Whatsapp icon Whatsapp

Franquismo

O franquismo foi o regime fascista e autoritário liderado pelo general Francisco Franco. Surgiu na Espanha, em 1939, e existiu até 1975.
Bandeira da Espanha no contexto do franquismo. [1]
Bandeira da Espanha no contexto do franquismo. [1]

O franquismo foi o regime autoritário liderado por Francisco Franco na Espanha, entre 1939 e 1975, após a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Emergiu num contexto de conflitos políticos, sociais e econômicos conturbados, no qual as forças nacionalistas lideradas por Franco obtiveram vitória com o apoio de potências totalitárias.

Com objetivos de restaurar uma Espanha tradicionalista e centralizar o poder, o franquismo destacou-se por sua censura rigorosa, propaganda nacionalista, economia intervencionista e forte influência da Igreja Católica. As consequências do Franquismo perduraram, refletindo-se na transição para a democracia em 1975, persistência de desigualdades sociais e num “pacto de silêncio” que dificultou a responsabilização por abusos, deixando um legado complexo na sociedade espanhola contemporânea.

Leia também: Stalinismo — o regime totalitário liderado por Josef Stalin na União Soviética

Resumo sobre o franquismo

  • Franquismo foi o regime autoritário liderado por Francisco Franco na Espanha, entre 1939 e 1975.
  • O franquismo surgiu após a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), um conflito complexo que teve apoio de potências totalitárias, como Alemanha e Itália.
  • Os objetivos do franquismo incluíam a restauração de uma Espanha tradicionalista, a eliminação de influências republicanas e socialistas, e a consolidação de um Estado centralizado e autoritário.
  • O franquismo era caracterizado por censura rigorosa, propaganda intensa promovendo o nacionalismo, economia intervencionista e forte influência da Igreja Católica, consolidando um regime autoritário e conservador.
  • Em comparação com o salazarismo, em Portugal, o franquismo era mais intervencionista economicamente, repressivo politicamente e alinhado com as potências do Eixo durante a Segunda Guerra Mundial, enquanto o salazarismo era mais pragmático e neutro.
  • As consequências do franquismo incluem a transição para a democracia em 1975, a persistência de desigualdades sociais e um “pacto de silêncio” que dificultou a responsabilização por abusos durante o regime.

O que foi o franquismo?

Fotografia do generalíssimo Francisco Franco, que liderou o franquismo.
O generalíssimo Francisco Franco liderou o franquismo. [2]

O franquismo foi o regime político existente na Espanha, entre 1939 e 1975, liderado pelo general Francisco Franco após a vitória das forças nacionalistas na Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Franco assumiu o poder em 1939 e manteve-se como chefe de Estado até a sua morte, em 1975. Durante esse período, a Espanha experimentou um governo autoritário e fascista, caracterizado por uma liderança centralizada, repressão política e uma economia controlada pelo Estado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Contexto histórico do franquismo

O contexto histórico do franquismo está intrinsecamente ligado à Guerra Civil Espanhola (1916-1939), um conflito complexo que eclodiu em 1936 entre as forças republicanas, que defendiam um governo democrático, e as forças nacionalistas, lideradas por Franco, que eram compostas por militares, falangistas e monarquistas. A guerra teve início após uma série de tensões políticas, sociais e econômicas que dividiram a Espanha.

O contexto internacional também desempenhou um papel significativo, com a ascensão de regimes totalitários na Europa, como o nazismo, na Alemanha, e o fascismo, na Itália. Franco recebeu apoio de Adolf Hitler (líder do nazismo) e Benito Mussolini (líder do fascismo italiano) durante a guerra, contribuindo para a vitória das forças nacionalistas em 1939.

Francisco Franco, líder do franquismo, ao lado de Heinrich Himmler, do alto escalão do Partido Nazista.
Francisco Franco ao lado de Heinrich Himmler, do alto escalão do Partido Nazista. [3]

Objetivos do franquismo

Os objetivos do franquismo eram multifacetados e refletiam a visão autoritária e nacionalista de Franco. Entre os principais objetivos estavam restaurar uma Espanha tradicionalista e conservadora, baseada nos valores católicos e na hierarquia social. Franco buscava eliminar as influências republicanas e socialistas, promovendo uma ideologia nacional-católica que visava preservar a unidade e a identidade espanholas.

Além disso, o franquismo buscava consolidar um Estado forte e centralizado, com poderes concentrados nas mãos de Franco e suas forças armadas. O regime implementou uma série de medidas repressivas contra opositores políticos, sindicatos e qualquer forma de dissidência, visando à eliminação de qualquer ameaça à estabilidade do regime.

Características do franquismo

O franquismo possuía diversas características que definiam a natureza autoritária do regime. Uma das principais era a censura estrita, que controlava a imprensa, a literatura, o cinema e qualquer forma de expressão artística. A propaganda era amplamente utilizada para promover a ideologia franquista e consolidar a figura de Franco como líder indiscutível.

O nacionalismo também desempenhou um papel fundamental, com o regime buscando reforçar a identidade espanhola por meio da promoção da língua espanhola, das tradições culturais e do catolicismo. A Igreja Católica desfrutou de uma posição privilegiada, sendo aliada do regime e exercendo uma influência significativa na sociedade espanhola.

Do ponto de vista econômico, o franquismo adotou uma abordagem intervencionista, com o Estado controlando setores-chave da economia. A autossuficiência e a proteção dos interesses nacionais eram prioridades, mesmo que isso implicasse políticas econômicas isolacionistas.

Consequências do franquismo

As consequências do franquismo foram significativas e moldaram a Espanha por muitas décadas após o fim do regime. A transição para a democracia após a morte de Franco foi um processo delicado, mas bem-sucedido. A Constituição de 1978 estabeleceu uma monarquia parlamentar e uma estrutura democrática, marcando o fim oficial do franquismo.

No entanto, as marcas do franquismo perduraram na sociedade espanhola. A Lei da Amnistia de 1977, destinada a promover a reconciliação, resultou em uma anistia geral para crimes políticos cometidos durante o franquismo. Isso levou a um “pacto de silêncio” sobre os abusos e violações dos Direitos Humanos ocorridos durante o regime, dificultando a responsabilização por esses crimes.

Além disso, as desigualdades sociais e econômicas profundamente enraizadas persistiram após a transição para a democracia. O sistema político democrático teve que lidar com as divisões deixadas pelo franquismo, incluindo questões regionais, culturais e linguísticas.

Quais as diferenças entre franquismo e salazarismo?

Embora o franquismo e o salazarismo, este liderado por António de Oliveira Salazar em Portugal, compartilhassem algumas características, havia diferenças notáveis entre os dois regimes. Enquanto ambos eram autoritários e conservadores, o salazarismo tinha uma abordagem mais pragmática em relação à economia e à política externa.

O salazarismo adotou uma política econômica mais liberal em comparação com o intervencionismo do franquismo. Salazar procurou estabilizar a economia portuguesa mediante medidas de austeridade e uma política de equilíbrio orçamentário. Além disso, Salazar manteve uma posição de neutralidade durante a Segunda Guerra Mundial, enquanto Franco demonstrou uma inclinação favorável às potências do Eixo.

Em termos de política interna, ambos os regimes eram autoritários, mas o salazarismo era menos repressivo em comparação com o franquismo. O regime português não impôs uma repressão política tão intensa quanto a observada na Espanha, e houve uma relativa estabilidade política em Portugal durante grande parte do período salazarista. Para saber mais detalhes sobre o salazarismo, clique aqui.

Exercícios resolvidos sobre o franquismo

Questão 1

Durante a Guerra Civil Espanhola, ocorrida entre 1936 e 1939, as forças republicanas e nacionalistas lutaram pelo controle político da Espanha, resultando em um conflito complexo que deixou marcas profundas no país. Um desdobramento crucial foi a ascensão do franquismo, liderado pelo general Francisco Franco. Considerando esse contexto, qual foi o papel internacional fundamental na vitória das forças nacionalistas e subsequente estabelecimento do regime franquista?

A) Apoio dos Estados Unidos na forma de tropas e recursos.

B) Neutralidade das potências europeias diante do conflito espanhol.

C) Suporte militar e financeiro da Alemanha e Itália às forças nacionalistas.

D) Intervenção militar direta da França em favor das forças nacionalistas.

E) Colaboração ativa da Inglaterra em operações militares ao lado das forças republicanas.

Resolução:

Alternativa C.

Durante a Guerra Civil Espanhola, a Alemanha Nazista e a Itália ofereceram apoio considerável às forças nacionalistas, fornecendo ajuda militar e financeira. Para muitos historiadores, essa guerra é considerada o “ensaio geral” para a Segunda Guerra Mundial

Questão 2

Após a morte de Francisco Franco em 1975, a Espanha passou por uma transição delicada para a democracia. Contudo, o franquismo deixou um legado complexo que perdura na sociedade espanhola contemporânea. Qual aspecto desse legado é evidenciado pela Lei da Amnistia de 1977?

A) Reafirmação do franquismo como ideologia oficial.

B) Anulação dos crimes cometidos durante o regime franquista.

C) Estabelecimento de uma monarquia absolutista.

D) Julgamento e condenação de altos funcionários franquistas.

E) Promulgação de medidas de reparação às vítimas do franquismo.

Resolução:

Alternativa B.

A Lei da Amnistia de 1977 resultou na anistia geral para crimes políticos cometidos durante o franquismo, promovendo a reconciliação, mas gerando um “pacto de silêncio” que dificultou a responsabilização por abusos ocorridos durante o regime.

Créditos de imagem

[1] SanchoPanzaXXI / Wikimedia Commons (reprodução)

[2] Biblioteca Virtual de Defesa / Wikimedia Commons (reprodução)

[3] Deutsches Bundesarchiv / Wikimedia Commons (reprodução)

Fontes

AIZPURA, Juan Pablo. Franquismo. Espanha: Temas de Hoy, 2000.

VILLAR, Pierre. A Guerra da Espanha (1936 – 1939). São Paulo: Paz e Terra, 1989.

Publicado por Tiago Soares Campos

Artigos Relacionados

Espanha
Leia as principais informações geográficas sobre a Espanha. Veja os principais dados relacionados à economia e à população dessa importante nação europeia.
Fascismo
Clique para entender o que é fascismo. Conheça aqui a história desse movimento, as suas características, o que é neofascismo e também a história de ascensão do fascismo italiano.
Francisco Franco
Saiba quem foi Francisco Franco e qual era a sua ligação com as causas da Guerra Civil Espanhola.
Guerra Civil Espanhola
Acesse o site e conheça quais foram os antecedentes da Guerra Civil Espanhola. Entenda a participação nazifascista na guerra. Acompanhe as consequências do conflito.
Nacionalismo
Conheça as características principais do nacionalismo e fique sabendo também em que contexto ele se desenvolveu! Conheça, ainda, suas consequências.
Nazismo
Você sabe o que foi o nazismo? Clique aqui e entenda o que ele foi, como surgiu, onde se encaixava no espectro político e como promoveu o Holocausto.
Salazarismo
Acesse este texto e conheça o salazarismo, regime ditatorial e conservador que governou Portugal durante quatro décadas. Saiba como se iniciou e como se encerrou.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Teorema de Tales" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Teorema de Tales
Nessa aula veremos o que é o Teorema de Tales e como resolver exercícios que envolvam esse teorema.