Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Tabela periódica
  4. Distribuição eletrônica dos elementos representativos

Distribuição eletrônica dos elementos representativos

A distribuição eletrônica dos elementos representativos demonstra que os elétrons mais energéticos dos seus átomos se encontram nos subníveis s ou p.

Quando realizamos a distribuição eletrônica dos elementos representativos, estamos distribuindo os elétrons dos elementos químicos que pertencem às famílias A da tabela periódica. As famílias dos elementos representativos são:

  • IA (grupo 1) ou família dos metais alcalinos

  • IIA (grupo 2) ou família dos metais alcalinoterrosos

  • IIIA (grupo 13) ou família do boro

  • IVA (grupo 14) ou família do carbono

  • VA (grupo 15) ou família do nitrogênio

  • VIA (grupo 16) ou família dos calcogênios

  • VIIA (grupo 17) ou família dos halogênios

  • VIIIA (grupo 18) ou família dos gases nobres

Obs.: O elemento hidrogênio não faz parte de nenhuma família da tabela periódica.

Um fato interessante é que, ao realizar a distribuição eletrônica dos elementos representativos, é possível observar que cada uma das famílias desses elementos apresenta um padrão, ou seja, um subnível mais energético específico. Confira a seguir alguns exemplos:

⇒ Família IA e Hidrogênio

Distribuições eletrônicas do hidrogênio, sódio e rubídio
Distribuições eletrônicas do hidrogênio, sódio e rubídio

Observando as distribuições eletrônicas do hidrogênio (Z=1), sódio (Z=11) e rubídio (Z=37), propostas acima, fica evidente que o subnível mais energético de todos os elementos da família IA e do hidrogênio é o s1, alterando apenas o nível (1, 2, 3... 7) em que esse subnível está.

⇒ Família IIA

Distribuições eletrônicas do berílio, cálcio e rádio
Distribuições eletrônicas do berílio, cálcio e rádio

Nas distribuições eletrônicas do berílio (Z=4), cálcio (Z=20) e rádio (Z=88), é perceptível que o subnível mais energético de todos os elementos da família IIA é o s2, alterando apenas o nível (2, 3... 7) em que esse subnível está.

⇒ Família IIIA

Distribuições eletrônicas do alumínio e Índio
Distribuições eletrônicas do alumínio e Índio

Nas distribuições eletrônicas do alumínio (Z=13) e Índio (Z=49) fica nítido que o subnível mais energético de todos os elementos da família IIIA é o p1, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

⇒ Família IVA

Distribuições eletrônicas do silício e germânio
Distribuições eletrônicas do silício e germânio

Nas distribuições eletrônicas do silício (Z=14) e germânio (Z=32), constata-se que o subnível mais energético de todos os elementos da família IVA é o p2, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

⇒ Família VA

Distribuições eletrônicas do nitrogênio e arsênio
Distribuições eletrônicas do nitrogênio e arsênio

Nas distribuições eletrônicas do nitrogênio (Z=7) e arsênio (Z=33), fica evidente que o subnível mais energético de todos os elementos da família VA é o p3, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

⇒ Família VIA

Distribuições eletrônicas do enxofre e polônio
Distribuições eletrônicas do enxofre e polônio

Nas distribuições eletrônicas do enxofre (Z=16) e polônio (Z=84), fica claro que o subnível mais energético de todos os elementos da família VIA é o p4, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

⇒ Família VIIA

Distribuições eletrônicas do flúor e iodo
Distribuições eletrônicas do flúor e iodo

Nas distribuições eletrônicas do flúor (9) e iodo (Z=53), fica evidente que o subnível mais energético de todos os elementos da família VIIA é o p5, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

⇒ Família VIIIA

Distribuições eletrônicas do neônio e argônio
Distribuições eletrônicas do neônio e argônio

Nas distribuições eletrônicas do neônio (Z=10) e argônio (Z=18), propostas acima, fica perceptível que o subnível mais energético de todos os elementos da família VIIIA é o p6, sempre acompanhado do subnível s2, ambos no mesmo nível.

Porém, é importante ficar atento, porque o gás nobre hélio apresenta o subnível mais energético (s2) totalmente diferente de todos os elementos da família – fato esse que não o impede de ser um gás nobre.

Distribuição eletrônica do hélio
Distribuição eletrônica do hélio

Distribuições eletrônicas dos elementos representativos terminam em s ou p
Distribuições eletrônicas dos elementos representativos terminam em s ou p
Publicado por: Diogo Lopes Dias
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Colunas verticais e horizontais da Tabela Periódica
Períodos e Famílias da Tabela Periódica
Conheça como são organizados os períodos e as famílias da Tabela Periódica!
Linus Pauling e a representação do seu Diagrama para a distribuição dos elétrons
Distribuição Eletrônica no Diagrama de Pauling
A distribuição dos elétrons de um átomo neutro pode ser feita em um Diagrama de Pauling, em ordem crescente de energia.
Dois terços dos elementos da Tabela Periódica são classificados como metais
Classificação dos Elementos
A classificação dos elementos da Tabela Periódica é: metais, ametais ou não metais, semimetais, gases nobres e hidrogênio.
Os elementos representativos estão coloridos na Tabela Periódica acima
Elementos Representativos
Aprenda a identificar na Tabela Periódica quais são os elementos representativos e veja algumas de suas propriedades e aplicações.
Podemos localizar um elemento químico utilizando a ferramenta da distribuição eletrônica e vice-versa
Distribuição eletrônica e a Tabela Periódica
Veja como indicar o subnível mais energético e o número de elétrons do átomo relacionando a distribuição eletrônica com a Tabela periódica.
Elementos de transição na tabela periódica
Distribuição eletrônica dos elementos de transição
Aprenda a realizar a distribuição eletrônica dos elementos de transição e saiba quais são as principais diferenças entre os elementos representativos.