Efeito Estufa

Efeito estufa é um fenômeno natural essencial para manutenção da vida na Terra. Esse efeito tem-se intensificado em virtude da emissão excessiva de gases à atmosfera.

O que é efeito estufa?

Efeito estufa é um fenômeno atmosférico natural responsável pela manutenção da vida na Terra. Sem a presença desse fenômeno, a temperatura na Terra seria muito baixa, em torno de -18ºC, o que impossibilitaria o desenvolvimento de seres vivos.

Existem, na atmosfera, diversos gases de efeito estufa capazes de absorver a radiação solar irradiada pela superfície terrestre, impedindo que todo o calor retorne ao espaço. Parte da energia emitida pelo Sol à Terra é refletida para o espaço, outra parte é absorvida pela superfície terrestre e pelos oceanos. Uma parcela do calor irradiado de volta ao espaço é retida pelos gases de efeito estufa, presentes na atmosfera. Dessa forma, o equilíbrio energético é mantido, fazendo com que não haja grandes amplitudes térmicas e as temperaturas fiquem estáveis.

Para entender melhor, podemos comparar o efeito estufa ao que acontece em um carro parado sob a luz solar. Os raios solares passam pelos vidros e aquecem o interior do veículo. O calor, então, tende a sair pelo vidro, porém encontra dificuldades. Portanto, parte do calor fica retido no interior do carro, aquecendo-o. Os gases de efeito estufa, presentes na atmosfera, funcionam como o vidro do carro, permitindo a entrada da radiação ultravioleta, mas dificultando que toda ela seja irradiada de volta ao espaço.

Contudo, a grande concentração desses gases na atmosfera dificulta ainda mais a dispersão do calor para o espaço, aumentando as temperaturas do planeta. O efeito estufa tem-se agravado em virtude da emissão cada vez maior de gases de efeito estufa à atmosfera. Essa emissão é provocada por atividades antrópicas, como queima de combustíveis fósseis, gases emitidos por escapamentos de carros, tratamento de dejetos, uso de fertilizantes, atividades agropecuárias e diversos outros processos industriais.

Leia também: Aquecimento global pode levar países à extinção!

Quais são os gases de efeito estufa?

Existem quatros principais de gases de efeito estufa.

1. Dióxido de carbono: é o mais abundante entre os gases de efeito estufa, visto que pode ser emitido a partir de diversas atividades humanas. O uso de combustíveis fósseis, como carvão mineral e petróleo, é uma das atividades que mais emitem esses gases. Desde a Era Industrial, houve um aumento de 35% da quantidade de dióxido de carbono na atmosfera.

2. Gás metano: é o segundo maior contribuinte para o aumento das temperaturas da Terra, com poder 21 vezes maior que o dióxido de carbono. Provém de atividades humanas ligadas a aterros sanitários, lixões e pecuária. Além disso, pode ser produzido por meio da digestão de ruminantes e eliminado por eructação (arroto) ou por fontes naturais. Cerca de 60% da emissão de metano provém de ações antrópicas.

3. Óxido nitroso: pode ser emitido por bactérias no solo ou no oceano. As práticas agrícolas são as principais fontes de óxido nitroso advindo da ação humana. Exemplos dessas atividades são cultivo do solo, uso de fertilizantes nitrogenados e tratamento de dejetos. O poder do óxido nitroso de aumentar as temperaturas é 298 vezes maior que o do dióxido de carbono.

4. Gases fluoretados: são produzidos pelo homem a fim de atender às necessidades industriais. Como exemplos desses gases, podemos citar os hidrofluorocarbonetos, usados em sistemas de arrefecimento e refrigeração; hexafluoreto de enxofre, usado na indústria eletrônica; perfluorocarbono, emitido na produção de alumínio; e clorofluorcarbono (CFC), responsável pela destruição da camada de ozônio.

A emissão de gases de efeito estufa é proveniente, principalmente, de atividades industriais.
A emissão de gases de efeito estufa é proveniente, principalmente, de atividades industriais.

Além desses gases, há também o vapor d'água, um dos principais responsáveis pelo efeito estufa. O vapor d'água capta o calor irradiado pela Terra, distribuindo-o novamente em diversas direções, aquecendo, dessa forma, a superfície terrestre.

Causas do efeito estufa

Nos últimos anos, houve um considerável aumento da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera. As atividades humanas ligadas à indústria, as atividades agrícolas, o desmatamento e o aumento do uso dos transportes são os principais responsáveis pela emissão desses gases.

É válido ressaltar que o efeito estufa é um fenômeno natural essencial para manutenção da vida na Terra, já que mantém as temperaturas médias, evitando grandes amplitudes térmicas e o esfriamento extremo do planeta. Contudo, a intensificação de atividades industriais e agrícolas, que demandam áreas para produção e, consequentemente, geram desmatamento, e o uso dos transportes aumentaram a emissão de gases de efeito estufa à atmosfera.

A queima de combustíveis fósseis é uma das atividades que mais produzem gases de efeito estufa. A concentração desses gases na atmosfera impede que o calor seja irradiado, aquecendo ainda mais a superfície terrestre, aumentando, portanto, as temperaturas. Esse aumento das temperaturas decorrente da intensificação do efeito estufa é conhecido como aquecimento global.

O efeito estufa é um fenômeno natural que, apesar de ser essencial para a manutenção da vida, tem sido agravado pela emissão de gases decorrente da ação antrópica.
O efeito estufa é um fenômeno natural que, apesar de ser essencial para a manutenção da vida, tem sido agravado pela emissão de gases decorrente da ação antrópica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aquecimento global e efeito estufa

O efeito estufa é um fenômeno atmosférico de ordem natural capaz de garantir que a Terra seja habitável. Esse efeito é responsável por manter a temperatura média do planeta, de forma que o calor não seja totalmente irradiado de volta ao espaço, mantendo, portanto, a Terra aquecida e evitando que a temperatura não baixe drasticamente.

Leia também: Aquecimento global e a biodiversidade

A concentração dos gases de efeito estufa, como o dióxido de carbono e o óxido nitroso, elevou-se significativamente nas últimas décadas. Segundo diversos estudiosos, essa concentração tem provocado mudanças na dinâmica climática do planeta, provocando o aumento das temperaturas da Terra. Segundo o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, a temperatura do planeta aumentou aproximadamente 0,85º C nos continentes e 0,55º C nos oceanos em um período de cem anos. Com esse aumento, foi possível constatar o derretimento das calotas polares e a elevação do nível do mar.

A comunidade científica relaciona, portanto, o aumento dos gases de efeito estufa ao aumento das temperaturas médias globais. A concentração desses gases impede cada vez mais que o calor irradiado pela superfície seja disperso no espaço, aumentando a temperatura e reafirmando a questão do aquecimento global. Contudo, é válido ressaltar que essa relação entre efeito estufa e aquecimento global, bem como a existência do aquecimento global não são unanimidades entre os estudiosos. Muitos pesquisadores desacreditam que a concentração dos gases tem agravado o aumento das temperaturas do planeta. Para eles, esse aquecimento elevado constitui apenas uma fase de variação da dinâmica climática da Terra.

Saiba mais: Aquecimento global existe mesmo?

O aquecimento global representa o aumento das temperaturas médias do planeta.
O aquecimento global representa o aumento das temperaturas médias do planeta.

Consequências do efeito estufa

Segundo o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, o sistema climático pode ser alterado trazendo danos irreversíveis, como:

→ Derretimento das calotas polares e aumento do nível do mar.

→ Agravamento da segurança alimentar, prejudicando as colheitas e a pesca.

→ Extinção de espécies e danos a diversos ecossistemas.

→ Perdas de terras em decorrência do aumento do nível do mar, que provocará também ondas migratórias.

→ Escassez de água em algumas regiões.

→ Inundações nas latitudes do norte e no Pacífico Equatorial.

→ Riscos de conflitos em virtude da escassez de recursos naturais.

→ Problemas de saúde provocados pelo aumento do calor.

→ Previsão de aumento da temperatura em até 2º C até 2100 em comparação ao período pré-industrial (1850 a 1900).

O derretimento das calotas polares e o consequente aumento do nível do mar são consequências do efeito estufa.
O derretimento das calotas polares e o consequente aumento do nível do mar são consequências do efeito estufa.

Como evitar o efeito estufa?

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas sinaliza que a emissão de gases de efeito estufa deve ser reduzida de 40% a 70% entre os anos 2010 e 2050. Os países precisam estabelecer metas de redução de emissão desses gases a fim de conter o aumento das temperaturas.

É preciso investir no uso de fontes de energia renováveis e alternativas, abandonando o uso dos combustíveis fósseis, cuja queima libera diversos gases de efeito estufa. Outras ações cotidianas também podem ser adotadas, como redução do uso de transportes em trajetos pequenos, optando por ir a pé ou de bicicleta, preferência pelo uso de transporte coletivo e de produtos biodegradáveis e incentivo à coleta seletiva.

Resumo

Fenômeno atmosférico

Efeito Estufa

Principais características

Fenômeno de ordem natural responsável por manter as temperaturas médias globais, possibilitando a existência de vida na Terra. É agravado pela ação humana por meio da emissão de gases de efeito estufa à atmosfera, que impedem a dispersão da radiação solar irradiada pela superfície terrestre, aumentando a temperatura do planeta.

Gases de efeito estufa

Dióxido de carbono

Gás metano

Óxido nitroso

Gases fluoretados

Causas

É um fenômeno natural que tem-se intensificado em decorrência de atividades humanas ligadas à indústria, atividades agropecuárias, uso de transportes e desmatamento.

Consequências

Derretimento das calotas polares.

Aumento do nível do mar.

Agravamento da segurança alimentar.

Aumento dos períodos de seca.

Escassez de água.

Aumento das temperaturas.

O agravamento do efeito estufa é provocado pela emissão de gases provenientes, principalmente, da ação humana.
O agravamento do efeito estufa é provocado pela emissão de gases provenientes, principalmente, da ação humana.
Publicado por: Rafaela Sousa
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Exemplo de relevo acidentado
Agentes de formação do relevo
Confira aqui quais são os agentes de formação do relevo e veja como eles atuam.
Oceano Pacífico
Saiba mais sobre o Oceano Pacífico, o maior e mais profundo oceano do planeta. Confira suas características, ilhas, curiosidades e mais!
Imagem do planeta Vênus.
Planeta Vênus
Clique para conhecer as principais características do planeta Vênus!
Exemplo de tipo de chuva.
Tipos de chuva
Clique aqui e conheça as características dos diferentes tipos de chuva!
Imagem de satélite de um ciclone, um tipo de fenômeno atmosférico
Fenômenos atmosféricos
Conheça alguns dos principais fenômenos atmosféricos que se manifestam, tais como o efeito estufa, a inversão térmica, os ciclones e muitos outros.
O urso polar está sendo afetado pelo degelo das calotas polares
Aquecimento global e a biodiversidade
Entenda a relação entre o aquecimento global e a biodiversidade e conheça alguns exemplos de como as mudanças climáticas podem afetar os seres vivos.
O planeta Terra é envolto por uma camada gasosa conhecida como atmosfera terrestre.
Atmosfera terrestre
Entenda um pouco mais sobre a atmosfera, camada gasosa que circunda a Terra. Ela é composta por diferentes gases, como oxigênio e nitrogênio, que são mantidos pela gravidade. O conteúdo do texto a seguir falará sobre as principais funções da atmosfera, as características de suas camadas e sua composição.
Acordo de Paris pretende conter o aumento do aquecimento global.
Acordo de Paris
Entenda mais sobre o Acordo de Paris, firmado mundialmente com o intuito de reduzir o aquecimento global. Veja com o nosso texto quais são os objetivos propostos no Acordo de Paris e quais são as metas que devem ser alcançadas. Saiba também quais são os países que não assinaram o acordo.
O aumento na temperatura média do planeta pode desencadear longos períodos de estiagem no futuro.
Mudanças climáticas
Amplie seus conhecimentos sobre mudanças climáticas conhecendo melhor o que é esse fenômeno, bem como suas principais causas e consequências para o planeta.
Créditos de carbono representam a não emissão de dióxido de carbono à atmosfera.
Créditos de carbono
Aprenda o que são créditos de carbono. Descubra como esses créditos surgiram, como são comercializados e quais as vantagens e desvantagens do mercado de carbono.
Ciclo do carbono
Você sabe como o carbono circula no ambiente? Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre o ciclo do carbono e a importância desse elemento.
Hipertermia
Aprenda mais sobre a hipertermia, aqui. Neste texto entenderemos o que é hipertermia, e conheceremos seus tipos, sintomas e tratamento.
A maior parte do volume de um Iceberg permanece submersa
Iceberg
Iceberg, O que é um iceberg, Qual são as consequências que podem causar um iceberg, Como é formado o iceberg, até quantos quilômetros podem chegar um iceberg.
Esboço do processo que desenvolve o ciclo da água.
O ciclo da água
O ciclo da água, O que é o ciclo da água, estados físicos da água, etapas do ciclo da água, ciclo da água e evaporação, ciclo da água e a evapotranspiração, ciclo da água e atmosfera, ciclo da água e o lençol freático.
Cobertura vegetal de pradarias.
Pradarias
Formação vegetal desprovida de espécie arbórea.
Classificação do relevo submarino
Relevo Submarino
Clique aqui e aprenda como ocorre a divisão do relevo submarino!