Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Orgânica
  4. Polímeros
  5. Constituição e aplicações do polímero ABS

Constituição e aplicações do polímero ABS

O polímero ABS é na realidade um copolímero, ou seja, é obtido a partir de reações de adição de monômeros diferentes. Assim, ele é obtido em laboratório, sendo um tipo de borracha sintética.

Ele é chamado por essa sigla “ABS” por causa da sua constituição. Ele é formado pela união de três monômeros diferentes, que são: acrilonitrila (A), but-1,3-dieno (B), também chamado de eritreno, e estireno (S, do inglês styrene).

Veja a seguir a reação de obtenção do polímero ABS:

Copolimerização do ABS

Esse copolímero apresenta propriedades muito importantes industrialmente, como alta resistência térmica, elétrica e mecânica.

Em razão dessas características, ele é muito utilizado em painéis dos automóveis, telefones, invólucros de aparelhos elétricos, controles remotos, teclados de computador e em embalagens.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O símbolo de reciclagem internacional desse polímero é o número 7 envolto de 3 setas formando um triângulo. Esse símbolo é usado para outros tipos de resinas poliméricas também. No entanto, na Alemanha há uma exceção, pois o número 7 indica somente os materiais feitos de ABS, enquanto que o número 8 indica as outras resinas.

Não se confunda, porém, achando que os chamados freios ABS tem algo a ver com o polímero ABS que acabamos de ver. Na realidade são siglas usadas para coisas diferentes. Os freios ABS são freios que possuem um sistema eletrônico antitravamento (ABS, anti-lock braking system), que servem para evitar o deslizamento das rodas do automóvel durante uma frenagem.

Grânulos de plástico ABS
Grânulos de plástico ABS
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assuntos relacionados
Fóssil de um Dinossauro Rex.
Datação de fósseis
Datação de fósseis, arqueologia, idade de um fóssil, Carbono 14, Carbono 12, bombardeio de raios cósmicos, carbono radioativo, radioisótopo, meia-vida do carbono.
Propriedades dos compostos orgânicos
Composição dos elementos orgânicos, compostos orgânicos, ligações covalentes, oxigênio, hidrogênio, nitrogênio, fósforo, enxofre, halogênios, Tetravalente, Monovalente, Bivalente, Trivalente, Carbono, valências, heteroátomos.
A cola derivada da resina epóxi e poliamida é cinza e resistente.
Epóxidos
Polímeros Epóxidos, derivados de poliéteres, reação do bis-fenol com epóxi, éter cíclico, cola do tipo epóxi, mistura de poliamida e resina epóxi, fibras de carbono, polímeros sintéticos, composites, fibras de grafite.
Cuidado, composto orgânico tóxico!
Compostos aromáticos tóxicos
Tome as precauções para não se intoxicar com essa classe de hidrocarbonetos
Os flavorizantes são responsáveis pelo sabor nos sorvetes.
Flavorizantes
Flavorizantes, acetato de benzila, aroma de jasmim, butanoato de etila, flavorizantes, substâncias responsáveis por agradáveis aromas, compostos orgânicos ésteres, Acetato de Pentila, Etanoato de octila, Heptanoato de etila, Acetato de etila.
A diabetes melitus é regulada com a aplicação de insulina.
Glicose e diabetes
Carboidrato, glicose, hipoglicemia, dextrosol, soro glicosado, melitus, insipidus, hiperglicemia, deficiência de insulina, pâncreas, metabolismo da glicose, produção do hormônio insulina, diabético, alterações neurológicas e circulatórias, hormônio antidiurético, disfunção na glândula hipófise.
Descobertas da Química orgânica
Curiosos estudos que colaboraram com esta ciência.
O etano e o etanol têm tamanhos aproximados, mas o ponto de ebulição do etanol é maior porque é polar e sua interação intermolecular é mais forte
Temperatura de ebulição dos compostos orgânicos
Veja como a temperatura de ebulição dos compostos orgânicos varia de acordo com a força intermolecular, polaridade e tamanho da molécula.