Whatsapp icon Whatsapp

Vírus de Marburg

O vírus de Marburg é responsável por causar uma febre hemorrágica grave denominada de doença do vírus de Marburg. A doença é, muitas vezes, letal.
A doença do vírus de Marburg é provocada pelo vírus de Marburg, um vírus da mesma família do vírus causador do ebola.
A doença do vírus de Marburg é provocada pelo vírus de Marburg, um vírus da mesma família do vírus causador do ebola.

O vírus de Marburg é o agente causador da doença do vírus de Marburg, anteriormente chamada de febre de Marburg e febre hemorrágica de Marburg. A doença provocada por esse vírus é grave e, muitas vezes, letal.

A letalidade da febre de Marburg, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), está entre 23% e 90%. Até o momento, não existem vacinas ou tratamento específico para o problema, mas vários trabalhos estão sendo realizados a fim de conseguir medicamentos eficazes e uma vacina eficiente contra a doença.

Leia também: Ebola — doença altamente letal que causa surtos esporádicos na África

Resumo

  • O vírus de Marburg provoca a doença do vírus de Marburg, um tipo de febre hemorrágica grave e potencialmente letal.

  • Esse vírus é da mesma família do vírus responsável por provocar o ebola.

  • O vírus de Marburg é um vírus zoonótico, e morcegos frugívoros africanos são considerados seus reservatórios naturais.

  • A doença do vírus de Marburg pode ser transmitida de uma pessoa para outra por meio do contato com fluidos corporais da pessoa infectada ou com superfícies infectadas por esses fluidos.

  • A doença provocada pelo vírus apresenta letalidade alta e não possui tratamento específico.

  • São sintomas febre, mal-estar severo, dor de cabeça, diarreia e hemorragias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vírus de Marburg

O vírus de Marburg é um vírus zoonótico, ou seja, pode ser transmitido de outros animais para os seres humanos. Ele faz parte da família Filoviridae, mesma família do vírus ebola. Acredita-se que o reservatório natural do vírus de Marburg seja o morcego frugívoro africano da espécie Rousettus aegyptiacus. Esse morcego é encontrado em cavernas espalhadas por toda a África.

O vírus de Marburg foi identificado pela primeira vez no ano de 1967. Na ocasião, ele foi responsável por provocar um surto de febre hemorrágica que ocorreu de maneira simultânea em laboratórios de Marburg e Frankfurt, na Alemanha, e em Belgrado, na Sérvia.

O surto iniciou-se devido ao contato de profissionais com sangue de macacos levados de Uganda para laboratórios nessas regiões. O contato ocorreu durante a realização de pesquisas para o desenvolvimento de vacinas contra a poliomielite. O vírus recebeu a denominação de Marburg, pois foi nessa região que mais casos da doença foram diagnosticados.

Após a descoberta do vírus, vários outros surtos da doença já foram registrados no continente africano, em regiões como Uganda, República Democrática do Congo, Angola, Zimbábue, Quênia e África do Sul. Surtos em regiões fora da África são raros.

Leia também: Doenças comuns a humanos e outros animais

Doença do vírus de Marburg

A doença do vírus de Marburg, febre de Marburg ou febre hemorrágica de Marburg é uma doença desencadeada pelo vírus de Marburg. É um tipo de febre hemorrágica grave que pode levar o indivíduo à morte.

Transmissão do vírus de Marburg

Como dito, o vírus de Marburg é zoonótico, sendo, portanto, transmitido de outros animais para os seres humanos. Originalmente o vírus passa para os seres humanos por meio da exposição a animais contaminados. Após a contaminação, uma pessoa pode transmitir a doença para outra pessoa.

Para que essa transmissão aconteça, é necessário contato de uma pessoa saudável com fluidos, como sangue, saliva, vômito, fezes, urina ou sêmen, de uma pessoa doente. A transmissão pode ocorrer também por meio de objetos contaminados com fluidos corporais do doente.

A transmissão de uma pessoa para outra ocorre, geralmente, durante os cuidados com o paciente doente, o que pode ocorrer tanto em casa quanto em hospitais. Além disso, determinadas práticas funerárias são consideradas fontes de infecção, sendo fundamental, portanto, garantir a conscientização a respeito das formas de transmissão da doença.

Sintomas da doença do vírus de Marburg

Ilustração do vírus ebola
Assim como o vírus ebola (figura), o vírus de Marburg provoca febre hemorrágica.

Os sintomas da doença do vírus de Marburg são pouco específicos e iniciam-se de maneira súbita após um período de incubação que varia de 2 a 21 dias. Geralmente, o início da doença é marcado por febre, dor de cabeça, dor muscular e calafrios. À medida que a doença avança, surgem sintomas como:

  • erupções cutâneas;

  • diarreia;

  • dor abdominal;

  • náusea;

  • vômito;

  • dor no peito;

  • dor de garganta.

O vômito e as fezes do paciente podem apresentar sangue vivo. Também pode ocorrer perda de sangue pelo nariz, gengiva e vagina. Icterícia, inflamação do pâncreas, delírio, irritabilidade, confusão, insuficiência hepática, hemorragia maciça e perda de peso são sintomas observados em casos mais graves. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), perdas de sangue e estado de choque, geralmente, precedem a morte do paciente, a qual ocorre, muitas vezes, 8 a 9 dias após o início da doença.

Diagnóstico da doença do vírus de Marburg

O diagnóstico da doença do vírus de Marburg nem sempre é uma tarefa fácil. Isso se deve ao fato de que seus sintomas podem se assemelhar a outras infecções, como outras febres hemorrágicas virais. O médico deve realizar exames específicos sempre que suspeitar de um caso de doença do vírus de Marburg. Entre os exames que podem ser realizados, estão o ELISA e o RT-PCR.

Tratamento da doença do vírus de Marburg

Até o momento, não há tratamento ou vacinas disponíveis para a doença do vírus de Marburg. O tratamento para o doente consiste basicamente na reidratação e no controle dos sintomas provocados pela infecção. Para o tratamento, o paciente deve ser isolado a fim de que a doença não se espalhe para outras pessoas. Todos os profissionais que tiverem contato com o doente deverão fazer uso de equipamentos de proteção adequados para evitar a contaminação. Pessoas que tiveram contato com o doente devem ser colocadas em observação e isoladas caso o diagnóstico seja confirmado.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Ebola
Você já ouviu falar sobre o ebola? Clique aqui e aprenda mais sobre essa doença que causa surtos em vários países africanos.
Febre hemorrágica brasileira
Saiba mais sobre a febre hemorrágica brasileira. Aprenda qual é seu agente causador e tratamento. Conheça também seus sintomas, gravidade e grau de letalidade.
Febres hemorrágicas
Entenda mais sobre febres hemorrágicas clicando aqui. Saiba quais são suas causas, sintomas e tratamento, bem como as doenças que fazem parte desse grupo.
Os vírus são organismos considerados parasitas intracelulares obrigatórios
Vírus
Clique para saber mais a respeito dos vírus, suas características e estrutura!
video icon
Geografia
O que é o Hamas?
Assista à nossa videoaula e entenda o que é o Hamas. Conheça o histórico de formação desse grupo político palestino, bem como compreenda quais são os seus objetivos e suas formas de atuação.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.