Whatsapp icon Whatsapp

Cevada

A cevada é um cereal usado principalmente pela indústria da cerveja e que atualmente foi reconhecido como um alimento funcional.
Plantação de cevada
A cevada é um cereal cultivado em várias partes do mundo.

A cevada é o nome dado a um cereal cultivado em todo o mundo que, atualmente, é considerado o quarto cereal em nível de importância. Seu cultivo depende de solos férteis, e trata-se de uma espécie intolerante ao alagamento.

 No Brasil, a cevada está relacionada principalmente com a produção do malte, o qual é utilizado na indústria cervejeira. O malte é um produto resultado da germinação do grão da cevada. A cevada é considerada, assim como a aveia, um alimento funcional, apresentando benefícios na saúde cardiovascular e também intestinal.

Leia também: Por que o álcool nos deixa bêbados?

Resumo sobre a cevada

  • Cevada é um cereal pertencente à família Poaceae e espécie Hordeum vulgares.

  • É o quarto cereal em ordem de importância no mundo.

  • É uma cultura que exige solos férteis.

  • Apresenta como principal utilização no Brasil a produção de malte para a fabricação da cerveja.

  • O grão de cevada apresenta três componentes fundamentais: o embrião, o endosperma e o envoltório.

  • O embrião vivo é fundamental para a produção do malte.

  • A cevada é considerada um alimento funcional, ou seja, que possui componentes que apresentam benefícios à saúde humana.

O que é a cevada?

Cevada é o nome popular de um cereal pertencente à família Poaceae e espécie Hordeum vulgares. A espécie originou-se na Ásia, e sua e história está diretamente ligada à origem da agricultura.

De acordo com alguns estudos, a cevada-selvagem já era consumida na idade da pedra pelos homens das cavernas. Atualmente a espécie é considerada, de acordo com a Embrapa, “o quarto cereal em ordem de importância, sendo plantado em aproximadamente 55 milhões de hectares com produção da ordem de 150 milhões de toneladas, representando 10% do total de grãos produzidos mundialmente”.|1|

Trata-se de uma planta mais sensível que o trigo, sendo intolerante a situações de alagamento, muito suscetível à acidez do solo e que exige solos de boa fertilidade para seu desenvolvimento. Vale salientar, no entanto, que a espécie é menos exigente em água e mais precoce que outras espécies de cerais, o que estimula seu cultivo.

A cevada é uma espécie de clima frio, entretanto foi adaptada para produzir também em áreas com clima temperado. Para garantir maior produtividade em diferentes condições ambientais, a cevada tem sido alterada geneticamente ao longo dos anos. No Brasil, o cultivo da cevada é bem consolidado na região Sul.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Grão de cevada

O grão de cevada apresenta três componentes fundamentais: o embrião, o endosperma e o envoltório. O embrião é a parte viva, que dará origem a uma nova planta. O endosperma, por sua vez, trata-se do tecido de reserva do grão, destacando-se por ser rico em amido. Por fim, o envoltório envolve o grão, garantindo proteção ao embrião.

Grãos da cevada
O grão da cevada apresenta o embrião que dará origem a um novo indivíduo.

Uso da cevada

Em nosso país a cevada é produzida principalmente para a industrialização de malte, o qual é usado na fabricação de cerveja. Entretanto, atualmente a cevada é um alimento considerado funcional, assim como a aveia, o que tem despertado o interesse no seu consumo pela população. Vale destacar que a cevada não é utilizada apenas para consumo humano, sendo também comercializada para o preparo de ração para alimentação animal. Outro uso da cevada é a rotação de culturas.

Três copos com cerveja, bebida derivada da cevada.
A cevada é utilizada principalmente para a produção do malte utilizado na cerveja.

A depender da forma de aproveitamento da cevada, essa pode ser classificada em cevada cervejeira ou cevada forrageira. A cevada cervejeira deve cumprir padrões de qualidade específicos que garantam a produção do malte que será utilizado nas cervejas. A forrageira, por sua vez, é aquela que não cumpre esses padrões de qualidade, sendo destinada, portanto, para alimentação animal. Dentro desses grupos, existem diferentes variedades.

  • O que é malte?

O malte é um produto utilizado na fabricação de cerveja, estando relacionado com a coloração dela e o sabor mais intenso. Além disso, o malte é usado para fabricar bolos, biscoitos, sorvetes e uísques. O malte consiste na germinação artificial do grão de cevada, processo feito em condições controladas de temperatura e umidade. Para que esse processo aconteça, é fundamental que o embrião esteja vivo.

Leia também: Lúpulo — planta também usada na indústria cervejeira

Cevada como alimento funcional

A cevada é considerada um alimento funcional, ou seja, que possui componentes que apresentam benefícios à saúde humana. Essa classificação se deve, principalmente, à presença das chamadas β-glucanas (polissacarídios naturais), as quais estão presentes nas fibras solúveis da cevada.

As β-glucanas relacionam-se com benefícios como a redução dos níveis de colesterol no sangue e a consequente redução dos riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, estão relacionadas com melhoria na fisiologia intestinal e promovem o aumento da biodisponibilidade de vitaminas e sais minerais. Além da β-glucanas, a cevada possui compostos fenólicos que possuem ação protetora do sistema cardiovascular.

Notas

|1| KURTZ, Paulo. Cevada. Disponível em: https://www.embrapa.br/agencia-de-informacao-tecnologica/cultivos/cevada

Fontes

BIAZUS, V. Produtividade e valor nutritivo de grãos de cevada superprecoce no outono em diferentes épocas de semeadura, doses de nitrogênio e espaçamentos. Dissertação. Programa de Pós-graduação em Agronomia. Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária. Universidade de Passo Fundo. Passo Fundo. 2015. Disponível em: http://tede.upf.br/jspui/bitstream/tede/1300/2/2015ValderiaBiazus.pdf.

FONTANA, Ana Clara; FURONI, Gustavo César; MELO, Aila Maria Rodrigues; SABUNDJIAN, Michelle Traete. A cultura da cevada (Hordeum vulgare L.). Revista científica eletrônica de ciências aplicadas da FAIT. n. 1. Maio, 2016. Disponível em: http://fait.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/WyTvVot9U6aZ0Vg_2020-7-29-17-1-41.pdf.

PIPOLO, V. C; MINELLA, E. Cevada alimento funcional – Alternativa para a diversificação e agregação de valor na cadeia produtiva de cereais. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1132148/1/BPD-98-online.pdf.

PORTO, P.D. Tecnologia de fabricação de malte: Uma revisão. Monografia. Curso de Engenharia de Alimentos. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2011. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/56455/000857950.pdf.  

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Baunilha
Você sabia que a essência de baunilha é extraída de uma orquídea? Saiba mais sobre esse condimento com alto valor agregado!
Bebidas destiladas e fermentadas
Qual a diferença no processamento para se obter Etanol?
Cacau
Clique aqui e conheça mais sobre o cacau. Veja as características do cacaueiro e a importância e as propriedades do seu fruto.
Jambo-vermelho
Você conhece o jambo-vermelho? Clique aqui e saiba mais sobre esse fruto, a planta da qual ele se origina e suas propriedades benéficas.
Lúpulo
Conheça mais sobre o lúpulo, uma planta da mesma família da maconha, que é bastante conhecida em virtude de seu uso na fabricação de cerveja.
Por que ficamos bêbados ao ingerir álcool?
Clique aqui e saiba por que ficamos bêbados ao ingerir álcool. Entenda toda a química por trás da ação dessa substância no nosso sistema nervoso central e descubra como são causados os conhecidos sintomas de embriaguez. Conheça ainda a fórmula e a ação do etanol, tipo de álcool presente nas bebidas alcoólicas.
video icon
Escrito"Matemática do Zero | Retas paralelas cortadas por uma transversal " em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Retas paralelas cortadas por uma transversal
Nessa aula veremos o que são retas paralelas cortadas por uma transversal. Além disso, veremos as porpriedades e nomencaltura dos ângulos formados nessas duas retas cortadas por uma transversal: alternos internos, alternos externos, colaterais internos e colaterais externos.