Whatsapp icon Whatsapp

Modo subjuntivo

Verbos conjugados no modo subjuntivo indicam ações verbais consideradas suposições, hipóteses ou expectativas inverossímeis, tidas como distantes ou improváveis de ocorrer.
O modo subjuntivo, diferentemente do indicativo, expressa hipóteses e incertezas.
O modo subjuntivo, diferentemente do indicativo, expressa hipóteses e incertezas.

Os verbos conjugados no modo subjuntivo geralmente indicam ações hipotéticas que não são tidas como próximas de ocorrerem ou de serem executadas na realidade. Além do modo subjuntivo, os verbos podem ser conjugados no modo indicativo e no modo imperativo.

Resumo sobre modo subjuntivo

  • Os verbos na língua portuguesa podem ser conjugados no modo indicativo, subjuntivo ou imperativo.

  • O modo subjuntivo é usado para expressar dúvida, incerteza, suposições a respeito de uma ação verbal tida como incerta ou muito distante de ocorrer.

  • Em sua conjugação simples, o modo subjuntivo apresenta três tempos verbais: presente, pretérito imperfeito e futuro.

  • Na conjugação composta, o modo subjuntivo apresenta outros três tempos verbais: pretérito imperfeito, pretérito mais-que-perfeito e futuro.

Leia também: O que são verbos regulares?

Quando usar o subjuntivo corretamente?

O modo subjuntivo é usado em contextos tidos como hipotéticos, incertos ou distantes de ocorrerem de fato. Esse modo verbal transmite a ideia de que uma ação verbal não é real ou verossímil e dificilmente pode ser executável naquele contexto. Além disso, pode ainda denotar suposições, desejos ou algum tipo de expectativa em relação à ação do verbo.

O modo subjuntivo tende a se apresentar em orações subordinadas, que são aquelas que dependem de uma oração principal para terem sentido. Veja no exemplo abaixo:

Se eu estudasse mais, teria passado na prova.

Oração subordinada + oração principal

A oração subordinada “Se eu estudasse mais” não tem sentido completo por si só, pois fica subentendido que há uma lacuna a ser completada. Ela precisa da oração principal para fazer sentido.

Nessa oração subordinada, há um verbo conjugado no modo subjuntivo: “estudasse”, uma suposição.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja, a seguir, um resumo sobre as diferenças no uso mais comum dos modos indicativo, subjuntivo e imperativo.

MODO

USO

EXEMPLO

Indicativo

Ações verbais que exprimem fatos, possibilidades próximas da realidade.

“Você tem uma caneta?”

Subjuntivo

Ações verbais que refletem
expectativas, hipóteses.

“Se você tivesse uma caneta, eu escreveria.”

Imperativo

Ordens, conselhos ou pedidos
a outra(s) pessoa(s).

Tenha sempre uma caneta por perto!”

Tempos do modo subjuntivo simples

Os tempos verbais no modo subjuntivo simples são:

  • presente

  • pretérito imperfeito

  • futuro

A conjugação no modo subjuntivo simples conta apenas com um verbo, sem precisar de nenhum outro para auxiliar nessa conjugação.

  • Conjugação dos verbos no modo subjuntivo simples

- Presente

No tempo presente, o verbo indica suposições que ocorreriam no momento do enunciado. Muitas vezes, é antecedido pelo pronome “que”. Veja:

Que eu more em um lugar muito bonito!

 

presente do subjuntivo

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

more

perceba

suma

tu

mores

percebas

sumas

ele/ela

more

perceba

suma

nós

moremos

percebamos

sumamos

vós

moreis

percebais

sumais

eles/elas

morem

percebam

sumam

- Pretérito imperfeito

No pretérito imperfeito do modo subjuntivo, a ação verbal expressa uma ação tida como hipótese anterior ao enunciado e, portanto, não possível de ser realizada. É comum que seja antecedida pela conjunção “se”. Observe:

Se eu morasse mais perto, visitaria você sempre!

 

pretérito imperfeito
do subjuntivo

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

morasse

percebesse

sumisse

tu

morasses

percebesses

sumisses

ele/ela

morasse

percebesse

sumisse

nós

morássemos

percebêssemos

sumíssemos

vós

morásseis

percebêsseis

sumísseis

eles/elas

morassem

percebessem

sumissem

- Futuro

Quando conjugada no futuro do subjuntivo, a ação verbal expressa hipótese ou desejo tido como possível em momento posterior ao do enunciado. Muitas vezes, indica que essa suposição não esteja tão próxima de ocorrer. Pode ser antecedida pela conjunção “se” e, principalmente, pelo advérbio “quando”. Veja:

Quando eu morar lá, ficarei muito feliz.

 

futuro do subjuntivo

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

morar

perceber

sumir

tu

morares

perceberes

sumires

ele/ela

morar

perceber

sumir

nós

morarmos

percebermos

sumirmos

vós

morardes

perceberdes

sumirdes

eles/elas

morarem

perceberem

sumirem

Veja também: O que são verbos anômalos?

Tempos do modo subjuntivo composto

O modo subjuntivo composto ocorre quando a conjugação tem um verbo auxiliar (“ter” ou “haver”) antes do verbo principal, que é aquele que expressa a ação em si (podendo ser qualquer verbo). Nesses casos, o verbo auxiliar é conjugado de acordo com o tempo verbal (que pode ser no presente, pretérito imperfeito ou futuro), enquanto o verbo principal permanece no particípio.

verbo auxiliar + verbo principal

Quando eu tiver visitado você, já estaremos vacinados.

O verbo auxiliar “tiver” está conjugado no futuro do subjuntivo, enquanto o verbo principal “visitado” está no particípio.

  • Conjugação dos verbos no modo subjuntivo composto

- Pretérito perfeito

No pretérito perfeito do subjuntivo composto, a ação verbal expressa hipótese ou desejo que ocorre antes do momento da fala.

 

pretérito perfeito
do subjuntivo composto

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

tenha morado

tenha percebido

tenha sumido

tu

tenhas morado

tenhas percebido

tenhas sumido

ele/ela

tenha morado

tenha percebido

tenha sumido

nós

tenhamos morado

tenhamos percebido

tenhamos sumido

vós

tenhais morado

tenhais percebido

tenhais sumido

eles/elas

tenham morado

tenham percebido

tenham sumido

- Pretérito mais-que-perfeito

No pretérito mais-que-perfeito do subjuntivo composto, a ação verbal expressa hipótese ou desejo anterior a outro momento anterior ao da fala.

 

pretérito mais-que-perfeito
do subjuntivo composto

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

tivesse morado

tivesse percebido

tivesse sumido

tu

tivesses morado

tivesses percebido

tivesses sumido

ele/ela

tivesse morado

tivesse percebido

tivesse sumido

nós

tivéssemos morado

tivéssemos percebido

tivéssemos sumido

vós

tivésseis morado

tivésseis percebido

tivésseis sumido

eles/elas

tivessem morado

tivessem percebido

tivessem sumido

- Futuro

No futuro do subjuntivo composto, a ação verbal expressa hipótese ou desejo que ocorre após o momento da fala.

 

futuro do subjuntivo composto

 

1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

 

morar

perceber

sumir

eu

tiver morado

tiver percebido

tiver sumido

tu

tiveres morado

tiveres percebido

tiveres sumido

ele/ela

tiver morado

tiver percebido

tiver sumido

nós

tivermos morado

tivermos percebido

tivermos sumido

vós

tiverdes morado

tiverdes percebido

tiverdes sumido

eles/elas

tiverem morado

tiverem percebido

tiverem sumido

Leia também: 5 dicas sobre dúvidas verbais

Exercícios resolvidos sobre modo subjuntivo

Questão 1 - (Cesgranrio)

Crescimento da população é “desafio do século”, diz consultor da ONU

O crescimento populacional é o “desafio do século” e não está sendo tratado de forma adequada na Rio+20, a conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável que começa nesta quarta-feira (13) no Rio. A avaliação é do consultor do Fundo de População das Nações Unidas, Michael Herrmann.

O desafio do século é promover bem-estar para uma população grande e em crescimento ao mesmo tempo em que se assegura o uso sustentável dos recursos naturais” […]

“As questões relacionadas à população estão sendo tratadas de forma adequada nas negociações atuais? Eu acho que não. O assunto é muito sensível e muitos preferem evitá-lo. Mas nós estaremos enganando a nós mesmos se acharmos que é possível falar de desenvolvimento sustentável sem falar sobre quantas pessoas seremos no planeta, onde estaremos vivendo e que estilo de vida teremos”, afirmou.

No fim do ano passado, a população mundial atingiu a marca de sete bilhões de pessoas. As projeções indicam que, em 2050, serão nove bilhões. O crescimento é mais intenso nos países pobres, mas Herrmann defende que os esforços para o enfrentamento do problema precisam ser globais.

Se todos quiserem ter os padrões de vida do cidadão americano médio, precisaremos ter cinco planetas para dar conta. Isso não é possível. Mas também não é aceitável falar para os países em desenvolvimento ‘desculpa, vocês não podem ser ricos, nós não temos recursos suficientes’. É um desafio global, que exige soluções globais e assistência ao desenvolvimento”, afirmou.

O consultor disse, ainda, que o Fundo de População da ONU é contrário a políticas de controle compulsório do crescimento da população. Segundo ele, as políticas mais adequadas são aquelas que permitem às mulheres fazerem escolhas sobre o número de filhos que querem e o momento certo para engravidar. Para isso, diz, é necessário ampliar o acesso à educação e aos serviços de saúde reprodutiva e planejamento familiar.

(MENCHEN, Denise. Crescimento da população é “desafio do século”, diz consultor da ONU. Folha de São Paulo. São Paulo, 11 jun.2012. Ambiente.)

O modo subjuntivo dos verbos é aquele que pode expressar hipótese, dúvida. O trecho do texto que contém uma forma verbal no modo subjuntivo é:

A) “muitos preferem evitá-lo”

B) “a população mundial atingiu a marca de sete bilhões de pessoas”

C) “Se todos quiserem ter os padrões de vida do cidadão americano médio”

D) “vocês não podem ser ricos”

E) “É um desafio global”

Resolução

Na alternativa C, o verbo “querer” está conjugado no futuro do subjuntivo.

Questão 2 - (Cespe/Cebraspe) A respeito da organização das ideias e das estruturas linguísticas do texto acima, julgue o item seguinte.

“Com pouco mais de meio século de atividade da indústria automobilística no Brasil, de acordo com registros, foram vendidos 2,5 milhões de carros. Contraposto aos sucessivos recordes de congestionamentos nas grandes cidades brasileiras, esse resultado expõe as fragilidades de um modelo de desenvolvimento e urbanização que privilegia o transporte motorizado individual, prejudica a mobilidade e até a produtividade das pessoas. O carro, no entanto, não é o único vilão. A solução para o problema da mobilidade passa pela criação de alternativas ao uso do transporte individual. ‘Como as opções alternativas ao transporte individual são pouco eficientes, pela falta de conforto, segurança ou rapidez, as pessoas continuam optando pelos automóveis, motocicletas ou mesmo táxis, ainda que permaneçam presas no trânsito’, afirma S. G., profissional da área de desenvolvimento sustentável. Contudo, restringir o uso do carro não resolve o problema. De acordo com consultores em transportes, a tecnologia é uma das ferramentas para equacionar o problema do trânsito, desde que escolhida e implementada com competência.”

Enfrentamento do problema da mobilidade determinará futuro das grandes metrópoles.

In: Revista Ideia Socioambiental. São Paulo. Internet: www.ideiasocioambiental.com.br. (com adaptações).

No trecho “ainda que permaneçam”, o emprego da forma verbal no modo subjuntivo é obrigatório em razão da presença da locução conjuntiva “ainda que”.

( ) Certo

( ) Errado

Resolução

Certo. A locução conjuntiva “ainda que” tornou obrigatória a forma verbal no modo subjuntivo, já que indica suposição, dúvida.

Publicado por Guilherme Viana

Artigos Relacionados

O modo imperativo se forma do presente do indicativo e do presente do subjuntivo
Como se forma o modo imperativo?
Compreender com se forma o modo imperativo é essencial em determinadas circunstâncias comunicativas. Atenha-se aqui alguns pressupostos!
As locuções verbais são uma sequência de dois ou mais verbos que exercem função morfológica de um só verbo
Locuções verbais
Neste texto você encontra o conceito e exemplos de locuções verbais, uma sequência de dois ou mais verbos que exercem função de um só verbo.
O modo indicativo tem seis tempos verbais entre presente, passado e futuro.
Modo indicativo
Aprenda mais sobre o modo indicativo e seus tempos verbais. Entenda os contextos de uso desse modo verbal e veja conjugações de tempos verbais simples e compostos.
O modo subjuntivo, imperativo e as formas nominais dos verbos auxiliares
Aprimore seu conhecimento no que tange a estas ocorrências!
Os verbos em destaque estão no modo subjuntivo para expressar uma atitude verbal de incerteza
O verbo e a flexão de modo
Saiba como é utilizada a flexão de modo dos verbos para expressar certeza, dúvida ou mando em relação à atitude verbal no enunciado.
Tempos e Modos Verbais
Confira as classificações de tempos e modo verbais e alguns exemplos!
video icon
Biologia
Equilíbrio de Hardy-Weinberg
Formulado, em 1908, pelos cientistas Hardy e Weinberg, o chamado equilíbrio de Hardy-Weinberg é um teorema que se aplica em grandes populações e sem a atuação de fatores evolutivos. Sendo assim, quando uma população apresenta determinadas características, consideramos que ela está em equilíbrio genético.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.