Nomenclatura usual de cetonas

A nomenclatura usual de cetonas tem como base a utilização do nome dos radicais orgânicos ligados à carbonila presente na cadeia.
A acetona utilizada como removedor de esmalte é chamada usualmente de dimetil-cetona
A acetona utilizada como removedor de esmalte é chamada usualmente de dimetil-cetona

A nomenclatura usual de uma cetona não segue a mesma regra da nomenclatura oficial estabelecida pela União Internacional da Química Pura e Aplicada (IUPAC). A regra para nomear uma cetona de forma usual é:

Nome dos radicais + cetona

Essa nomenclatura não utiliza prefixo (referente à quantidade de carbonos na cadeia) nem infixo (referente ao tipo de ligação entre os carbonos da cadeia) como a regra oficial (IUPAC) determina:

Prefixo (no de Carbonos) + infixo (tipo de ligação) + ona

O foco da nomenclatura usual de uma cetona é o nome dos radicais. Para visualizarmos os radicais presentes na cetona, requeridos nesse tipo de nomenclatura, basta delimitar a carbonila (C=O), como mostrado abaixo:

Delimitação da carbonila e consequente visualização dos radicais
Delimitação da carbonila e consequente visualização dos radicais

No exemplo acima, ao delimitar a carbonila, observamos um radical metil (CH3) à esquerda e um radical etil (CH3-CH3) à direita. Assim, sempre que delimitarmos a carbonila, teremos dois radicais em destaque em uma cetona.

Seguindo o que determina a nomenclatura usual, o nome referente à cetona do exemplo acima é Etil-metil-cetona. Sempre devemos colocar o nome dos radicais em ordem alfabética.

Vamos acompanhar agora alguns exemplos de aplicação da regra de nomenclatura usual das cetonas:

Exemplo 1: Butil-vinil-cetona

Fórmula estrutural do exemplo 1
Fórmula estrutural do exemplo 1

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ao delimitarmos a carbonila, observamos o radical butil (CH3-CH2-CH2-CH2) à esquerda e o radical vinil (CH2=CH) à direita, como na imagem abaixo:

Radicais butil e vinil na cadeia 1
Radicais butil e vinil na cadeia 1

Assim, seguindo a ordem alfabética, o nome dessa cetona é:

Butil-vinil-cetona

Exemplo 2: Fenil-Isopropil-cetona

Fórmula estrutural do exemplo 2
Fórmula estrutural do exemplo 2

Ao delimitarmos a carbonila, observamos o radical isopropil (CH3-CH-CH3) à esquerda e o radical fenil (benzeno) à direita, como na imagem abaixo:

Radicais fenil e isopropil na cadeia 2
Radicais fenil e isopropil na cadeia 2

Assim, seguindo a ordem alfabética, o nome dessa cetona é:

Fenil-Isopropil-cetona

Exemplo 3: Isobutil-pentil-cetona

Fórmula estrutural do exemplo 3
Fórmula estrutural do exemplo 3

Ao delimitarmos a carbonila, observamos o radical pentil (CH3-CH2-CH2-CH2-CH2) à esquerda e o radical isobutil [(CH3)2-CH-CH2 ] à direita, como na imagem abaixo:

Radicais isobutil e pentil na cadeia 3
Radicais isobutil e pentil na cadeia 3

Assim, seguindo a ordem alfabética, o nome dessa cetona é

Isobutil-pentil-cetona

Publicado por Diogo Lopes Dias

Artigos Relacionados

A cetona de maior uso comercial é a acetona usada para retirar esmaltes de unhas
Cetona
Neste texto você encontrará a definição de cetona, bem como a sua classificação, nomenclatura, propriedades, fontes, formas de obtenção e aplicações.
Cetonas dão aroma às pipocas.
Cetonas
Como esses compostos participam de nossa alimentação?
Grupos orgânicos substituintes
Como identificar as ramificações em uma cadeia de hidrocarbonetos.
Ao realizar a nomenclatura das cadeias carbônicas ramificadas, precisamos saber nomear também os radicais orgânicos que formam as ramificações
Nomenclatura de radicais orgânicos
Aprenda a realizar a nomenclatura de radicais orgânicos que formam as ramificações de várias cadeias carbônicas.
O nitrobenzeno é um composto obtido por reação de substituição no benzeno
Reações de substituição no benzeno
Clique e conheça todas as reações de substituição no benzeno, bem como os produtos formados e as condições para que essas reações químicas possam ocorrer.
video icon
Química
Hidrólise
No vídeo de hoje vamos aprender sobre hidrólise! Prestando atenção na palavra, tem-se uma ideia de que se trata de alguma quebra proveniente da ação da água. Vamos entender um pouquinho mais sobre esse processo!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Português
Preposições
Vamos aprender mais sobre essa classe conectiva de termos?