Whatsapp icon Whatsapp

Massa específica

Massa específica é uma grandeza física que mensura a razão entre a massa de uma substância e o seu volume.
Copo de vidro contendo os fluidos mel, leite e óleo.
O óleo flutua sobre o leite e o mel afunda sobre o leite devido aos seus valores de massa específica.

Massa específica é uma propriedade física estudada na hidrostática que mede a distribuição de massa de uma substância por todo o seu volume. Ela é normalmente medida em quilograma sobre metro cúbico \([kg/m^3 ]\), podendo ainda ser medida em grama sobre centímetro cúbico \([g/cm^3]\) ou quilograma sobre litro \([kg/L]\).

Leia também: Empuxo — força vertical que atua sobre todo objeto mergulhado em um fluido

Resumo sobre massa específica

  • É calculada pela divisão da massa pelo volume.

  • Com base na massa específica das substâncias, é possível determinar se a subtância “flutuará” ou “afundará” quando colocada em outra substância.

  • A massa específica da água é de aproximadamente \(1000\ kg/m^3\).

  • A densidade é uma propriedade física que diz respeito à massa de um corpo sobre o seu volume.

  • O peso específico é uma propriedade física que diz respeito à força peso em um corpo sobre o seu volume.

Unidade de medida da massa específica

De acordo com o Sistema Internacional de Unidades, a unidade de medida da massa específica é o quilograma por metro cúbico, representado por \(\mathbf{kg/m^3}\). Contudo, é comum o uso de outras unidades de medida, como o grama pelo centímetro cúbico, representado por \(g/cm^3\), e o quilograma pelo litro, representado por \(kg/L \).

Fórmula da massa específica

\(μ=\frac{m}V\)

  • μ é a massa específica, medida em \([kg/m^3]\).

  • m  é a massa, medida em quilogramas \([kg]\).

  • V é o volume, medido em \([m^3 ]\).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como calcular a massa específica?

A massa específica é calculada por meio da sua fórmula, constituída na divisão da massa da substância ou corpo maciço pelo seu volume, como podemos ver abaixo.

Exemplo: Calcule a massa específica de um bloco maciço com massa de 5 kg e volume \(100\ m^3\).

Calculamos a massa específica por meio da sua fórmula:

\(μ=\frac{m}V\)

\(μ=\frac{5}{100}\)

\(μ=\frac{5}{100}\)

\(μ=0,05\ kg/m^3\)

A massa específica desse bloco maciço é de \(0,05\ kg/m^3\).

Tabela de massas específicas

Na tabela abaixo, estão descritas as massas específicas de algumas substâncias:

Substância

Massa específica em \(kg/m^3\)

Ar (em 20 ℃  e 1 atm)

1,21

Ar (em 20 ℃  e 50 atm)

60,5

Água (em 20 ℃  e 1 atm)

998

Água (em 20 ℃  e 50 atm)

1000

Álcool

790

Chumbo

11.200

Ferro

7800

Gelo

920

Leite

de 1023 a 1040

Mercúrio

13.600

Óleo

de 700 a 950

Sangue

1060

Dependendo dos valores da massa específica, uma substância é capaz de ficar em uma posição acima (flutuar) ou uma posição inferior (afundar) à de outra substância, sem se misturarem.

Por exemplo, se colocarmos óleo dentro de um recipiente com água, o óleo ficará na parte superior da água, já que a sua massa específica é menor que a massa específica da água. No entanto, se, em vez de óleo, colocarmos mercúrio dentro do recipiente, o mércurio ficará na parte inferior da água, já que a sua massa específica é maior que a massa específica da água.

Diferenças entre massa específica e densidade

A massa específica e a densidade são grandezas físicas bem similares, já que ambas tratam a respeito da razão entre a massa e o volume. Contudo, enquanto a massa específica é a razão entre a massa da substância e o seu volume, a densidade é a razão entre a massa de um corpo e o seu volume.

Quando um corpo for maciço, a sua densidade será igual à massa específica da substância que o constitui, já que não existem espaços no interior desse corpo.

A densidade é calculada por meio da fórmula:

\(d=\frac{m}V\)

  • d é a densidade, medida em \([kg/m^3]\).

  • m é a massa, medida em quilogramas \([kg]\).

  • V é o volume, medido em \([m^3 ]\).

Para entender melhor o conceito de densidade e conferir mais exemplos, clique aqui.

Diferenças entre massa específica e peso específico

A massa específica e o peso específico são grandezas físicas bem distintas. Enquanto a massa específica é a razão entre a massa de uma substância e o seu volume, o peso específico é a razão entre a força peso sobre um corpo e o seu volume.

O peso específico é calculado por meio da fórmula:

\(γ=\frac{P}V\)

  • γ é o peso específico, medido em Newton sobre metro cúbico \( [N/m^3]\).

  • P é a força peso, medida em Newton \( [N] \).

  • V é o volume, medido em \([m^3 ]\).

E também por meio da fórmula que relaciona o peso específico à massa específica:

\(γ=μ\cdot g\)

  • γ é o peso específico, medido em Newton sobre metro cúbico \([N/m^3]\).

  • μ é a massa específica, medida em \([kg/m^3]\).

  • g é a aceleração da gravidade, medida em \([m/s^2]\).

Leia também: Fluidos — as substâncias capazes de escoar

Exercícios resolvidos sobre massa específica

Questão 1 (Fesp – SP) Um cubo oco de alumínio apresenta 100 g de massa e volume de \(50\ cm^3\). O volume da parte vazia é de \(10\ cm^3\).  A densidade do cubo e a massa específica do alumínio são, respectivamente:

a) \(0,5\ g/cm^3\ e\ 0,4\ g/cm^3\)

b) \(2,5\ g/cm^3\ e\ 2,0\ g/cm^3\)

c) \(0,4\ g/cm^3\ e\ 0,5\ g/cm^3\)

d) \(2,0\ g/cm^3\ e\ 2,5\ g/cm^3\)

e) \(2,0\ g/cm^3\ e\ 10,0\ g/cm^3\)

Resolução

Alternativa D

Primeiramente calculamos a densidade do cubo por meio da sua fórmula:

\(d=\frac{m}V\)

\(d=\frac{100}{50}\)

\(d=2\ g/cm^3\)

Depois calculamos a massa específica do alumínio por meio da sua fórmula:

\(μ=\frac{m}V\)

\(μ=\frac{m}{(V_{cubo}-V_{vazio})}\)

\(μ=\frac{100}{50-10}\)

\(μ=\frac{100}{40}\)

\(μ=2,5\ g/cm^3\)

Questão 2

Qual a massa, em quilograma, de um cubo maciço de lado igual a 5 cm que é fabricado de um material com massa específica de \(11,3\ g/cm^3\)?

a) 1,4125 kg

b) 2,8250 kg

c) 4,2375 kg

d) 5,6500 kg

e) 7,0625 kg

Resolução

Alternativa A

Calculamos a massa do cubo por meio da fórmula da massa específica:

\(μ=\frac{m}V\)

O volume é dado pelo lado do cubo elevado ao cubo, então:

\(11,3=\frac{m}{5^3} \)

\(11,3=\frac{m}{125}\)

\(m=11,3\cdot 125\)

\(m=1412,5\ g\)

Por fim, convertemos de gramas para quilogramas:

\(quilograma=\frac{gramas}{1000}=\frac{1412,5}{1000}=1,4125\ kg\)

Publicado por Pâmella Raphaella Melo

Artigos Relacionados

A diferença entre frear e parar
A Física faz parte do nosso cotidiano até mesmo no ato de frear um automóvel. Você sabe qual é a diferença entre frear e parar? Confira!
Densidade
Clique aqui, entenda o que é densidade, saiba como determinar a densidade dos materiais e conheça as variáveis que afetam as medidas de densidade.
Empuxo
Clique aqui, saiba o que é empuxo e conheça sua fórmula. Saiba também o que é peso aparente e conheça alguns casos de flutuação.
Fluidos
Venha entender melhor as características dos fluidos, bem como as principais fórmulas e conceitos envolvidos.
Hidrostática
Você sabe o que é hidrostática? Conheça os principais conceitos e fórmulas dessa área da Física, bem como confira exercícios resolvidos.
Pressão
Você sabe o que é pressão? Aprenda o que ela é na física, sua fórmula e seus tipos. Reforce seus conhecimentos com nossos exercícios resolvidos sobre o tema.
Princípio de Pascal
Entenda o que diz o princípio de Pascal. Conheça a fórmula e as aplicações do princípio de Pascal no dia a dia e veja sua relação como o princípio de Stevin.
Resistência dos fluidos
Veja aqui um texto que ensina a calcular a resistência que os fluidos exercem sobre um corpo neles submerso.
Teorema de Arquimedes
Teorema de Arquimedes, teorema do empuxo, hidrostática, densidade do líquido deslocado, peso aparente, empuxo, fluido em equilíbrio, força de um fluido.
video icon
Escrito"Matemática do Zero | Retas paralelas cortadas por uma transversal " em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Retas paralelas cortadas por uma transversal
Nessa aula veremos o que são retas paralelas cortadas por uma transversal. Além disso, veremos as porpriedades e nomencaltura dos ângulos formados nessas duas retas cortadas por uma transversal: alternos internos, alternos externos, colaterais internos e colaterais externos.