos ambientes públicos de convivência, os quais a vítima é obrigada a frequentar por determinados horários. Dessa maneira, o cyberbullying tende a ser mais massacrante, pois não há meio para que a vítima fuja dele, afinal, mesmo em casa, isolada em seu quarto, ela pode receber mensagens ameaçadoras e ofensas em suas redes sociais ou via mensagem de texto.

O cyberbullying pode arruinar a vida das vítimas envolvidas.
O cyberbullying pode arruinar a vida das vítimas envolvidas.

Normalmente, quem pratica o cyberbullying esconde-se atrás de perfis falsos de redes sociais, acreditando estar com a identidade totalmente protegida. No entanto, existem mecanismos de rastreamento de agressores e difamadores virtuais, por meio de um número de registro de computadores e redes na internet, chamado endereço I.P., que permite a identificação de qualquer atividade virtual.

Assim sendo, se a vítima de cyberbullying sentir-se afetada pelos chamados crimes contra a honra (calúnia, difamação e injúria) ou até mesmo crimes de injúria racial (quando a agressão tem motivação por raça e etnia), ela está resguardada pelos artigos 138 e 140 do Código Penal brasileiro, respectivamente. Quando houver a divulgação de imagens íntimas, com nudez, conteúdo erótico ou sexual, sem a autorização da vítima, há o resguardo da lei por meio do artigo 218-C do Código Penal Brasileiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Podemos estabelecer como cyberbullying a prática sistemática de perseguição, humilhação e constrangimento que pode dar-se por meio da criação de apelidos; da confecção de montagens ou divulgação de imagens constrangedoras com a imagem da vítima; da divulgação de imagens íntimas e da perseguição por conta dessa divulgação; da criação e divulgação de notícias vexatórias falsas sobre uma pessoa; e da simples ofensa (injúria) contra alguém.

Para entendermos o cyberbullying a fundo, precisamos conhecer alguns termos oriundos da língua inglesa que fazem parte do vocabulário específico da internet. Esses termos são hater, sexting, nude e revenge porn.

Assim como o bullying, o cyberbullying provoca isolamento social.
Assim como o bullying, o cyberbullying provoca isolamento social.

Hater é a pessoa que dissemina o ódio gratuito contra alguém simplesmente por odiar aquela pessoa. A palavra sexting é uma composição dos vocábulos sex (sexo) e texting (ato de mandar mensagem de texto), assim, o termo designa uma troca de mensagens virtuais com conteúdo sexual. Nude significa “nu”, trata-se de um termo utilizado para designar fotos com nudez. Revenge porn significa, ao pé da letra, “vingança pornô”. Esse último termo é empregado para designar o ato de vingar-se de alguém divulgando fotos íntimas daquela pessoa (sendo que essas imagens provavelmente foram enviadas pela própria vítima, que confiava na pessoa para quem as enviou).

O cyberbullying pode originar-se por meio de todos esses casos, seja pelo simples ódio gratuito de alguém para com outra pessoa, seja pela divulgação de imagens íntimas, que gera perseguição e humilhação da vítima.

Consequências do cyberbullying

O bullying e o cyberbullying podem trazer severas consequências para as suas vítimas. No início do processo, pode-se observar nelas, com frequência, um forte isolamento social, desconforto e tristeza. Essas características tendem a intensificar-se na medida em que o tempo corre e as agressões continuam. Com o passar do tempo, a pessoa pode desenvolver depressão, síndrome do pânico, transtornos obsessivos compulsivos, transtorno de ansiedade, transtorno bipolar e outras desordens psíquicas.

A depressão é uma das possíveis consequências para as vítimas de cyberbullying.
A depressão é uma das possíveis consequências para as vítimas de cyberbullying.

O trauma causado pelas agressões, aliado aos transtornos psíquicos, pode resultar em quadros de autodepreciação, automutilação (quando a pessoa provoca cortes e feridas no próprio corpo), abuso de álcool e outras drogas, transtornos de imagem que levam a doenças como a anorexia e a bulimia e, nos casos extremos, ao suicídio. Quando as consequências não aparecem imediatamente na juventude, elas podem aparecer na vida adulta, por isso, é importante que uma vítima de bullying e cyberbullying seja acolhida por familiares e amigos e que se dê a ela a possibilidade de um acompanhamento médico e psicológico adequado.

Veja também: Direitos humanos: conjunto de direitos reconhecidos como os mais básicos

Dados sobre o cyberbullying no Brasil

A Intel Security, empresa vinculada ao setor de segurança ao usuário da fabricante de computadores Intel Inside, realizou uma pesquisa|1| sobre o cyberbullying no Brasil. Os pesquisadores colheram dados com 507 crianças e adolescentes com idades entre 8 e 16 anos, buscando informações acerca do bullying praticado em ambientes virtuais. Estes foram os principais dados levantados sobre os entrevistados:

  • 66% presenciaram casos de agressão na internet;

  • 21% afirmam ter sofrido cyberbullying;

  • 24% realizaram atos considerados cyberbullying, sendo que, desse grupo:

  • 14% admitiram falar mal de uma pessoa para outra;

  • 13% afirmaram zombar alguém por sua aparência;

  • 7% marcaram alguém em fotos vexatórias;

  • 3% ameaçaram alguém;

  • 3% zombaram alguém por conta de sua sexualidade;

  • 2% postaram intencionalmente sobre eventos em que um colega foi excluído para ele perceber que foi excluído.

Como justificativa, os entrevistados alegaram os seguintes elementos:

  1. Por defesa ou vingança, pois estavam revidando um ataque prévio que, de alguma maneira, a vítima impôs antes.

  2. Por não gostarem da vítima.

  3. Porque outras pessoas já estavam fazendo isso antes.

Uma pesquisa |2| feita pelo Instituto Ipsos acerca do cyberbullying entrevistou cerca de 20 mil pessoas em 28 países do mundo. Segundo os dados levantados, a Índia ocupa o primeiro lugar no ranking de casos de cyberbullying no mundo. O Brasil encontra-se logo em seguida, no segundo lugar. Em nosso país, 30% dos pais e responsáveis legais por menores entrevistados afirmam que os filhos envolveram-se em casos de cyberbullying, sendo vítimas ou agressores.

Quais atitudes você deve ter para evitar que seja vítima de cyberbullying

A vítima de qualquer agressão nunca é culpada por seu sofrimento. No entanto, tendo em vista a existência do cyberbullying, algumas ações e precauções podem te proteger para que você não seja afetado por tal prática. Alguns cuidados necessários são:

  • Não exponha a sua vida em redes sociais;

  • Não exponha intimidades suas na internet;

  • Se alguém te atacar, bloqueie essa pessoa e procure a orientação de um adulto;

  • Não envie fotos íntimas, contendo nudez, para terceiros, mesmo que você confie muito nessa pessoa, mesmo que seja seu namorado ou namorada;

  • Em caso de exposição de fotos íntimas, procurar uma delegacia de polícia e registrar imediatamente um boletim de ocorrência;

  • Em caso de agressões que possam causar danos morais por injúria, calúnia e difamação, procurar uma delegacia de polícia e registrar um boletim de ocorrência;

  • Se for vitimado por alguma agressão, antes de tomar qualquer atitude, converse com seus responsáveis ou algum adulto de sua confiança que possam te apoiar e te auxiliar;

  • Monitorar a atividade de seus filhos e de seus tutelados para saber o que eles fazem na internet e o que fazem com eles; além de manter sempre o diálogo aberto, mostrando aos adolescentes e às crianças que eles podem confiar em vocês e abrir-se em casos de agressão.

Notas

|1| https://canaltech.com.br/comportamento/pesquisa-da-intel-revela-dados-sobre-cyberbullying-no-brasil-46105/

|2| https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/brasil-e-o-2-pais-com-mais-casos-de-bullying-virtual-contra-criancas-11072018

      

Publicado por Francisco Porfírio
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Alteridade
Acesse este link para saber o que é alteridade, em que contexto ela se aplica, e como a alteridade é importante para o convívio social democrático e justo.
A depressão é uma doença incapacitante que merece atenção.
Depressão
Aprenda um pouco mais sobre a depressão, um problema de saúde mental que afeta cerca de 19% das pessoas do nosso planeta em alguma fase da vida.
Geração Z
Conheça um pouco sobre a Geração Z e as mudanças de mentalidade e comportamento que ela imprime às sociedades contemporâneas.
Muitas pessoas com TOC são obcecadas por limpeza por causa do medo de micro-organismos causadores de doenças
Transtorno obsessivo compulsivo – TOC
Entenda o que é o transtorno obsessivo compulsivo e compreenda como esse problema afeta a vida de quem o apresenta.
As mulheres tendem a sofrer mais de transtorno de ansiedade que homens.
Transtornos de ansiedade
Transtorno de ansiedade, o que é transtorno de ansiedade, os tipos de transtorno de ansiedade, os sinais provocados pelo transtorno de ansiedade, o tratamento do transtorno de ansiedade.
video icon
Enem
Pré-Enem | Intertextualidade em obras literárias
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre "Intertextualidade entre obras literárias" com a professora Helissa Soares!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.