Whatsapp icon Whatsapp

O pH ideal dos Xampus

Seu Xampu é ácido ou básico?
Seu Xampu é ácido ou básico?

Como o pH mexe literalmente com nossa cabeça, mais precisamente com nosso cabelo? E se alguém te disser que ele pode tanto estragar como contribuir para deixar seus cabelos mais belos? O segredo começa no Xampu que você usa, você sabe qual é seu potencial hidrogeniônico? Talvez você não saiba nem o significado desse termo, mas ele nada mais é do que pH. O pH é usado para determinar o grau de acidez ou alcalinidade de seu Xampu.


Vamos saber agora sobre a estrutura capilar? A composição química do cabelo se estende ao longo dos fios capilares, basicamente é constituída por proteínas que se ligam entre si para formar longas cadeias através de três diferentes ligações: ligação dissulfeto, ligação iônica e ligação de hidrogênio. Na raiz contém ligações de hidrogênio, até a metade dos fios existem as ligações iônicas e, nas extremidades, as pontes dissulfeto (S – CH2) completam a estrutura do cabelo.


Mas qual é o pH do cabelo? A camada externa que protege o fio, chamada de cutícula capilar, tem pH levemente ácido, um valor compreendido entre 4,2 e 5,8 na escala de pH. Dessa forma, todos os produtos que entram em contato com seu couro cabeludo devem ser neutros (pH = 6,5 a 7,5) ou levemente ácidos (até pH = 6,4). Por exemplo, se lavarmos os cabelos com xampu alcalino (pH básico = 8,5) suas cutículas se abrirão, deixando-os opacos. O resultado é um cabelo sem brilho, difícil de pentear e embaraçado. O curioso é que estes danos se acentuam nas extremidades dos fios, sabe por quê? As pontes de dissulfeto que compõem essa parte são quebradas em meio alcalino, daí aparecem as famosas pontas duplas.

Como se viu, a função de um Xampu não é só limpar o cabelo, ele precisa também tratá-lo, agora é só escolher o pH ideal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!

pH bucal: acidez da saliva

 

Publicado por Líria Alves de Souza
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Frutose
Conheça as fórmulas estrutural e molecular da frutose, quais são os alimentos que contêm essa substância e quais são suas características principais.
Louis Pasteur e a Estereoquímica
Associação entre a cristalografia, a química e a óptica.
Por que o gelo flutua na água?
Descubra essa e outras respostas em relação ao gelo.
Produção de N-parafina
O que é n-parafina, óleo de babaçu na produção de n-parafina, subprodutos do petróleo, como obter n-parafina, fluido de perfuração, enxofre e aromáticos, óleo diesel, perfuração de poços de petróleo.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Congruência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Congruência de triângulos
Nessa aula veremos que para dois triângulos serem congruentes, os seus lados homólogos e os ângulos correspondentes devem ser congruentes. Porém, ao invés de analisar os três lados e os três ângulos, veremos que é necessário analisar apenas alguns casos de congruência de triângulos: LAL (Lado, Ângulo, Lado), LLL (Lado, Lado, Lado), ALA (Ângulo, Lado, Ângulo) e LAAo (Lado, Ângulo, Ângulo Oposto).