Whatsapp icon Whatsapp

Cuca

Cuca é uma personagem do folclore brasileiro criada como uma mulher velha, assustadora e maldosa, para amedrontar as crianças que não dormiam cedo e desobedeciam aos pais.
Na versão de Monteiro Lobato, Cuca tinha forma de jacaré e cabelos loiros.
Na versão de Monteiro Lobato, Cuca tinha forma de jacaré e cabelos loiros.

A Cuca é uma personagem do folclore brasileiro com aparência de uma mulher velha, assustadora e que só faz maldades. A personagem se tornou popular entre as crianças por meio do livro O Saci, de Monteiro Lobato. Nesse livro, Cuca é retratada como uma bruxa em forma de jacaré e cabelos loiros. Sua origem está na península Ibérica, e ela veio para o Brasil durante a colonização. A personagem aparece também nas canções de ninar.

Leia também: Tutu – outro personagem do folclore brasileiro que aterroriza crianças

Resumo sobre a Cuca

  • Cuca é uma personagem do folclore brasileiro, caracterizada como uma mulher com feições assustadoras para amedrontar crianças que não dormissem cedo e que desobedecessem aos pais.

  • A lenda tem origem na península Ibérica e veio para o Brasil durante o período da colonização.

  • Monteiro Lobato foi responsável por popularizar a Cuca entre o público infantil.

  • Suas características são as feições assustadoras, a personalidade negativa e a prática de maldades.

Afinal, quem é a Cuca?

Cuca é uma personagem do folclore brasileiro que aparece como uma mulher velha, assustadora e que pratica maldades, como sequestrar crianças desobedientes. O escritor Monteiro Lobato escreveu O Saci, em 1921, e incluiu a Cuca como personagem. No livro, Lobato a caracterizou com o formato de jacaré, os cabelos loiros e muito maldosa. A Rede Globo encenou a personagem no “Sítio do Picapau Amarelo”, e suas feições se assemelhavam com as descritas por Monteiro Lobato.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Lenda da Cuca

A lenda da Cuca afirma que a personagem era uma mulher idosa, assustadora e que praticava maldades, como sequestrar as crianças desobedientes. Cuca andava pelas ruas espiando as casas que tivessem alguma criança que não estivesse dormindo cedo ou que não cumprisse as ordens dos pais. A lenda era contada para que as crianças ficassem amedrontadas e fossem sempre obedientes.

Outra versão para a lenda diz que, a cada mil anos, surgiria uma nova Cuca, que assumiria o lugar da antiga, que, por sua vez, se transformaria em um pássaro de canto triste. A Cuca que acabava de surgir deveria continuar as maldades da antecessora ou até ser mais maldosa.

A personagem mítica já existia na península Ibérica e teria vindo para a América durante o período da colonização. No entanto, os portugueses chamavam-na de Coco. De acordo com o folclorista Luís Câmara Cascudo, a origem da Cuca está em Portugal e lá ela era chamada de Santa Coca, aparecendo nas procissões da província do Minho. Nessa província, coca era o nome de uma abóbora que era perfurada em várias partes, inserindo-se velas nela, tal como no Halloween norte-americano.

  • Videoaula sobre o que é folclore

A Cuca no Brasil

Cuca chegou ao Brasil com os portugueses durante a colonização. Ao longo do tempo, ganhou outras feições, mas manteve a maldade como principal característica. Nas canções de ninar, a personagem era citada como ameaça à criança que não queria dormir na hora certa:

Dorme, neném

Que a Cuca vem pegar

Papai foi pra roça

Mamãe foi trabalhar

Por conta da contribuição africana na formação cultural brasileira, a Cuca era tida como uma negra velha. De acordo com o Câmara Cascudo, no idioma mbunda, o termo cuca ou cuco significa “avô” ou “avó”. Por conta disso, acreditava-se que a Cuca era uma negra velha.

No Brasil, a personagem ficou famosa ao integrar o elenco do “Sítio do Picapau Amarelo”, baseado no livro de Monteiro Lobato e encenado pela Rede Globo. Cuca foi representada como uma mulher com feições de jacaré, cabelos loiros e praticando maldades.

Veja também: Iara – personagem em formato de sereia que seduz os homens com sua beleza

Características da Cuca

As características da Cuca são:

  • Feições assustadoras;

  • Práticas maldosas;

  • Assustar e sequestrar as crianças que não dormiam cedo e que desobedeciam aos pais.

Publicado por Carlos César Higa

Artigos Relacionados

O boitatá é um personagem do folclore que tem formato de uma cobra de fogo que expele suas chamas contra quem quer destruir as florestas e os campos.
Boitatá
Acesse o site e conheça mais sobre a lenda do boitatá. Saiba como essa lenda é contada em várias partes do Brasil e quais são suas principais características.
Boto-cor-de-rosa
Clique para conhecer mais detalhes da lenda do boto-cor-de-rosa, ser que se transforma em homem para conquistar mulheres nas festas ribeirinhas.
Corpo-seco
Clique aqui para saber mais sobre o corpo-seco, lenda que faz parte do folclore brasileiro. Veja em quais regiões essa lenda é mais conhecida e qual o seu sentido.
Iara
Conheça a história de Iara, lenda presente no folclore brasileiro. Veja o que caracteriza esse ser e como essa história surgiu.
Lobisomem
Clique aqui e conheça detalhes sobre a lenda do lobisomem. Veja onde essa narrativa surgiu, conheça diferentes versões dela, e saiba como ela chegou ao Brasil.
O saci-pererê é um ser do folclore brasileiro conhecido por fazer inúmeras travessuras.
Saci-pererê
Clique e acesse para conhecer detalhes sobre a lenda do saci-pererê, uma das mais famosas do nosso folclore. Veja a origem e a influência de Monteiro Lobato nela.
Tutu
Acesse o texto para conhecer a lenda do Tutu. Conheça as características desse monstro presente em canções de ninar e que é associado ao bicho-papão.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.