Predicativo do objeto

Estudar o predicativo do objeto implica compreender, primeiramente, os termos que complementam os verbos. Assim, vejamos:

O garoto trouxe doces deliciosos.

Temos aí um verbo (representado pelo verbo trazer), o qual necessita de um termo para que tenha sentido completo. Ora, quem traz, traz algo. Dessa maneira, o garoto trouxe exatamente o quê?

Doces – representando o complemento verbal, consequentemente o objeto direto – dada a inexistência da preposição. Mas devemos nos atentar para um outro termo, que o modifica – expresso por “deliciosos”. Desta feita, notamos que tal modificação se demarca por conferir uma qualidade a este complemento, visto que caracteriza um adjetivo – daí dizermos que estamos diante do predicativo do objeto. Sendo assim, podemos afirmar que não somente o adjetivo, mas também outras classes gramaticais podem exercer tal papel, exceto:

* Artigos;
* Preposições;
* Conjunções;
* Interjeições.

Partindo de tais princípios, o predicativo do objeto se encontra relacionado a dois aspectos básicos:

* O predicativo do objeto sempre acompanha o verbo de ligação, embora ele sempre esteja implícito. Dessa forma, a oração que nos serviu de exemplo, ora desmembrada, assim se manifestaria:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O garoto trouxe doces (e eles eram/estavam) deliciosos.    

* A existência de tal termo sempre se dará mediante o predicado verbo-nominal, ou seja, aquele que se constitui de um verbo nocional (no caso do exemplo é retratado por “trouxe”) e de um nome (que no caso é o adjetivo, fazendo referência a “deliciosos”).

Fizemos referência a um verbo transitivo direto (trazer), embora existam muitos outros. Contudo, no que tange ao verbo transitivo indireto, devemos compreender que, em termos gerais, somente um caso admite que o predicativo se manifeste – é o caso do verbo chamar. Constatemos o exemplo a seguir:

Chamaram-lhe idiota.

Chamaram a quem de idiota? A ele. O termo em destaque representa o predicativo do objeto, por conferir ao objeto indireto (a ele) uma característica.

O predicativo do objeto modifica o objeto direto e indireto, conferindo-lhes uma característica
O predicativo do objeto modifica o objeto direto e indireto, conferindo-lhes uma característica
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Assinale a única alternativa em que o termo destacado é um predicativo do objeto:

a) ( ) O menino estava nervoso.

b) ( ) Os alunos são esforçados.

c) ( ) Ela chegou apressada.

d) ( ) O povo elegeu-o vereador.

e) ( ) João entrou apressado.

Questão 2

Relacione as colunas de acordo com a classe gramatical dos predicativos do objeto:

a) ( ) A falta de notícias deixou a mãe desesperada.

b) ( ) Consideram-no um gênio.

c) ( ) Os pais consideram os filhos perfeitos.

d) ( ) Elegeram Pedro diretor da associação.

e) ( ) O juiz julgou o réu culpado.

I. Substantivo

II. Adjetivo

Mais Questões
Assuntos relacionados
Aposto e vocativo
Entenda o que é aposto e vocativo. Descubra qual a diferença entre eles. Saiba quais sãos os tipos de aposto. Confira exercícios resolvidos sobre o tema.
O adjetivo pode ser classificado como adjunto adnominal ou predicativo
Diferença entre Adjunto Adnominal e Predicativo
A diferença entre adjunto adnominal e predicativo se dá pelo fato de que este representa um termo essencial e aquele um termo acessório. Saiba mais aqui!
A organização sintática se manifesta pela habilidade do emissor em saber articular bem as partes de um discurso.
Organização sintática
Uma das habilidades de que precisa dispor o emissor se refere à organização sintática. Conheça aqui acerca das características que a norteiam!
O objeto direto interno se perfaz de particularidades linguísticas distintas
Objeto direto interno: particularidades linguísticas
Objeto direto interno. Por que tal denominação? Descubra aqui acerca das particularidades linguísticas que o norteiam!
O sujeito pode preceder, suceder ou aparecer no interior do predicado
Posições dos sujeitos nas orações
Leia este artigo e tire suas dúvidas sobre as posições em que o sujeito pode aparecer nas orações, isto é, ordem direta, inversa e no interior do predicado.