Whatsapp icon Whatsapp

Gases (flatulência)

Os gases (flatulência) ocorrem principalmente devido à fermentação de alguns alimentos no intestino. Mudanças na dieta podem evitar a produção em excesso de gases intestinais.
Ilustração de uma pessoa com as mãos sobre a barriga, soltando gases intestinais.
Um indivíduo adulto pode expelir gases cerca de 20 vezes por dia.

Gases (flatulência) são um processo que se caracteriza pela eliminação de gases intestinais pelo ânus. Trata-se de um processo natural do nosso corpo, mas algumas vezes podem ser sinal de algum problema de saúde, como a síndrome do intestino irritável e intolerâncias alimentares.

Geralmente, os gases são formados durante o próprio processo digestivo, quando os alimentos são quebrados e fermentados. Além disso, o ar engolido durante a alimentação também pode provocar flatulência. Para diminuir a produção de gases, portanto, é importante cuidar da alimentação, mastigar bem os alimentos, evitar conversar durante as refeições e não beber bebidas gasosas.

Leia também: Afinal, por que engasgamos?

Resumo sobre gases (flatulência)

  • Os gases ou flatulência são um processo natural em que gases são liberados através do ânus.

  • Os gases são formados durante o processo de digestão, mas também relacionam-se com o ar engolido.

  • Brócolis, couve-flor, feijão, leite, ovos, batata, repolho e bebidas gaseificadas estão relacionados com o aumento na produção de gases.

  • A flatulência excessiva pode ser sinal de algumas doenças.

  • Quando a flatulência não está associada a doenças, medidas simples podem reduzir a eliminação desses gases, como evitar conversar enquanto se mastiga e fazer mudanças na dieta.

É normal soltar gases (flatulência)?

Os gases ou flatulência são um processo natural em que gases são liberados através do ânus. Esses gases podem ser liberados de maneira involuntária ou voluntariamente. Em muitas situações, os gases são acompanhados de grande desconforto abdominal, e várias pessoas sentem vergonha de eliminá-los.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que pode causar flatulência?

Os gases intestinais podem ter diferentes causas, uma delas é o próprio processo de digestão. Durante a nossa digestão, os alimentos sofrem o processo de fermentação para a retirada dos nutrientes necessários para o nosso organismo, processo esse que promove a liberação de gases.

Repolho em cima de uma mesa, um tipo de alimento que aumenta a produção de gases.
O repolho é um alimento que aumenta a produção de gases.

Alguns alimentos provocam maior liberação de gases, tais como brócolis, couve-flor, feijão, leite, ovos, batata, repolho e bebidas gaseificadas. Os gases intestinais também podem surgir devido ao ar que foi engolido. Em algumas situações, o ar engolido é eructado (liberado pela boca), porém a deglutição de ar pode provocar gases intestinais excessivos.

Veja também: Quimo e quilo — a transformação dos alimentos durante a digestão

Gases em excesso podem indicar alguma doença?

Como salientado anteriormente, os gases (flatulência) são um processo normal que ocorre no organismo, sendo observada a eliminação de cerca de 20 flatos por dia em um indivíduo adulto. Entretanto, em algumas situações, podem ser indicativos de problemas de saúde. Dentre os problemas que podem provocar um aumento dos gases produzidos no organismo, podemos citar:

É importante salientar que o excesso de gases merece atenção especialmente quando acompanhado de sinais de alerta, tais como:

  • diarreia crônica;

  • perda de peso;

  • dor abdominal;

  • sangramento nas fezes;

  • náusea e vômito.

Saiba mais: Prisão de ventre — o que causa e como tratar

O que fazer quando se tem excesso de gases?

Para reduzir as flatulências, o primeiro ponto a ser considerado é realizar uma mudança na dieta. Isso não significa retirar todos os alimentos que são conhecidos por produzir gases, mas sim reduzir o seu consumo. Além disso, é importante salientar que nem todos os alimentos provocam os mesmos sintomas em todas as pessoas, portanto trata-se de uma questão individual e cabe a cada indivíduo identificar esses alimentos.

Além da mudança na dieta, é importante que o indivíduo pratique atividades físicas e adote medidas simples enquanto se alimenta, como evitar mastigar de boca aberta e não conversar enquanto ingere seus alimentos. Também é recomendado evitar a ingestão de bebidas gaseificadas.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Constipação intestinal ou prisão de ventre
Compreenda o que é a constipação intestinal (prisão de ventre), suas principais causas e como o problema pode ser tratado.
Glúten
Glúten, o que é glúten, onde o glúten é encontrado, a composição do glúten, a importância do glúten no preparo de pães e massas, intolerância ao glúten, Doença Celíaca, o glúten em dietas.
Intolerância a Lactose
Intolerância à Lactose, incapacidade de digerir a lactose, sintomas da intolerância à lactose, o diagnóstico da intolerância à lactose, o tratamento da intolerância à lactose, tipos de intolerância à lactose.
Quimo e quilo
Entenda a diferença entre quimo e quilo e aprenda como e onde esses dois produtos da digestão são formados no sistema digestório.
Sistema digestório
Amplie seus conhecimentos sobre o sistema digestório. Neste texto, falaremos sobre os órgãos que fazem parte desse sistema e de algumas funções atribuídas a eles.
Síndrome do Intestino Irritável
Neste texto ampliaremos nossos conhecimentos sobre a Síndrome do Intestino Irritável. Saiba suas causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.
video icon
Professora ao lado do texto"Aposto".
Português
Aposto
Aposto é o nome que se dá ao elemento sintático que se junta a outro a título de explicação ou de apreciação. Assista a esta videoaula e aprenda um pouco mais sobre o emprego e a classificação desse termo acessório da oração.