Whatsapp icon Whatsapp

Febre hemorrágica brasileira

A febre hemorrágica brasileira é uma doença viral muito grave, responsável por desencadear febre e sangramentos. Sua transmissão está relacionada aos roedores silvestres, os quais atuam como reservatórios desse vírus. Essa doença retornou ao Brasil em 2020, após 20 anos sem casos registrados, o que preocupa a sociedade, pois sua evolução é rápida e possui alto índice de letalidade.

O que são febres hemorrágicas?

Febre hemorrágica é um termo utilizado para se referir a uma variedade de síndromes que apresentam como característica o surgimento de febre e de hemorragias (sangramentos) como principais sintomas. Muitas doenças podem ser assim classificadas, como é o caso da febre amarela, a febre hemorrágica da dengue, a malária e a leptospirose. Para saber mais sobre esse tipo de síndrome, acesse: febres hemorrágicas.

  • E a febre hemorrágica brasileira?

A febre hemorrágica brasileira é um tipo de febre hemorrágica rara e com evolução rápida, que apresenta os sintomas característicos das febres hemorrágicas em geral: febre e sangramento de mucosas, como a boca e o nariz.

Qual o agente causador da febre hemorrágica brasileira?

A febre hemorrágica brasileira é causada por um vírus da família Arenaviridae.
A febre hemorrágica brasileira é causada por um vírus da família Arenaviridae.

A febre hemorrágica brasileira é causada por um vírus da família Arenaviridae, arenavírus, uma variante do vírus Sabiá, que pertence ao gênero Mammarenavirus. De acordo com o Ministério da Saúde, na literatura especializada, encontra-se o registro de quatro ocorrências de febre hemorrágica brasileira em seres humanos, em toda história brasileira.

Leia também: Os vírus são seres vivos?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais os sintomas da febre hemorrágica brasileira?

Os sintomas da febre hemorrágica surgem, normalmente, entre 6 e 14 dias após o contato com o vírus causador. Seus sintomas são, muitas vezes, confundidos com outras doenças, como dengue, chikungunya, zika ou febre amarela. Isso se deve ao fato de que os sintomas são pouco específicos.

O paciente com febre hemorrágica brasileira sente dor no corpo, mal-estar, febre e prostração.
O paciente com febre hemorrágica brasileira sente dor no corpo, mal-estar, febre e prostração.

Dentre os principais sintomas relacionados com a febre hemorrágica brasileira estão:

  • febre,

  • mal-estar,

  • dores no corpo,

  • dor de garganta,

  • dor abdominal,

  • sensibilidade à luz,

  • prostração,

  • tontura,

  • queda de pressão,

  • confusão mental,

  • icterícia (pele e mucosas amareladas)

  • sangramentos espontâneos.

Conforme a doença evolui, ocorre o comprometimento neurológico, sendo observado, por exemplo, confusão mental e convulsões.

Leia também: Diferenças entre dengue, chikungunya e zika.

A febre hemorrágica brasileira é grave?

A febre hemorrágica brasileira é uma doença grave, uma vez que apresenta alta letalidade. Dessa forma, ao suspeitar da doença, um médico deve ser procurado rapidamente.

Como a febre hemorrágica brasileira é transmitida?

A febre hemorrágica brasileira apresenta duas formas de transmissão. A primeira delas é por meio da inalação de partículas formadas a partir das fezes, urina e saliva de roedores silvestres infectados.

A transmissão pode ocorrer também de uma pessoa para outra, quando há o contato prolongado e próximo com o paciente doente. Nesse ponto é importante salientar que a transmissão pode ocorrer em ambientes hospitalares, quando as pessoas que estão tratando o paciente não fazem uso dos equipamentos de proteção adequados.

Assim sendo, como prevenção da doença, deve-se evitar o contato com o doente, caso haja a necessidade de contato, ele deve ocorrer com o uso adequado dos equipamentos de proteção. Além disso, é fundamental evitar contato com roedores silvestres e locais onde se conhece a presença desses animais.

Como é o tratamento da febre hemorrágica brasileira?

A febre hemorrágica brasileira é tratada de acordo com o quadro clínico apresentado pelo paciente, sendo o tratamento voltado para a redução dos sintomas. Pacientes com suspeita ou caso confirmados da doença são tratados em quarto individual, sendo necessário afastá-lo de outros pacientes para evitar a transmissão. O Ministério da Saúde reforça que a movimentação de pacientes no ambiente hospitalar deve ser restrito devido à gravidade da doença.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Dengue
Que tal aprender mais sobre a dengue? Clique aqui e descubra os sintomas dessa doença, como ela é transmitida e como é feito seu tratamento.
O mosquito do gênero Aedes é responsável por transmitir diversas enfermidades
Diferenças entre dengue, chikungunya e zika
Saiba mais sobre as principais diferenças entre a dengue, chikungunya e zika clicando aqui!
Ebola
Você já ouviu falar sobre o ebola? Clique aqui e aprenda mais sobre essa doença que causa surtos em vários países africanos.
Febre
Clique aqui e aprenda mais sobre a febre. Neste texto abordaremos o que é febre, e conheceremos seu mecanismo e como é feito seu tratamento.
Para nos prevenir da febre amarela, é necessário também evitar a proliferação dos vetores
Febre amarela
Saiba mais sobre a febre amarela, uma doença viral grave que é transmitida pela picada de um mosquito e pode causar a morte.
Febre tifóide
Febre tifoide é uma doença causada por uma enterobactéria e pode causar a morte. Clique aqui e conheça mais sobre essa doença, como seu diagnóstico e tratamento.
Bactéria responsável pela leptospirose.
Leptospirose
Informações sobre uma doença de grande incidência em regiões onde o saneamento básico deixa a desejar.
Malária
Conheça mais a respeito da malária clicando aqui! Neste texto exploraremos aspectos importantes da doença, como sintomas e transmissão.
A doença do vírus de Marburg é provocada pelo vírus de Marburg, um vírus da mesma família do vírus causador do ebola.
Vírus de Marburg
Compreenda um pouco mais a respeito do vírus de Marburg. Saiba quando ele foi identificado, como ocorre sua transmissão e o tratamento disponível.
video icon
Geografia
Pré-Enem | Domínios morfoclimáticos do Brasil
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre "Domínios morfoclimáticos — características físicas do território brasileiro" com a professora Larissa Mesquita!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas