Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História da América
  3. George Washington

George Washington

George Washington é um dos grandes nomes da história norte-americana e foi o primeiro presidente de seu país. Era oriundo de uma das famílias mais ricas e influentes da Virgínia e foi dono de muitas propriedades. Liderou tropas dos colonos na guerra de independência dos Estados Unidos, governando seu país em dois mandatos.

Acesse também: Origem do sistema presidencialista dos Estados Unidos

Juventude

George Washington nasceu no dia 22 de fevereiro de 1732, em Popes Creek, propriedade que sua família possuía em Westmoreland County, na colônia da Virgínia, atual Estados Unidos. Os pais de George se chamavam Augustine Washington e Mary Ball Washington.

George Washington pertencia a uma das famílias mais ricas e influentes da Virgínia.
George Washington pertencia a uma das famílias mais ricas e influentes da Virgínia.

A família de George Washington era uma das mais ricas e influentes da Virgínia, uma das colônias que formavam as Treze Colônias, o conjunto de colônias inglesas na América do Norte. George era o filho mais velho do casal Washington, tendo oito irmãos: cinco filhos de sua mãe e outros três oriundos do primeiro casamento de seu pai.

Washington teve acesso aos estudos, e seu pai pagou tutores para que o filho pudesse aprender alguns assuntos, como inglês, matemática etc. Durante a sua infância, Washington passou períodos de tempo nas diferentes propriedades que sua família possuía na Virgínia.

Com 11 anos de idade, o pai de George faleceu, o que fez com que as posses da família fossem distribuídas entre os filhos. George, por exemplo, recebeu uma propriedade chamada Ferry Farm e 10 escravos. Um tempo depois, George se mudou para Mount Vernon, propriedade que Lawrence, seu meio-irmão, herdou.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vida adulta

Com 16 anos, Washington conseguiu um emprego como agrimensor na Virgínia. Em 1749 ele foi indicado por Lord Fairfax, parente da esposa de seu meio-irmão Lawrence, a trabalhar como agrimensor oficial de Culpeper County. Nesse mesmo ano ele recebeu uma licença de uma universidade da Virgínia para realizar esse ofício.

Em 1752, herdou a propriedade Mount Vernon, depois que seu irmão Lawrence faleceu, vítima de tuberculose. No mesmo ano, decidiu ingressar no exército inglês e se juntou à milícia responsável pela proteção da Virgínia. Logo ele recebeu uma indicação para ser promovido à patente de major.

Em 1753 ele foi enviado em uma dupla missão: reforçar uma aliança militar dos ingleses com uma tribo indígena e enviar uma mensagem para franceses que estavam em um forte no território da Pensilvânia, uma colônia inglesa. A mensagem era para que os franceses abandonassem o território. Os franceses se recusaram, e Washington retornou à região com tropas para expulsá-los.

Os conflitos territoriais entre ingleses e franceses na América do Norte resultaram na Guerra Franco-Índia, conflito que fez parte da Guerra dos Sete Anos (1756-1763). George Washington liderou tropas em diversas batalhas desse conflito e chegou a ser nomeado coronel. Com 23 anos, ele recebeu o comando de todas as tropas da Virgínia.

Em 1758, George Washington decidiu abandonar o comando das tropas da Virgínia por estar insatisfeito com a forma como os ingleses as conduziam. Ele então retornou a residir em sua propriedade Mount Vernon.

Acesse também: História dos dois grandes partidos políticos dos Estados Unidos

Independência dos Estados Unidos

A partir da década de 1760, a relação entre os colonos e a Inglaterra começou a ficar fortemente abalada, uma vez que a metrópole decidiu ampliar o controle e a exploração de suas colônias na América do Norte. As diferenças de interesses começaram a criar desentendimentos entre os dois lados e isso deu início a um ciclo revolucionário.

George Washington foi o comandante das tropas dos colonos na luta contra os ingleses pela independência.
George Washington foi o comandante das tropas dos colonos na luta contra os ingleses pela independência.

Nessa altura, Washington fazia parte da House of Burgesses, uma casa que fazia parte da assembleia que existia na Virgínia (chamada de Virginia General Assembly). Entre os fatores que incomodavam os colonos, estavam:

  • a cada vez mais pesada carga de impostos cobrada pela Inglaterra;

  • a presença de tropas inglesas na região; e

  • a proibição de explorar as novas terras do oeste.

Os colonos defendiam a ideia de que o aumento de impostos só faria sentido caso as Treze Colônias tivessem a devida representação política no Parlamento britânico — o que não acontecia. George Washington, por exemplo, era um dos que criticavam os impostos criados pelos britânicos e defendia o direito dos colonos de serem representados no Parlamento.

A cada novo imposto criado, a situação se agravava e as lideranças de cada colônia decidiram se reunir no Primeiro Congresso Continental da Filadélfia, realizado em 1774. Nesse evento, Washington participou como representante da Virgínia. A partir disso, os colonos reforçaram seus laços com os ingleses, pedindo apenas um tratamento justo.

A tensão entre as Treze Colônias e a Inglaterra aumentou a ponto de conflitos armados começarem a ocorrer em 1775. Como os ingleses estavam cada vez mais duros no seu tratamento com a colônia, os colonos decidiram pela independência dos Estados Unidos no Segundo Congresso Continental da Filadélfia. A declaração de independência norte-americana foi realizada no dia 4 de julho de 1776.

Uma guerra entre colonos e ingleses despontou, e Washington foi nomeado para comandar todo o exército dos colonos. A guerra entre colonos e ingleses se estendeu até o ano de 1781, com Washington se envolvendo em diferentes ações militares. A derrota dos ingleses, em 1781, consolidou a independência dos Estados Unidos. Só em 1783 os ingleses chegaram a um acordo com os norte-americanos e reconheceram a independência de sua ex-colônia. Para saber mais sobre o assunto, leia: Independência dos Estados Unidos.

Nesse mesmo ano, Washington decidiu abandonar a sua posição como comandante do exército dos Estados Unidos. Até 1786, ele se afastou integralmente da vida pública, dedicando-se a cuidar de suas propriedades que estavam em situação financeira delicada.

Leia também: Abraham Lincoln — o presidente que aboliu a escravidão nos Estados Unidos

Presidência

Em 1786, a situação política nos Estados Unidos era complicada e muitos se convenceram de que o país necessitava de uma Constituição para conseguir prosperar. No fim desse ano, Washington foi convencido a participar da Convenção Continental, evento que aconteceria em 1787 para debater a possibilidade de uma Constituição para os Estados Unidos.

George Washington foi um dos presentes na Convenção Constitucional de 1787.
George Washington foi um dos presentes na Convenção Constitucional de 1787.

A Constituição foi finalizada em 1787, mas foram necessários três anos para que todos os estados norte-americanos aceitassem o documento. Além disso, outra ação realizada para dar mais estabilidade ao país foi a de eleição presidencial. O Colégio Eleitoral de 1789 escolheu George Washington por unanimidade como presidente do país.

George Washington foi o primeiro presidente dos Estados Unidos e governou o país em dois mandatos. Ele foi cogitado para um terceiro mandato, pois não havia restrições para reeleição na época, mas se negou a concorrer novamente. Isso criou uma cultura nos Estados Unidos de permitir apenas dois mandatos ao mesmo presidente.

No seu primeiro mandato, foi criada a nova capital dos Estados Unidos, a cidade de Washington, nomeada assim em homenagem ao próprio George Washington. O mandato presidencial de Washington se encerrou no começo de 1797 e ele decidiu afastar-se da política. No entanto, no ano seguinte, ele aceitou uma posição para trabalhar no fortalecimento do exército norte-americano.

Acesse também: História dos Estados Unidos no século XIX

Morte

A morte de George Washington aconteceu em 14 de dezembro de 1799, em razão de uma infecção de garganta que foi potencializada por um tratamento médico inadequado. Ele deixou apenas a sua esposa, Martha Washington (com quem se casou em 1759), pois não teve filhos.

Publicado por: Daniel Neves Silva
Assuntos relacionados
Abraham Lincoln
Clique no link e acesse para ter detalhes da vida de Abraham Lincoln, o presidente dos Estados Unidos que aboliu a escravidão em seu país.
Benjamin Franklin
Acesse e conheça a história de vida de Benjamin Franklin. Entenda como ele ficou rico e qual foram as suas principais contribuições para a ciência e política.
Tela representando o navio Mayflower no porto de Plymouth
Colonização inglesa na América do Norte
Conheça as principais características da colonização inglesa na América do Norte clicando aqui.
Selo retrata a Festa do Chá de Boston, episódio em que colonos destruíram caixas de chá no porto dessa cidade*
Independência dos Estados Unidos
Entenda o processo de independência dos Estados Unidos, realizado pela elite colonial insatisfeita com a metrópole.
Acima, imagem de um selo usado em documentação de controle de mercadorias nos EUA, no século XVIII
Leis proibitivas das Treze Colônias Americanas
Saiba mais sobre as Leis proibitivas das Treze Colônias Americanas e entenda por que os colonos americanos reagiram contra elas.