Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Idade Contemporânea
  4. Comunidade dos Estados Independentes (CEI)

Comunidade dos Estados Independentes (CEI)

A CEI, Comunidade dos Estados Independentes, foi formada após a dissolução da União Soviética, em 1991.

O Fim da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) em 1991, após uma tentativa de golpe de Estado contra o presidente Mikhail Gorbatchev, levou à dissolução da unidade existente entre os vários países que compunham a União Soviética e à independência deles.

Apesar da independência, alguns países decidiram manter um vínculo entre eles, cujo objetivo principal era o estabelecimento de um sistema econômico e de defesa entre as antigas repúblicas da União Soviética. Com isso, tinha início a Comunidade dos Estados Independentes, a CEI.

As primeiras repúblicas que assinaram o acordo, em 08 de dezembro de 1991, foram a Rússia, a Bielorrússia e a Ucrânia. Duas semanas depois aderiram à CEI as repúblicas da Armênia, Azerbaijão, Cazaquistão, Moldávia, Quirquistão, Tadjiquistão, Uzbequistão e do Turcomenistão. A Geórgia aderiu à Comunidade apenas em 1993, retirando-se dela em 2009, após a Guerra da Ossétia do Sul.

Os três países bálticos que faziam parte da União Soviética – Letônia, Estônia e Lituânia – recusaram-se a compor a CEI após sua independência.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O país de maior influência na CEI é a Federação Russa, em virtude, principalmente, de seu poder econômico, político e militar. Apesar dessa influência, os demais países que compõem a CEI mantêm formalmente uma autonomia, garantida pela descentralização política conseguida com a independência em relação à estrutura administrativa da antiga União Soviética. Entretanto, na prática, há uma forte pressão russa em diversos assuntos dos países que fazem parte da Comunidade.

Tendo como capital a cidade de Minsk, na Bielorrússia, a CEI é estruturada administrativamente por dois conselhos, sendo um composto por chefes de governo e outro, por chefes de Estado.

Apesar da estrutura de funcionamento formal da CEI, existem inúmeras disputas entre os países da comunidade, além do não cumprimento de acordos firmados. Vale destacar as constantes tensões e conflitos bélicos entre as repúblicas integrantes da CEI ou mesmo no interior dos países, em decorrência de diferenças étnicas e regionais.

Bandeira da Comunidade dos Estados Independentes (CEI)
Bandeira da Comunidade dos Estados Independentes (CEI)
Publicado por: Tales dos Santos Pinto
Assuntos relacionados
Logomarca da ONU, criada a partir de projeção cartográfica azimutal
ONU
A criação, os objetivos, a estruturação e as principais atividades da ONU, a Organização das Nações Unidas.
Napoleão Bonaparte representado com uma coroa de louros
Era Napoleônica (1799-1815)
Conheça os fatos da Era Napoleônica e suas consequências para a história.
Canhão “dictator” (ditador), utilizado pelas tropas da União durante o Cerco a Petersburg, entre 1964 e 1865
Guerra de Secessão
Saiba mais sobre a Guerra de Secessão, conflito que causou 600 mil mortes nos Estados Unidos entre 1861 e 1865.
Revolução de 1848: o estabelecimento de uma nova oposição política na Europa.
A Revolução de 1848
O novo levante revolucionário que marcou a oposição entre burguesia e proletariado.
Visão de parte do Kremlin de Moscou. O rio na imagem é o Rio Moscou
História do Kremlin de Moscou
Clique no link e tenha acesso a detalhes sobre a história do Kremlin da cidade de Moscou.
Guerra do Golfo
Clique aqui e saiba mais sobre a Guerra do Golfo, conflito que envolveu Kuwait, Iraque e Estados Unidos. Entenda as motivações e o desfecho dessa guerra.
A Guerra de Reconquista, episódio fundamental na formação dos estados ibéricos.
A formação dos Estados Ibéricos
Expansão Marítima, formação das monarquias nacionais, movimento das cruzadas, guerra de Reconquista, Revolução de Avis, unificação portuguesa, unificação espanhola.
Guerra da Coreia: duas bandeiras separando diferentes ideologias.
Guerra da Coreia
Guerra da Coreia, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Segunda Guerra Mundial, Guerra Fria, Estados Unidos, União Soviética, Revolução Chinesa, Paralelo 38º, general MacArthur, Mao-Tsé Tung, Armistício de Pan-munjom, ameaça nuclear, George W. Bush, Eixo do Mal.
O aperto de mãos entre os Aliados e o Tribunal de Nuremberg: os dois lados do mundo após a Segunda Guerra.
Tratados da Segunda Guerra Mundial
Tratados da Segunda Guerra Mundial, Carta do Atlântico, Conferência de Teerã, Conferência de Yalta, Organização das Nações Unidas, Conferência de Potsdam, Tribunal de Nuremberg.