Acordo de Paris

O Acordo de Paris, aprovado por 195 países, tem como principal objetivo conter o aumento do aquecimento global.

O Acordo de Paris é um tratado mundial a respeito das alterações climáticas. Após muitas negociações, o acordo foi assinado em 12 de dezembro de 2015 em Paris. Para que entrasse em vigor, era necessário que os países que representam em torno de 55% da emissão de gases de efeito estufa ratificassem-no. Esse número foi alcançado, e o acordo começou a vigorar em 4 de novembro de 2016. 195 países assinaram o acordo até o ano de 2017 e 147 ratificaram.

Saiba mais: Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Objetivo

O principal objetivo do Acordo de Paris é reduzir as emissões de gases de efeito estufa. A liberação do dióxido de carbono e outros gases produzidos por meio da queima de combustíveis fósseis contribui para o aumento da temperatura do planeta. A ideia é manter o aumento da temperatura do planeta abaixo dos 2ºC, comparada à temperatura média da era pré-industrial.

O principal objetivo do Acordo de Paris é reduzir as emissões de gases-estufa à atmosfera, como o dióxido de carbono.
O principal objetivo do Acordo de Paris é reduzir as emissões de gases de efeito estufa à atmosfera, como o dióxido de carbono.

Países desenvolvidos e subdesenvolvidos no Acordo de Paris

O Acordo de Paris pretende estimular os países desenvolvidos a dar suporte financeiro e tecnológico aos países subdesenvolvidos a fim de ampliar as ações propostas e acordadas. Os países devem apresentar planos de ação a fim de reduzir a emissão dos gases de efeito estufa. Também acordaram que de cinco em cinco anos os governos comunicarão voluntariamente mecanismos de revisão com as suas contribuições para poderem elevar as metas.

Os países desenvolvidos encontram-se na linha de frente do acordo e devem estabelecer referências numéricas para alcançar o objetivo de diminuição da emissão de gases de efeito estufa. Já os países em desenvolvimento precisam continuar esforçando-se para atingir as metas propostas. A União Europeia e outros países prontificaram-se a ajudar financeiramente os países em desenvolvimento para custear os programas contra as alterações climáticas.

Países que não aderiram ao Acordo de Paris

A Síria, por estar imersa em uma guerra civil incessante, não aderiu ao acordo. A Nicarágua também não havia assinado o acordo sob a justificativa de que era uma proposta ambiciosa e que não teria eficácia, visto que os países deveriam apresentar voluntariamente suas propostas e resultados. No entanto, por ter sido devastada por furacões em 2017, a Nicarágua voltou atrás na decisão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Guerra Civil na Síria

Por que os Estados Unidos saíram do Acordo de Paris?

Em 2015, os Estados Unidos haviam ratificado o acordo por meio do governo de Barack Obama. Porém, em 2017, o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (cético em relação às alterações climáticas), anunciou que o país sairia do acordo. Os Estados Unidos é o segundo maior emissor de gases de efeito estufa, perdendo apenas para a China. A ONU estima que os efeitos da saída do país norte-americano serão sentidos. Acredita-se que a temperatura será elevada em 0,3 graus. A decisão de Trump provocou inúmeras manifestações por parte dos estadunidenses descontentes.

Protestantes descontentes com a decisão de Trump. No cartaz, está escrito: “Trump, devemos continuar com o Acordo de Paris!”*
Protestantes descontentes com a decisão de Trump. No cartaz, está escrito: “Trump, devemos continuar com o Acordo de Paris!”*

Leia também: Aquecimento global existe mesmo?

Participação do Brasil no Acordo de Paris

Após ratificar o acordo, o Brasil comprometeu-se a reduzir até 2025 suas emissões de gases de efeito estufa em até 37%, comparados aos níveis emitidos em 2005. As principais metas do governo brasileiro são:

1. Elevar o uso de fontes alternativas de energia, visando a ampliar a matriz energética brasileira;

2. Intensificar a participação de bioenergias sustentáveis na matriz energética brasileira para 18% até 2030;

3. Utilizar tecnologias limpas nas indústrias a fim de diminuir a emissão de gases nocivos à atmosfera;

3. Buscar melhorarias na infraestrutura dos transportes, inclusive os públicos;

4. Reduzir o desmatamento evitando o aumento das temperaturas com a retirada da cobertura vegetal;

5. Restaurar e reflorestar diversas áreas que perderam sua cobertura vegetal. 

________________
*Créditos da imagem: Avivi Aharon / Shutterstock

Acordo de Paris pretende conter o aumento do aquecimento global.
Acordo de Paris pretende conter o aumento do aquecimento global.
Publicado por: Rafaela Sousa
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

(UFPR – 2017) Considere o seguinte texto:

Na 21ª Conferência das Partes (COP21) da UNFCCC, em Paris, foi adotado um novo acordo com o objetivo central de fortalecer a resposta global à ameaça da mudança do clima e de reforçar a capacidade dos países para lidar com os impactos decorrentes dessas mudanças. O Acordo de Paris foi aprovado pelos 195 países Parte da UNFCCC para reduzir emissões de gases de efeito estufa (GEE) no contexto do desenvolvimento sustentável. O compromisso ocorre no sentido de manter o aumento da temperatura média global em bem menos de 2º C acima dos níveis pré-industriais e de enviar esforços para limitar o aumento da temperatura em 1,5° C acima dos níveis pré-industriais. Para que o acordo comece a vigorar, é necessária a ratificação de pelo menos 55 países, responsáveis por 55% das emissões de GEE. O secretário-geral da ONU, numa cerimônia em Nova York no dia 22 de abril de 2016, abriu o período para assinatura oficial do acordo pelos países signatários.

Com relação ao assunto, identifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F):

I. ( ) O Brasil já ratificou o Acordo de Paris e comprometeu-se com as Nações Unidas em reduzir, até 2025, as emissões de GEE em 37% abaixo dos níveis de 2005. Comprometeu-se também em reduzir as emissões de GEE em 43% abaixo dos níveis de 2005 até 2030.

II. ( ) A União Europeia sugeriu a negociação direta com grandes empresas e estados dos EUA para redução de GEE como alternativa à saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris.

III. ( ) A saída dos EUA do Acordo de Paris motivou a saída da China, uma das principais emissoras de GEE do mundo.

IV. ( ) A Rússia, maior emissora de GEE do mundo, anunciou sua saída do Acordo de Paris para expandir sua atividade industrial e manter-se competitiva em relação aos EUA.

Assinale alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – V – F – V

b) V – F – V – F

c) F – V – F – V

d) V – V – F – F

e) F – F – V – V

Questão 2

FMJ 2018 - A China e a União Europeia preparam um comunicado conjunto reforçando o compromisso com o Acordo de Paris, numa resposta à saída dos EUA do pacto. No documento, Pequim e Bruxelas — com apoio de todos os 28 países-membros do bloco — comprometem-se com a implementação total do acordo. (http://oglobo.globo.com. Adaptado.)

O Acordo de Paris, desestabilizado pela saída norte-americana, tem como um de seus compromissos

a) a suspensão de metas de despoluição para os países emergentes.

b) a realização de investimentos na prospecção de novos campos de petróleo.

c) a transição para a utilização em grande escala de energias limpas.

d) a redução de empecilhos à circulação de pessoas em regiões de fronteira.

e) o estímulo à livre-concorrência no mercado global de produtos e serviços.

Mais Questões
Assuntos relacionados
O Protocolo de Kyoto representa um tratado firmado por países com metas de redução de emissão de gases de efeito estufa.
Protocolo de Kyoto
Saiba um pouco mais sobre o Protocolo de Kyoto, os países que assinaram esse tratado mundial, incluindo o Brasil, e seus principais objetivos.
O aumento na temperatura média do planeta pode desencadear longos períodos de estiagem no futuro.
Mudanças climáticas
Amplie seus conhecimentos sobre mudanças climáticas conhecendo melhor o que é esse fenômeno, bem como suas principais causas e consequências para o planeta.
O aquecimento global, em algumas previsões, pode provocar graves problemas socioambientais
Aquecimento Global
Entenda a definição de aquecimento global, quais são as suas causas e consequências, bem como as principais críticas que esse modelo recebe.
O agravamento do efeito estufa é provocado pela emissão de gases provenientes, principalmente, da ação humana.
Efeito Estufa
Entenda mais sobre o fenômeno natural conhecido como efeito estufa, responsável por manter a temperatura média no planeta, possibilitando a existência de vida na Terra.
A emissão de gases é pauta nas discussões dos tratados internacionais
Tratados Internacionais sobre meio ambiente
Tratados Internacionais sobre o meio ambiente, O que são os Tratados Internacionais sobre o meio ambiente, Onde ocorrem os Tratados Internacionais sobre o meio ambiente, Em quais anos ocorrem os Tratados Internacionais sobre o meio ambiente, Qual a importância dos Tratados Internacionais sobre o meio ambiente.
Ataque americano ao Estado Islâmico na cidade de Kobani, em outubro de 2014 *
Guerra civil na Síria
Clique e entenda como ocorreu o início da guerra civil na Síria e as transformações que o conflito passou desde seu início em 2011.