Whatsapp icon Whatsapp

Infecções sexualmente transmissíveis

Infecções sexualmente transmissíveis (IST), anteriormente chamadas de doenças sexualmente transmissíveis (DST), são infecções transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem uso de preservativo com uma pessoa que está infectada. Podem ser causadas por diferentes agentes, tais como vírus, bactérias e fungos. De acordo com o Ministério da Saúde, a mudança na terminologia de doença ocorreu porque o termo IST considera a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção mesmo sem sinais e sintomas.

É fundamental que, ao sentir algum sintoma de IST, como dor ao urinar ou corrimento, um médico seja procurado. Caso seja confirmado o diagnóstico de alguma dessas infecções, é importante iniciar imediatamente o tratamento e comunicar o parceiro sexual. A principal forma de prevenção é utilizar preservativo em todas as relações sexuais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Métodos contraceptivos – o que são, para o que servem e classificação

Como as IST são transmitidas?

As infecções sexualmente transmissíveis ocorrem, principalmente, por contato sexual (que pode ser vaginal, oral ou anal) sem uso de preservativos e com pessoa que esteja infectada. Apesar disso, muitas IST não apresentam apenas essa forma de contágio. A transmissão pode ocorrer, em alguns casos, por transfusão de sangue, da mãe para o bebê durante a gravidez, o parto ou a amamentação, e por compartilhamento de objetos perfurocortantes.

Utilizar camisinha em toda relação sexual é fundamental para se prevenir contra IST.
Utilizar camisinha em toda relação sexual é fundamental para se prevenir contra IST.

Quais as principais causas de IST?

As infecções sexualmente transmissíveis podem ser desencadeadas por diferentes agentes, tais como vírus, bactérias, protozoários e fungos. Veja algumas doenças e seus respectivos agentes causadores:

  • Aids: causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV).

  • Cancro mole: causada pela bactéria Haemophilus ducreyi.

  • Clamídia: causada pela bactéria Chlamydia trachomatis.

  • Condiloma acuminado: causada pelo Papilomavírus Humano (HPV).

  • Gonorreia: causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae.

  • Hepatite B: causada pelo vírus da hepatite B (HBV).

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Herpes genital: causada pelo Vírus Herpes Simples (HSV).

  • Sífilis: causada pela bactéria Treponema pallidum.

  • Tricomoníase: causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis.

Quais os principais sintomas das IST?

As infecções sexualmente transmissíveis podem apresentar diferentes sintomas, os quais podem incluir ardência ao urinar, lesões na região genital, corrimento, coceira na região genital, dor na região pélvica e durante a relação sexual. Algumas IST, no entanto, não provocam sintomas (infecções assintomáticas). Veja exemplos de IST e os sintomas elas que provocam:

  • Cancro mole: provoca o surgimento de feridas nos órgãos genitais, as quais são muito dolorosas.

  • Condiloma acuminado: a infecção por HPV pode ser assintomática ou ter sintomas, entre os quais se destaca o surgimento de verrugas na região genital e no ânus.

  • Gonorreia: provoca sintomas como dor ao urinar, corrimento amarelado e dor durante a relação sexual.

  • Hepatite B: geralmente não apresenta sintomas no início da infecção, sendo eles observados apenas em estágios mais avançados. Dentre as manifestações clínicas, podemos citar enjoo, vômito, tontura, cansaço, febre e dor abdominal. A hepatite B pode provocar, ainda, o amarelamento de pele e olhos, condição conhecida como icterícia.

  • Herpes genital: manifesta-se com o surgimento de bolhas, as quais estão agrupadas como um buquê. As bolhas se rompem e formam feridas, as quais secam, formando uma crosta.

Nem toda IST provoca sintomas apenas nos órgãos genitais. A sífilis, por exemplo, pode provocar manchas pelo corpo todo.
Nem toda IST provoca sintomas apenas nos órgãos genitais. A sífilis, por exemplo, pode provocar manchas pelo corpo todo.
  • Sífilis: apresenta sintomas diferentes à medida que a doença se desenvolve. Na sífilis primária, observa-se o surgimento de uma ferida que não coça, não dói e não apresenta pus. Ela surge no local de entrada da bactéria e desaparece sozinha, mesmo sem tratamento. A sífilis secundária surge após algum tempo do aparecimento e cicatrização da ferida da sífilis primária e se manifesta com manchas pelo corpo. O indivíduo pode apresentar febre, dor de cabeça e mal-estar. A fase assintomática, também chamada de sífilis latente, não provoca sintomas. Por fim, temos a sífilis terciária, que pode se manifestar anos depois da infecção, desencadeando comprometimento dos sistemas nervoso e cardiovascular e lesões na pele.

  • Tricomoníase: provoca corrimento amarelado com odor desagradável que lembra peixe. Pode provocar também coceira, dor durante a relação sexual e ao urinar e sangramento após a relação. Pode ser assintomática em alguns indivíduos.

  • Aids: é um estágio avançado da infecção pelo vírus HIV. Esse vírus ataca as células de defesa, deixando o indivíduo suscetível a infecções. Nessa fase da infecção, o indivíduo desenvolve uma ou mais doenças oportunistas.

Como é feito o diagnóstico de IST?

As infecções sexualmente transmissíveis podem ser identificadas por meio da análise dos sintomas do indivíduo e confirmadas por meio de exames específicos. Após o diagnóstico, o paciente deve iniciar o tratamento e comunicar seus parceiros sexuais. A comunicação com o parceiro é extremamente importante para que ele possa iniciar o tratamento o mais rápido possível e para que ele não transmita a infecção para outras pessoas. Além disso, se apenas uma das pessoas fizer o tratamento, há o risco de ocorrer a recontaminação daquele que está curado.

Ao diagnosticar-se uma IST, é fundamental que um médico seja consultado e o parceiro sexual seja comunicado.
Ao diagnosticar-se uma IST, é fundamental que um médico seja consultado e o parceiro sexual seja comunicado.

As IST apresentam tratamento?

Muitas IST apresentam tratamentos eficientes e rápidos, entretanto, algumas não têm cura. A infecção por HIV, por exemplo, é tratada com uso de medicamentos antirretrovirais, os quais controlam a multiplicação do vírus. Os medicamentos utilizados nesses pacientes objetivam evitar o enfraquecimento do sistema imunológico, não promovendo, portanto, a cura da doença.

Leia mais: Coquetel antiaids – combinado de medicamentos que atua evitando a reprodução do vírus HIV

Quais as formas de se prevenir uma IST?

A principal forma de se prevenir de uma infecção sexualmente transmissível é utilizando preservativo em todas as relações sexuais, independentemente da forma de contato (anal, vaginal ou oral). É importante também reduzir o número de parceiros sexuais.

Como muitas IST apresentam diferentes modos de transmissão, outras formas de prevenção são: não compartilhar agulha; exigir o uso de material descartável ou esterilizado ao ir ao médico, ao dentista, à acupuntura, ao tatuador e à manicure; não compartilhar objetos de uso pessoal; e vacinação (vacina contra HPV e vacina contra hepatite B). Não podemos nos esquecer também da necessidade de se fazer um pré-natal eficiente, garantindo, desse modo, a redução de transmissão de doenças para o bebê.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos de Infecções sexualmente transmissíveis

Aids
Você sabe o que é aids? Clique aqui e entenda o que é essa síndrome, o que é o HIV, como ele é transmitido e os tratamentos disponíveis nos dias atuais.
O preservativo é o único meio de se prevenir da doença.
Cancro mole
Cancro mole, o que é cancro mole, o transmissor do cancro mole, como o cancro mole é transmitido, como ocorre o tratamento do cancro mole, como prevenir o cancro mole.
Bactéria Chlamydia
Clamídia
Clamídia, o que é clamídia, bactéria que provoca a clamídia, sintomas da clamídia, tratamento para a clamídia, prevenção contra a clamídia.
O uso da camisinha é capaz de evitar a maioria das contaminações
Condiloma acuminado
Características, transmissão, prevenção e tratamento do papilomavírus.
A doença inflamatória pélvica atinge os órgãos genitais internos
Doença Inflamatória Pélvica
Compreenda mais sobre a doença inflamatória pélvica, seus sintomas, tratamento e prevenção.
Células epiteliais infectadas por Gardnerella vaginalis.
Gardnerella
Vaginose cujo agente causador é uma bactéria, típica da flora vaginal.
Gonorréia
A gonorreia é uma IST bacteriana que pode desencadear complicações como infertilidade. Clique aqui e conheça mais sobre essa infecção.
HBV: vírus responsável pela hepatite B.
Hepatite B
Doença viral que pode ser curada espontaneamente, ou se manifestar de forma crônica.
Bolhas provocadas pelo herpes simplex
Herpes Genital
Herpes Genital, o que é herpes genital, características do herpes genital, causas do herpes genital, sintomas do herpes genital, tratamento do herpes genital, prevenção contra o herpes genital.
HPV é um vírus capaz de infectar pele e mucosas.
HPV
Você já ouviu falar em HPV? Clique aqui e saiba mais sobre esse vírus. Neste texto, abordaremos os diferentes tipos de HPV, os sintomas da infecção por esse grupo de vírus, como é o HPV em homens, as formas de transmissão, de tratamento e de prevenção desse vírus. Falaremos também sobre a vacina contra HPV.
Lêndeas e indivíduos adultos de Phthirus pubis, localizados nos cílios de paciente.
Pediculose pubiana
DST caracterizada pela presença do artrópode Phthirus pubis nos pêlos pubianos.
Presença do papilomavírus humano em células da vagina.
Verrugas Genitais
Verrugas Genitais, doença sexualmente transmissível, condiloma acuminado, doença conhecida como crista de galo, doença ocasionada pelo papilomavírus humano, contágio do condiloma acuminado, sintomas do condiloma acuminado, tratamento do condiloma acuminado.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.