Whatsapp icon Whatsapp

Os desafios do pré-sal

As barreiras a serem superadas para atingir o pré-sal
As barreiras a serem superadas para atingir o pré-sal

As grandes reservas petrolíferas descobertas na camada pré-sal poderão triplicar a produção brasileira de petróleo, que, atualmente, é de 14 bilhões de barris. Entretanto, sua exploração necessita de grande aparato tecnológico, profissionais qualificados, investimentos financeiros, infraestrutura, entre outros aspectos, pois o “ouro negro” está localizado a 7 quilômetros abaixo do nível do mar.


Vários desafios devem ser superados na camada pré-sal. Apesar de confirmada a boa qualidade do produto, ainda não se sabe a quantidade de petróleo nessas reservas. Alguns pesquisadores (mais otimistas) estimam um volume de 200 bilhões de barris, no entanto, o Governo brasileiro trabalha com a possibilidade de 50 bilhões de barris.

Um fator complicador e que deve ser superado é a elaboração de um método para ultrapassar uma lâmina d’água de mais de 2 quilômetros, uma camada de mais de 1 quilômetro de sedimentos e outra superior a 2 quilômetros de sal para que se possa extrair o petróleo com segurança sem que haja acidentes ambientais e danificações dos materiais utilizados. As situações encontradas durante esse processo incluem: pressão da coluna de água, acidez e baixas temperaturas do ambiente.

Outro desafio, não menos importante, é o deslocamento rápido e eficaz de materiais, pessoas e equipamentos, visto que as reservas petrolíferas da camada pré-sal estão situadas a mais de 300 mil metros da porção continental.

Entretanto, a maior preocupação é com relação à questão ambiental. Os depósitos do pré-sal possuem uma concentração de dióxido de carbono bem superior à de reservas de águas rasas. Nesse sentido, sua exploração, de forma inadequada, contribuirá para o processo de aquecimento terrestre, pois o dióxido de carbono intensifica o efeito estufa. Outro fator refere-se a possíveis vazamentos de petróleo no oceano, fenômeno ocorrido no Golfo do México em 2010.

A Petróleo Brasil S/A (Petrobras), visando superar todos esses desafios, realizará um investimento de cerca de 600 bilhões de dólares no desenvolvimento de tecnologia, capacitação profissional, infraestrutura, entre outros aspectos pertinentes para a produção segura e eficiente do petróleo na camada pré-sal. O primeiro passo foi a criação do Programa Tecnológico para o Desenvolvimento da Produção dos Reservatórios Pré-sal (Prosal), que desenvolve pesquisas com o apoio de universidades.

Com tantos empecilhos e altos investimentos para a exploração de uma fonte energética que agride o meio ambiente e que irá se esgotar, fica uma pergunta: não seria melhor desenvolver tecnologias para a produção de energias renováveis?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

Publicado por Wagner de Cerqueira e Francisco

Artigos Relacionados

Bacias hidrográficas do Brasil
Saiba quais são as principais características das bacias hidrográficas. Veja detalhes sobre as bacias hidrográficas presentes no território brasileiro.
Fitogeografia do Brasil
Conheça aqui mais sobre a diversidade da fitogeografia do Brasil, que estuda a relação entre clima, relevo e vegetação da região.
Hidrografia do Brasil
Hidrografia do Brasil, quais são as principais hidrografias do Brasil, Bacia Amazônia, Bacia do Tocantins, Bacia do São Francisco, Bacia Platina, quais são as influências das bacias hidrográficas.
Região Hidrográfica do Atlântico Leste
Jequitinhonha, Pardo e Salinas são alguns dos rios que compõem a Região Hidrográfica do Atlântico Leste.
Rio Amazonas
Saiba quais são as principais características geográficas do Rio Amazonas. Veja detalhes sobre a nascente e a foz desse importante curso de água que corta o Brasil.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos internos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos internos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a soma dos ângulos internos de um triângulo para generalizar a fórmula da soma dos ângulos internos de um polígono convexo qualquer.