Whatsapp icon Whatsapp

LSD

LSD é uma droga alucinógena e sintética que provoca alterações no sistema nervoso central. O uso da droga pode expor o usuário a situações de perigo.
O LSD é uma droga sintética que não pode ser comercializada em território nacional.
O LSD é uma droga sintética que não pode ser comercializada em território nacional.

LSD (dietilamida do ácido lisérgico) é uma droga sintética derivada de um alcaloide do fungo Claviceps purpurea. A droga afeta o sistema nervoso central, comprometendo nossos sentidos, alterando nosso estado de consciência, provocando alucinações e alterações de humor. A experiência ao utilizar LSD varia de uma pessoa para outra, sendo descritas tanto sensações agradáveis como sensações desagradáveis após seu uso. O uso de LSD pode colocar o indivíduo em situações de perigo, sendo a perturbação psíquica um dos principais problemas do uso dessa droga.

Leia mais: Classificação das drogas de acordo com seus efeitos

Resumo sobre LSD

  • É uma droga sintética.

  • É usado, geralmente, por via oral.

  • Seu uso provoca alucinações, as quais podem colocar o usuário em risco.

  • Após o uso do LSD, o usuário pode reviver os efeitos mesmo sem fazer uso da droga, uma situação conhecida como flashback.

  • Estudos estão sendo realizados para avaliar um possível uso terapêutico do LSD.

O que é LSD?

LSD (dietilamida do ácido lisérgico) é uma substância sintética semelhante a uma substância química produzida pelo cogumelo Claviceps purpurea. Destaca-se como o alucinógeno sintético mais conhecido em todo o mundo. A droga foi sintetizada pela primeira vez, em 1938, pelo químico suíço Albert Hofmann, enquanto realizava pesquisas sobre o uso terapêutico de alcaloides. A droga não trouxe os resultados esperados e foi esquecida por um tempo.

Em 1943, Hofmann realizou a síntese do LSD novamente e começou a sentir sensações diferentes das que já havia experimentado. Descreveu então de maneira detalhada todos os sintomas apresentados por ele, como alucinações e falta de concentração. Acredita-se que as sensações experimentadas por Hofmann ocorreram devido à absorção acidental pela pele de uma pequena quantidade da substância. Posteriormente, o químico fez uso do LSD de maneira consciente para comprovar se as sensações experimentadas anteriormente eram resultado da ação da substância no corpo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Utilização do LSD

O consumo de LSD é proibido no Brasil, sendo vedada a comercialização e distribuição da droga. Infelizmente, o LSD, como várias outras drogas ilícitas, é vendido de maneira ilegal em nosso território. O LSD é utilizado, geralmente, via oral, sendo a forma mais comum a introdução de um pequeno pedaço de papel impregnado com LSD na região sublingual.

A droga é muito potente, e apenas alguns microgramas são suficientes para causar alterações no sistema nervoso. Seus efeitos são sentidos de 35 min a 45 min depois da sua administração e podem perdurar por horas, dependendo da dose ingerida.

Leia mais: Maconha - espécie de planta utilizada em todo o mundo, tanto para uso medicinal como para uso recreativo

Efeitos do LSD

Homem usando LSD.
O uso do LSD pode provocar alucinações e sensações de euforia e pânico.

Após o uso do LSD, o indivíduo pode sentir sintomas físicos como a aceleração da frequência cardíaca, sudorese, boca seca e dilatação das pupilas. O LSD destaca-se por afetar o sistema nervoso central, provocando, entre outras alterações, alucinações. É comum observar uma variação entre a ação normal dos sentidos e as alucinações, o que se conhece como “ondas de LSD”.

É importante destacar que a experiência do usuário ao utilizar o LSD é variável, nem todos podem sentir os mesmos efeitos ao utilizar a droga. Enquanto alguns experimentam excitação e euforia, outros podem experimentar pânico, depressão e alucinações aterrorizantes. Nestes últimos casos, diz-se que o usuário teve uma bad trip ou “viagem ruim”.

Além de alucinações, o LSD é capaz de provocar sinestesia, uma condição em que os sentidos se “misturam”. Essa mistura de informações sensoriais faz com que o indivíduo experimente sensações como ver um som e ouvir uma cor.

Vale salientar que estudos afirmam que o LSD não causa dependência ou sintomas de abstinência. O principal problema do seu uso está relacionado com a perturbação psíquica que a droga provoca. Essa perturbação pode fazer com que o indivíduo vivencie, por exemplo, crises de pânico e não seja capaz de diferenciar a realidade da fantasia.

Com isso, o usuário da droga pode se expor a situações perigosas, muitas delas, fatais. Há relatos, por exemplo, de pessoas que saltaram de prédios e que se perderam após tentar fugir de uma ameaça que não existia. Além de colocar sua vida em risco, o indivíduo sob o efeito do LSD pode causar danos a outras pessoas, uma vez que pode desenvolver comportamentos violentos e agressivos.

Uma reação adversa que pode ocorrer como consequência do uso de LSD são os chamados flashbacks. Os flashbacks podem ser definidos como a recorrência espontânea dos sintomas vivenciados após o uso de alucinógenos. Isso significa que a pessoa pode vivenciar a experiência obtida com o uso da droga mesmo dias ou meses após o consumo.

Leia mais: 26 de junho – Dia Internacional do Combate às Drogas

Uso terapêutico do LSD

Apesar de o uso recreativo da droga ser um grave problema, o LSD pode apresentar propriedades que podem ser usadas na medicina. Atualmente vários estudos estão sendo realizados a fim de avaliar se a droga pode ser utilizada como forma de tratamento para certos transtornos.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

26 de junho - Dia Internacional de Combate às Drogas
Aprenda mais sobre o Dia Internacional de Combate às Drogas, aqui. Neste texto abordaremos também um pouco a respeito da problemática do uso de drogas.
Ansiolíticos
Ansiolíticos, o que são Ansiolíticos, os efeitos dos Ansiolíticos no organismo, o uso medicinal dos Ansiolíticos, os efeitos prejudiciais e a dependência dos Ansiolíticos.
Classificação das drogas
Classificação das drogas de acordo com os estpimulos que promovem no sistema nervoso central.
Crack
O crack é uma droga ilícita que pode desencadear consequências graves no organismo. Clique para entender melhor os efeitos dessa droga.
Drogas lícitas e ilícitas
Drogas lícitas e ilícitas, drogas lícitas, drogas ilícitas, álcool, cigarro, maconha, cocaína, crack, critério usado para classificar as drogas em lícitas e ilícitas, drogas.
Ecstasy
Ecstasy ou Pílula do Amor, o ecstasy. Informações sobre o princípio ativo da droga, conseqüências e efeitos do uso do ecstasy, surgimento do ecstasy (histórico) e as curiosidades a respeito do Ecstasy. Também pode ser chamada de pílula do amor.
Efeitos do excesso de álcool no organismo
Saiba o que o uso excessivo do álcool pode causar em seu organismo a curto e a longo prazo.
Heroína
Heroína, a heronína, o princípio ativo da heronína, conseqüências da heroína e malefícios do uso da heroína, efeitos e histórico da heroína (surgimento da droga).
Maconha
Que tal conhecer mais sobre a maconha? Essa planta polêmica pode trazer danos quando usada como droga de abuso, porém apresenta algumas substâncias importantes.
Mitos sobre drogas
Desmistificando alguns aspectos relacionados às drogas.
Tráfico de droga e “mulas”
Conheça mais uma artimanha do tráfico de drogas.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.