Whatsapp icon Whatsapp

Competência 1 da redação do Enem

A competência 1 da redação do Enem avalia a capacidade do candidato de adequar seu texto à norma-padrão da língua portuguesa.
Pequenas peças de madeira com letras grafadas dispostas em superfície azul e sob uma lupa.
A competência 1 da redação do Enem é responsável por avaliar os aspectos gramaticais da língua portuguesa.

A competência 1 da redação do Enem avalia a adequação do candidato à norma-padrão da língua portuguesa. Assim, ela compreende a capacidade do aluno nos seguintes aspectos: uso da variante formal da língua portuguesa, concordância verbal e nominal, acentuação e grafia de palavras, separação de sílabas (translineação), diferenciação de letra maiúscula e minúscula, entre outros.

Leia também: Os cinco erros mais comuns em uma redação

Resumo sobre competência 1 da redação do Enem

  • Na competência 1, o candidato deve demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

  • Os erros que mais acontecem na competência 1 são a translineação, o uso de gírias e expressões da linguagem informal, a diferenciação entre letra maiúscula e minúscula, a concordância (verbal e nominal) e a acentuação.

  • Para tirar nota máxima na competência 1, é importante que o aluno estude as regras gramaticais, saiba o processo de formação e acentuação de palavras, e enriqueça o seu vocabulário adaptando-o para o uso formal.

Videoaula sobre a competência 1 da redação do Enem

O que é avaliado na competência 1 da redação do Enem?

A competência 1 é responsável por avaliar a capacidade do candidato em adequar o seu texto de acordo com a variedade padrão da língua portuguesa. Abaixo, o quadro com a matriz de referência da competência 1, na perspectiva do corretor, divulgada pelo Inep.

Matriz de referência do corretor em relação à competência 1 da redação do Enem

Pontuação

Situação

Nível 0 (0 ponto)

Demonstra desconhecimento da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

Nível 1 (40 pontos)

Demonstra domínio precário da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, de forma sistemática, com diversificados e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.

Nível 2 (80 pontos)

Demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, com muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.

Nível 3 (120 pontos)

Demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.

Nível 4 (160 pontos)

Demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.

Nível 5 (200 pontos)

Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizarem reincidência.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os erros que mais acontecem na competência 1 da redação do Enem?

O candidato que não apresentar domínio da norma-padrão da língua portuguesa terá sua nota descontada e será inserido em um dos níveis, de acordo com o seu desempenho durante a avaliação. Assim, alguns erros são comuns e recorrentes na competência 1, conforme veremos abaixo.

  • Translineação: Apesar do nome difícil, a translineação é nada mais do que a separação de palavras ao final de uma linha. É muito comum que os candidatos façam uma separação de sílaba indevida ou então o uso do famoso underline (_) no lugar do hífen (-).

  • Uso de gírias e expressões da linguagem informal: Como a competência 1 preza pelo uso da língua padrão e formal, o uso de termos coloquiais e gírias acarreta a diminuição da nota.

  • Diferenciação entre letra maiúscula e minúscula: Nós aprendemos na escola que, ao iniciarmos um parágrafo ou período (após um ponto-final), deve-se usar letra maiúscula. Além disso, em alguns nomes próprios (como de países, estados ou pessoas) também deve ser usada a letra maiúscula. É comum vermos, em algumas situações, candidatos que não utilizam a letra maiúscula nos casos citados.

  • Concordância: Há dois tipos de concordância — a verbal e a nominal —, e cada uma possui elementos próprios, dos quais os candidatos devem saber. Muitos alunos apresentam falha na construção de frases justamente por não usarem devidamente o plural ou singular entre o verbo/nome e seus elementos.

  • Acentuação: Um dos erros mais recorrentes é a ausência de acento nas palavras ou a acentuação indevida delas. É preciso lembrar que, na língua portuguesa, existem regras de acentuação e que, ao demonstrar-se o domínio da norma-padrão, elas devem ser aplicadas.

Algumas dicas para tirar a nota máxima da competência 1 da redação do Enem

Para atingir a nota máxima da C1, o candidato precisa estar atento às regras e convenções gramaticais. Para isso, é importante que o aluno:

  • Estude as regras gramaticais (morfossintaxe).

  • Saiba o processo de acentuação de palavras.

  • Enriqueça o seu vocabulário adaptando-o para situações formais (e não fique apenas com o português informal do cotidiano).

Para alcançar esses objetivos, recomenda-se que o estudante pratique bastante a leitura, justamente por ser um dos recursos mais eficazes na obtenção de um novo vocabulário. Além disso, é importante estudar a gramática do português, desde o processo de formação de palavras e acentuação (morfologia) até as construções mais complexas da língua (sintaxe).

Com os estudos em dia e bastante treino do processo de escrita, torna-se uma questão de tempo para que o aluno tenha o domínio da competência 1 e consiga atingir o seu maior nível, isto é, que ele “demonstre excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro”.

Veja também: Dicas para melhorar a interpretação de texto

Quais são as 5 competências da redação do Enem?

As 5 competências da redação do Enem são as seguintes:

  • Competência 1: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

  • Competência 2: compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

  • Competência 3: selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

  • Competência 4: demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

  • Competência 5: elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Publicado por Rafael Camargo de Oliveira
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Acentuação gráfica
Por que acentuar ou não uma determinada palavra? Falar e escrever de acordo com os postulados ligados à acentuação gráfica é importante? Em um clique, descubra tudo isso!
Cinco competências da redação do Enem
Saiba quais são as cinco competências da redação do Enem e o que é avaliado em cada uma delas. Veja ainda dez dicas para alcançar a nota máxima.
Competência 2 da redação do Enem
Clique aqui e saiba o que é avaliado na competência 2 da redação do Enem. Veja algumas dicas para tirar nota máxima nessa competência.
Competência 3 da redação do Enem
Clique aqui e saiba o que é avaliado na competência 3 da redação do Enem. Veja algumas dicas para tirar nota máxima nessa competência.
Concordância verbal e concordância nominal
Neste artigo você vai entender a concordância verbal e nominal e ficar por dentro da sintaxe da Língua Portuguesa!
Dicas para a redação do Enem
Sente-se apto (a) para fazer a redação do Enem? Se sim ou se não, não deixe de conferir algumas dicas ao clicar aqui!
Proposta de intervenção da redação do Enem
Leia e saiba mais sobre o que fazer para obter a nota máxima, 200 pontos, na proposta de intervenção da prova de Redação do Enem!
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.