ATP

ATP é a sigla utilizada para denominar a adenosina trifosfato, uma molécula indispensável que garante a liberação de energia para as células dos seres vivos.

ATP é uma sigla utilizada para denominar a adenosina trifosfato. Essa molécula é encontrada em todos os seres vivos e constitui a principal forma de energia química, uma vez que sua hidrólise é altamente exergônica (libera energia livre). É graças a ela que diversos processos celulares ocorrem e a homeostase celular é mantida.

→ Estrutura da molécula de ATP

Uma molécula de ATP consiste em:

  • Uma base nitrogenada adenina;

  • Uma ribose (carboidrato);

  • Três grupos fosfato.

Estrutura da molécula de ATP, que está relacionada com a liberação de energia na célula
Estrutura da molécula de ATP, que está relacionada com a liberação de energia na célula

A base nitrogenada une-se à ribose e forma a adenosina, a qual se liga a uma sequência de três grupos fosfato. Quando a adenosina está ligada a um grupo fosfato, é formada apenas a adenosina monofosfato (AMP). De outra forma, quando essa base liga-se a dois grupamentos fosfato, ocorre, então, a formação da adenosina difosfato (ADP).

→ Hidrólise e a formação de ATP

De uma maneira simplificada, a hidrólise pode ser definida como uma reação em que ocorre a quebra de uma molécula em presença de água. Na hidrólise de ATP, observa-se ao final do processo a produção de energia livre, que vai ser constantemente utilizada pela célula. Além disso, também se verifica a formação de uma molécula de ADP e de um íon fosfato inorgânico. Essa reação pode ser assim representada:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

ATP + H2O → ADP + Pi + energia livre

Vale salientar que uma reação inversa a essa pode acontecer, assim, a ADP e o Pi são usados para formar novas moléculas de ATP. Nesse caso, não se observa uma reação exergônica, mas se trata de uma reação endergônica, com a utilização de energia livre. Podemos representar essa reação da seguinte forma:

ADP + Pi + energia livre → ATP + H2O

A molécula de ATP é formada e também utilizada muito rapidamente pelas células. Uma única célula viva necessita de milhões de moléculas de ATP, a cada segundo, para manter suas atividades. Estima-se que uma molécula de ATP é usada cerca de um segundo após a sua síntese.

ATP é uma sigla utilizada para denominar a molécula de adenosina trifosfato
ATP é uma sigla utilizada para denominar a molécula de adenosina trifosfato
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Uma molécula de ATP é formada por todos os componentes abaixo, exceto:

a) Três grupos fosfatos.

b) Uma base nitrogenada adenina.

c) Uma ribose.

d) Uma desoxirribose.

Questão 2

A hidrólise de ATP é um processo extremamente importante para as células. Analise as alternativas e marque aquela que indica corretamente os produtos formados após a hidrólise de ATP:

a) ADP, íon fosfato e energia livre.

b) AMP, íon fosfato e energia livre.

c) ADP, íon potássio e energia livre.

d) AMP, íon potássio e energia livre.

e) ATP, íon fosfato e energia livre.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Os carboidratos podem ser classificados em monossacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos
Carboidratos
Saiba mais sobre as características gerais dos carboidratos e conheça sua classificação.
A reação de conversão de ADP em ATP.
Balanço Energético da Respiração Aeróbia
A contribuição das reações em cada etapa na produção de ATP.
O vinho só é fabricado graças à fermentação
Fermentação
Entenda o processo de fermentação e como essa via de produção de energia é importante economicamente.
Na glicólise, a molécula de glicose é quebrada em moléculas de ácido pirúvico
Glicólise
ompreenda o que é glicólise, processo que ocorre no citoplasma de todas as células.
A respiração anaeróbia dos atletas maratonistas e a exaustão muscular (fermentação lática).
Respiração Anaeróbia
Um menor rendimento energético para o funcionamento celular.
O esforço físico e a concentração de ácido lático na musculatura.
Fermentação lática no músculo
Uma opção do organismo em condições de baixa oxigenação.