Whatsapp icon Whatsapp

Doença da vaca louca

Doença da vaca louca afeta o sistema nervoso de bovinos. Trata-se de uma doença degenerativa e que apresenta longo período de incubação.
A doença da vaca louca é causada por príon.
A doença da vaca louca é causada por príon.

A doença da vaca louca ou encefalopatia espongiforme bovina é uma doença degenerativa que afeta o sistema nervoso de animais bovinos. A doença é provocada por príon, uma partícula proteica infecciosa, e pode ser transmitida, em sua forma clássica, por meio da ingestão de alimentos provenientes de carcaças infectadas, como farinhas feitas de carne ou ossos.

Na forma atípica, a doença ocorre devido a uma mutação espontânea de uma proteína normal. Os seres humanos, ao consumirem carne ou derivados de animal contaminado pela doença da vaca louca, podem desenvolver uma encefalopatia espongiforme transmissível conhecida como variante da doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ).

Leia mais: Febre aftosa — doença viral que provoca feridas na boca e nas patas de bovinos, entre outros animais

Resumo sobre doença da vaca louca

  • É uma doença degenerativa que afeta o sistema nervoso de animais bovinos.

  • É causada por príon.

  • Animais com a doença podem apresentar nervosismo, dificuldade de locomoção e reação exacerbada a estímulos externos.

  • A variante da doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ) pode ser adquirida por consumo de carne ou derivados de animais que apresentam a doença da vaca louca.

  • Pessoas com a variante da doença de Creutzfeldt-Jakob desenvolvem alterações motoras e sintomas psiquiátricos.

O que é a doença da vaca louca?

A encefalopatia espongiforme bovina (EEB), mais conhecida como doença da vaca louca, é uma doença degenerativa que ataca o sistema nervoso central de animais bovinos. Trata-se de uma doença transmissível e destaca-se por apresentar um longo período de incubação, o qual dura, em média, cinco anos. Até o momento, não existe tratamento nem vacinas para essa doença.

A doença da vaca louca foi descrita pela primeira vez no ano de 1986, no Reino Unido. Na ocasião, a doença provocou um dos maiores surtos epidêmicos de uma doença que afeta animais naquele país, sendo responsável pela morte de 180.000 animais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que causa a doença da vaca louca?

A doença da vaca louca é provocada por príon. Os príons, diferentemente do que muitas pessoas pensam, não são seres vivos, podendo ser definidos como partículas proteicas infecciosas.

De acordo com a cartilha sobre encefalopatia espongiforme bovina divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a teoria mais aceita para explicar a doença da vaca louca é a de que tal príon é derivado de uma proteína normal da membrana celular sensível à protease (PrPc), que ocorre na maioria das células e predominantemente no sistema nervoso central.

Ainda de acordo com a cartilha, essa proteína normal sofre uma transformação, dando origem à forma anormal (PrP), a qual se replica e acumula nas células do sistema nervoso central, provocando a doença.

De acordo com o peso molecular, podemos dividir o príon que causa essa doença em três grupos:

a) príon de peso molecular padrão: responsável pela EEB clássica;

b) príon de peso molecular alto: responsável pela EEB atípica tipo H (high);

c) príon de peso molecular baixo: responsável pela EEB atípica tipo L (low).

A forma clássica da doença é a considerada mais preocupante e é a forma identificada em 1986, durante o surto no Reino Unido. A forma atípica é menos preocupante e já foi identificada em nosso país; é considerada esporádica e natural.

Leia também: Doenças do príon — os príons são fabricados pelas próprias células de mamíferos e podem ser patogênicos ou não

Como a doença da vaca louca é transmitida?

A doença da vaca louca clássica é transmitida, principalmente, por meio da ingestão de alimentos provenientes de carcaças infectadas, como farinhas de carne e ossos usados como suplemento proteico para animais. A forma atípica da doença, por sua vez, ocorre de maneira espontânea, não estando relacionada, portanto, com a ingestão de alimentos contaminados. Essa forma é mais comum em bovinos mais velhos. Vale destacar que a doença não é contagiosa.

Qual os sintomas da doença da vaca louca?

A doença da vaca louca provoca as seguintes manifestações clínicas:

  • nervosismo;

  • dificuldade de locomoção;

  • reação exacerbada a estímulos externos.

Como a doença da vaca louca é diagnosticada?

O diagnóstico definitivo da doença da vaca louca só é feito após a morte do animal, uma vez que se faz necessário análises detalhadas do sistema nervoso. Para a confirmação, é feito o exame histológico seguido da técnica imuno-histoquímica.

O ser humano pode ter a doença da vaca louca?

Ilustração representando a contaminação do ser humano pela variante da DCJ
A variante da DCJ é adquirida por meio da ingestão de carne contaminada de bovinos com a doença da vaca louca.

A doença da vaca louca faz parte das chamadas encefalopatias espongiformes transmissíveis (EET), que são doenças degenerativas fatais que podem acometer animais e humanos e se caracterizam pelo acúmulo de uma proteína anormal. São ETT que acometem os seres humanos: doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ), síndrome de Gerstmann-Straussler-Scheinker (GSS), kuru e insônia fatal familiar (IFF).

Em 1995, observou-se casos de um tipo novo de ETT em seres humanos, o qual seria uma variante da DCJ. Estudos detalhados mostraram que havia uma grande semelhança entre a variante da DCJ e a doença da vaca louca, o que sugeriu que se tratava de doenças provocadas pela mesma cepa priônica. Concluiu-se então que o ser humano poderia ser acometido pela variante por meio do consumo de carne ou derivados de animais contaminados pela doença da vaca louca.

Pessoas com a variante da doença de Creutzfeldt-Jakob apresentam sintomas como agitação, irritabilidade, alucinações, perda de interesse, esquecimento, psicose, ansiedade, depressão, enfraquecimento ou perda de sentidos, e sensação de dormência ou formigamento.

Para evitar casos da variante da DCJ no nosso país, segundo o Ministério da Saúde, o governo brasileiro, desde 1998, “proibiu a importação de derivados de sangue humano doado por pessoas residentes no Reino Unido, além da importação e da comercialização de carne bovina e produtos de uso em saúde cuja matéria-prima seja originada de países que apresentaram casos de EEB autóctones”.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Príon infeccioso e não infeccioso, respectivamente.
Doenças do príon
Proteínas capazes de causar infecções e que podem ser transmitidas de forma hereditária.
A condução dos estímulos nervosos por células especializadas do sistema nervoso
Fisiologia do Sistema Nervoso
A recepção e emissão de impulsos elétricos e o funcionamento do sistema nervoso.
A morte causada pela FFI é decorrente da ausência de sono.
Insônia familiar fatal
Doença cuja morte se dá pela ausência do sono, e não pela degeneração do tecido nervoso em si.
Papuas: habitantes indígenas da Nova Guiné que praticavam o canibalismo.
Kuru
Doença restrita a tribos da Nova Guiné, cujo fim de rituais canibalísticos a erradicou.
O sistema nervoso central é formado pelo encéfalo e medula espinhal
Sistema Nervoso Central
Entenda o Sistema Nervoso Central (SNC), a parte do sistema nervoso composta pelo encéfalo e pela medula espinhal.
video icon
Guia de Profissões
Guia de Profissões | A vida na Nutrição, com Thiago monteiro, o @Nutri Fofo
Quer ter mais informações sobre o curso de Nutrição e a profissão? Confira uma entrevista com o nutricionista Thiago Monteiro, o Nutri Fofo, que fala tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!