Whatsapp icon Whatsapp

Gonorréia

A gonorreia é uma infecção sexualmente transmissível (IST) provocada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada dia, cerca de um milhão de pessoas, em todo o mundo, adquirem uma IST.

Ainda de acordo com a OMS,estima-se que a nível global surjam, anualmente, 357 milhões de novos casos das quatro principais IST curáveis no grupo etário dos 15 aos 49 anos de idade, ou seja: infecções por clamídia (‎131 milhões)‎, gonorreia (‎78 milhões)‎, sífilis (‎6 milhões)‎ e tricomoníase (‎142 milhões)‎”.

Apesar de a gonorreia ser uma doença tratável, especialistas em todo mundo têm alertado para o surgimento de linhagens resistentes ao tratamento hoje disponível, o que tem feito dela um grave problema de saúde pública.

Leia mais: Superbactérias – apresentam forte resistência a antibióticos

O que é a gonorreia?

A gonorreia é uma doença infecciosa bacteriana transmitida, principalmente, por via sexual, sendo considerada, portanto, uma IST (infecção sexualmente transmissível). Ela é considerada a segunda IST bacteriana mais prevalente em todo o planeta. A gonorreia é uma das doenças mais antigas da humanidade, havendo relatos de sintomas compatíveis com essa infecção desde o Antigo Testamento da Bíblia.

Agente causador da gonorreia

O agente causador da gonorreia é uma bactéria gram-negativa chamada Neisseria gonorrhoeae. Essa bactéria é um diplococo, não flagelado, que apresenta diâmetro entre 0,6-1,06µ. A bactéria infecta tanto homens quanto mulheres, apresentando uma afinidade com as células da uretra e colunares da endocérvix, sendo os sintomas decorrentes, principalmente, da inflamação desses epitélios. Vale salientar, no entanto, que a enfermidade pode abranger também regiões não genitais.

Neisseria gonorrhoeae é a bactéria responsável por desencadear a gonorreia.
Neisseria gonorrhoeae é a bactéria responsável por desencadear a gonorreia.

Transmissão da gonorreia

A gonorreia é uma infecção sexualmente transmissível, o que significa que a bactéria causadora da doença pode ser transmitida de um indivíduo para outro durante a relação sexual sem o uso de preservativos. A transmissão, no entanto, não se resume ao modo sexual, podendo ocorrer também durante gravidez e parto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas da gonorreia

A gonorreia é uma doença que pode ser assintomática ou desencadear sintomas. Nas mulheres, a infecção é, geralmente, assintomática, uma questão que pode dificultar a realização de um diagnóstico precoce. Nas mulheres pode surgir uma secreção purulenta endocervical, o que pode ser confundido com um corrimento vaginal sem muita importância.

Elas podem apresentar também sangramento intermenstrual, uretrite, e disúria — sensação de dor ou desconforto ao urinar. O não reconhecimento da doença e o tratamento tardio podem levar a complicações, como doença inflamatória pélvica, aborto, gravidez ectópica, infertilidade e oftalmia neonatal.

Nas mulheres, a gonorreia é, muitas vezes, assintomática.
Nas mulheres, a gonorreia é, muitas vezes, assintomática.

Nos homens, a gonorreia provoca, principalmente, uretrite aguda, desencadeando corrimento uretral e disúria. O corrimento uretral inicia-se mucoide, mas, após cerca de dois dias, torna-se purulento. Uma complicação da uretrite causada pela gonorreia é a epididimite (inflamação do epidídimo) aguda. Outras complicações são: o edema peniano, prostatite (inflamação da próstata), orquite (inflamação dos testículos), e balanopostite (inflamação da glande).

Vale salientar que a gonorreia pode atingir regiões não genitais, provocando, por exemplo, faringite gonocócica, peri-hepatite, infecção ocular e infecção gonocócica disseminada, a qual leva ao envolvimento articular e cutâneo. Há também a gonorreia anorretal, que pode provocar proctite (inflamação da mucosa do reto), dor, coceira, sangramento retal, e descarga purulenta.

Diagnóstico da gonorreia

O diagnóstico da gonorreia é feito por meio da análise dos sintomas do paciente e do resultado de exames laboratoriais. O diagnóstico é confirmado pela identificação da bactéria causadora da doença em secreções genitais e extragenitais.

Entre os métodos diagnósticos disponíveis, estão: microscopia, cultura e NAAT (NAAT, do inglês, nucleic acid amplification test, “teste de amplificação de ácido nucleico”). O único método que permite a realização do teste de susceptibilidade antimicrobiana é a cultura, portanto, trata-se de um teste que deve ser realizado a fim de identificar o melhor tratamento.

Tratamento da gonorreia e resistência aos antibióticos

A gonorreia é uma doença tratada com o uso de antibióticos, os quais devem ser prescritos exclusivamente por um médico. Um grande problema relacionado ao tratamento da gonorreia é o aumento crescente e veloz da resistência bacteriana aos antibióticos. Algumas das causas desse problema são a escolha inadequada de antibióticos e a falta de controle de acesso a eles.

Além disso, a Neisseria gonorrhoeae apresenta habilidade de alterar o seu genoma, que também pode ser alterado por mutações e adquirir plasmídeos por meio da conjugação, fatores que podem resultar na resistência a antimicrobianos.

Prevenção da gonorreia

A gonorreia, por ser uma infecção sexualmente transmissível, pode ser prevenida com medidas simples, como a utilização de preservativo em todas as relações sexuais. Além disso, é importante que as gestantes façam um acompanhamento pré-natal adequado para que as IST possam ser identificadas e os riscos de transmitir infecções, como a gonorreia, para o bebê diminuam.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Aids
Você sabe o que é aids? Clique aqui e entenda o que é essa síndrome, o que é o HIV, como ele é transmitido e os tratamentos disponíveis nos dias atuais.
Antibióticos
Aprenda mais sobre o que são antibióticos, como foi a sua descoberta, seu mecanismo de ação e a relação entre uso de antibióticos e resistência bacteriana.
Bactérias
Amplie seus conhecimentos sobre as bactérias, organismos unicelulares que podem ser encontrados em colônias!
Cancro mole
Cancro mole, o que é cancro mole, o transmissor do cancro mole, como o cancro mole é transmitido, como ocorre o tratamento do cancro mole, como prevenir o cancro mole.
Clamídia
Clamídia, o que é clamídia, bactéria que provoca a clamídia, sintomas da clamídia, tratamento para a clamídia, prevenção contra a clamídia.
Doença Inflamatória Pélvica
Compreenda mais sobre a doença inflamatória pélvica, seus sintomas, tratamento e prevenção.
Herpes genital
Você já ouviu falar sobre herpes genital? Clique aqui, descubra o que é essa doença, qual é seu agente causador e quais são seus sintomas.
Infecções sexualmente transmissíveis
Você sabe o que são infecções sexualmente transmissíveis? Clique aqui e conheça mais sobre essas infecções transmitidas, principalmente, por contato sexual.
Mutação
Entenda o que é mutação, seus principais tipos e importância!
Métodos contraceptivos
Conheça mais sobre os métodos contraceptivos clicando aqui! Neste texto conheceremos os principais métodos disponíveis e seus mecanismos de ação.
Preservativo
Existem versões femininas e masculinas de preservativos. Eles previnem a gravidez indesejada e a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.
Verrugas Genitais
Verrugas Genitais, doença sexualmente transmissível, condiloma acuminado, doença conhecida como crista de galo, doença ocasionada pelo papilomavírus humano, contágio do condiloma acuminado, sintomas do condiloma acuminado, tratamento do condiloma acuminado.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Número de diagonais de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Número de diagonais de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula do número de diagonais de um polígono convexo e resolveremos questões modelo.