Whatsapp icon Whatsapp

Propriedades da associação de resistores em série

Alguns enfeites de Natal trazem lâmpadas associadas em série. Quando uma queima, todas se apagam
Alguns enfeites de Natal trazem lâmpadas associadas em série. Quando uma queima, todas se apagam

Existem vários casos cotidianos em que é preciso fazer uso de uma resistência maior ou menor do que a fornecida por um resistor. Porém, um único resistor às vezes não tem a capacidade de suportar a intensidade de corrente elétrica que deve atravessá-lo. Nesses casos, faz-se o uso de vários resistores ligados simultaneamente ao mesmo circuito. A esse conjunto de resistores assim interligados dá-se o nome de associação de resistores. Existem, basicamente, duas formas possíveis de conectar mais de um resistor em um circuito, são elas: em série e em paralelo.

Em uma associação em série, dois ou mais dispositivos são ligados de forma que a corrente elétrica tenha um único caminho a seguir. Abaixo veremos algumas propriedades da associação de resistores em série.

Mas, primeiramente, vamos considerar uma associação em série de n resistores com resistências elétricas R1, R2, R3 ... Rn, cujos terminais A e B estão submetidos à ddp UAB, conforme mostra a ilustração abaixo. Seja i a intensidade de corrente elétrica que atravessa cada resistor da associação.

Associação em série de n resistores com resistências elétricas R1, R2, R3 ... Rn

Veja as seguintes propriedades:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

1 – Todos os resistores contidos no circuito serão percorridos pela mesma corrente elétrica. Isso acontece pelo fato de a corrente elétrica dispor somente de um caminho para fluir através do circuito. Sendo assim, para a corrente elétrica da associação em série, temos:

i1= i2=i3=⋯=in=i

2 – A diferença de potencial nos terminais da associação em série é igual à soma das diferenças de potencial medidas entre os terminais de cada um dos resistores associados, isto é, a ddp total aplicada através de um circuito em série divide-se entre os dispositivos elétricos individuais, de modo que a soma das quedas de voltagem nos resistores individuais é igual à ddp total mantida pela fonte.

UAB= U1+U2+U3+⋯+Un

3 – A corrente elétrica que atravessa o circuito enfrenta a resistência do primeiro dispositivo resistivo, a resistência do segundo, a do terceiro, e assim por diante, de modo que a resistência total do circuito à corrente é a soma das resistências individuais que existem ao longo do circuito. Assim, podemos dizer que a resistência equivalente a uma associação em série de resistores é igual à soma das resistências dos resistores associados.

Requivalente= R1+R2+R3+⋯+Rn

Publicado por Domiciano Correa Marques da Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Se geradores iguais fossem associados em paralelo, manteriam juntos a mesma diferença de potencial U
Associação de geradores elétricos em paralelo
Veja aqui a definição da associação de geradores em paralelo e veja também como ficam dispostos os geradores associados em paralelo.
Os circuitos elétricos da iluminação pública devem ser todos em paralelo, pois, se uma lâmpada queimar, as outras continuarão funcionando
Associação de resistores em paralelo
Clique e saiba mais sobre a associação de resistores em paralelo e conheça as suas aplicações e propriedades.
A carga Q é uma fonte de um campo elétrico e a carga q é a carga de prova colocada nesse campo
Campo elétrico gerado por uma carga pontual
Veja aqui o conceito físico de campo elétrico gerado por uma carga elétrica puntiforme.
O desfibrilador é, essencialmente, um capacitor, cujos eletrodos são colocados sobre o peito do paciente
Capacitância de um capacitor
Os capacitores podem armazenar energia elétrica por intermédio da separação de cargas. A constante de proporcionalidade é chamada de capacitância. Veja mais sobre capacitância de um capacitor.
Carga positiva e carga negativa
Carga positiva e carga negativa, carga positiva em um corpo eletrizado, carga negativa em um corpo eletrizado.
Circuito elétrico simples
Potência em resistores
No estudo da potência em resistores, é preciso aprender o cálculo da potência elétrica dissipada em um resistor.
Processos de Eletrização
Clique aqui e conheça as características de cada um dos processos de eletrização!
Resistores
Acesse o texto e conheça diferentes tipos de resistor. Aprenda quais são as leis de Ohm e o que são associações de resistores em série e em paralelo.
Filamento de uma lâmpada de tungstênio
Resistência elétrica e temperatura
Veja aqui como é feita a relação entre a resistência elétrica e a temperatura de um material.
Transformadores
Acesse e entenda o que são e como funcionam os transformadores. Aprenda também as fórmulas usadas para calcular a tensão e a corrente elétrica em transformadores.
video icon
Matemática
Pré-Enem | Áreas de figuras planas
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre áreas de figuras planas com o professor Pedro Itallo!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!