Economia planificada

Economia planificada, também chamada de economia centralizada, é um modelo econômico que defende o controle do Estado sobre a economia. Esse modelo ficou conhecido após sua aplicação durante mais de 70 anos na extinta União Soviética.

Na economia centralizada, a maioria das empresas que atuam na economia é estatal, ou seja, pertence ao Estado. Ao contrário do que acontece na economia de mercado, a lei da oferta e da procura não dita as leis do comércio, o governo toma as decisões. Assim, um produto que esteja em falta não sofre com o aumento e, do mesmo modo, um produto que esteja acumulado não sofre reduções.

Assim, as lógicas e estratégias de mercado seguem a elaboração de planos. Esses planos, que na União Soviética eram chamados de “planos quinquenais”, têm a função de desvendar e resolver os problemas e fragilidades da economia. Outro objetivo é conter o desemprego, através da ampliação do setor produtivo.

Com a planificação da economia, seria possível o controle da problemática da distribuição de renda, pois todos teriam emprego e salários que não seriam suficientes para a acumulação, mas que permitiriam a manutenção dos custos de vida na sociedade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Atualmente, apenas Cuba, Coreia do Norte, Vietnã e Mianmar adotam a planificação da economia. O declínio desse modelo está ligado ao fim da URSS e às sanções impostas pelos países capitalistas, liderados pelos Estados Unidos, contra aqueles países que aderem à economia planificada. Outro motivo é o alto índice de burocratização, visto que todas as ações comerciais são controladas pelo Estado, o que desfavorece a dinamização e o desenvolvimento, além de contribuir para o aumento da corrupção.

Além disso, em todos os países que adotaram a economia planificada, observou-se a formação de uma classe dominante, atrelada ao Estado, que detinha maiores e melhores privilégios sociais que eram pagos à custa da grande parcela da população, o que também ocorre na economia de mercado.

A economia planificada objetiva conter as desigualdades e nivelar o padrão econômico de riqueza
A economia planificada objetiva conter as desigualdades e nivelar o padrão econômico de riqueza
Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
Assuntos relacionados
A expansão industrial
Industrialização
Clique aqui e conheça pontos importantes do início da industrialização!
Mecanização na agricultura
A Revolução Verde
A inserção tecnológica nas atividades agrícolas.
Os Novos Países Industrializados têm apresentado grande destaque no cenário econômico global
Os NIC - Novos Países Industrializados
Países que se industrializaram a partir da década de 1950.
Agricultura de subsistência: agricultores palantando para consumo próprio
Agricultura de Subsistência
Clique aqui e entenda como funciona a agricultura de subsistência!
A renda per capita é um indicador socioeconômico
Renda per capita
Obtida por meio da divisão do Produto Nacional Bruto (PNB) pelo número total de habitantes, a renda per capita é um importante indicador socioeconômico.
Joint Venture é a colaboração associada entre duas empresas a fim de alavancarem o seu desenvolvimento e produção
Joint Venture
Características e princípios da associação entre empresas denominada Joint Venture.
Na economia de mercado, o sistema financeiro é guiado pela iniciativa privada
Economia de Mercado
O conceito de economia de mercado e o seu papel na economia capitalista.
Área industrial de Pequim, dinamizada pela idealização das ZEEs da China
Zonas Econômicas Especiais (ZEEs) da China
Saiba o que são e como funcionam as ZEEs da China e entenda como elas foram responsáveis por incrementar o desenvolvimento industrial do país.
A realização de acordos internacionais é de suma importância em uma economia globalizada
Acordos Internacionais
A atuação dos acordos internacionais numa economia globalizada.