Whatsapp icon Whatsapp

Fluidos

Fluidos são substâncias capazes de escoar e que se deformam com facilidade. Incluem os líquidos, os gases e até mesmo o plasma. Fluidos ideais não oferecem qualquer resistência à aplicação de forças, ao ponto de assumirem o mesmo formato do recipiente em que são confinados.

Veja também: Dicas para resolver exercícios de Cinemática e se dar bem em qualquer prova

Características dos fluidos

Os fluidos podem ser divididos inicialmente em duas categorias: fluidos ideais e fluidos reais. Neste artigo trataremos dos fluidos ideais. Para tanto, vamos conferir algumas de suas principais características:

  • não apresentam viscosidade;

  • não resistem a cortes;

  • são incompressíveis;

  • não apresentam turbulências.

 Fluidos são substâncias sem um formato definido e que se deformam com facilidade.
Fluidos são substâncias sem um formato definido e que se deformam com facilidade.

Além dessas características, uma vez que os fluidos não apresentam formato definido, suas propriedades são estudadas a partir de grandezas como massa específica e pressão que eles são capazes de exercer.

Massa específica

A massa específica de um fluido diz respeito à quantidade de matéria contida em um certo volume. Pode ser calculada por meio da massa do fluido dividida pelo volume ocupado por ele.

ρ – massa específica

m – massa

V – volume

A unidade de medida da massa específica, de acordo com o Sistema Internacional de Unidades, é o kg/m³, entretanto é comum que utilizemos unidades como o g/cm³ ou ainda o kg/L.

A massa específica dos fluidos é definida com base na densidade da água, que apresenta densidade de 1000 kg/m³, 1 g/cm³ ou 1 kg/L. Na tabela a seguir, vamos conferir a massa específica de outros fluidos conhecidos.

Substância

Massa específica (g/cm³)

Álcool

0,79

Benzeno

0,90

Água

1,00

Mercúrio

13,60

Hexano

0,66

Nitroglicerina

1,60

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Pressão hidrostática

Os fluidos em repouso são capazes de exercer pressão, que é proporcional à sua densidade e altura. A pressão hidrostática, também conhecida como pressão manométrica, pode ser calculada pelo produto entre massa específica, aceleração da gravidade e altura do fluido.

 

ρ – massa específica (kg/m³)

 

g – aceleração da gravidade (m/s²)

h – altura do fluido em relação à superfície (m)

A partir do teorema de Stevin, também é possível determinar qual é a pressão em um ponto qualquer no interior de um fluido. Para tanto, deve-se levar em conta se o fluido encontra-se ou não sujeito a uma pressão externa, como a pressão atmosférica.

P0 – pressão atmosférica

Chamamos de pressão atmosférica a pressão exercida pelo fluido que compõe a atmosfera terrestre. Ao nível do mar, a pressão atmosférica da Terra vale aproximadamente 1,01.105 Pa (pascal), e 1 Pa equivale a uma força de 1 N, aplicada sobre uma área de 1 m².

Quanto maior é a profundidade do fluido, maior é a pressão, por isso a água é lançada mais longe.
Quanto maior é a profundidade do fluido, maior é a pressão, por isso a água é lançada mais longe.

Teorema de Pascal

De acordo com o Teorema de Pascal, toda pressão exercida sobre um fluido distribui-se de maneira uniforme em seu interior. Além disso, a força que o fluido exerce sobre o recipiente que o confina é sempre perpendicular à superfície do recipiente. Quer entender melhor sobre o assunto? Acesse o nosso artigo específico: Teorema de Pascal.

Veja também: Hidrostática — área da Física que explica o comportamento dos fluidos em condições de equilíbrio estático

Teorema de Arquimedes

Segundo o teorema de Arquimedes, o volume de fluido que é deslocado quando inserimos algum corpo no interior de um fluido corresponde ao próprio volume do corpo inserido. Além disso, se o peso do volume de fluido deslocado for menor que o peso do corpo inserido sobre o fluido, então esse corpo afundará. Se quiser saber mais sobre o assunto, acesse nosso artigo específico: Teorema de Arquimedes.

Dinâmica dos fluidos

A dinâmica dos fluidos é a área da mecânica que estuda os fluidos em movimento. Vamos ilustrar a situação em que um fluido ideal escoa através de um tubo de diferentes áreas de seção reta e diferentes alturas.

A principal equação da dinâmica dos fluidos é a equação de Bernoulli. Por meio dela, é possível relacionar diferentes pontos do fluido ilustrado na imagem anterior.

P1 e P2 – pressões nos pontos 1 e 2

h1 e h2 – alturas dos pontos 1 e 2

v1 e v2 – velocidades de escoamento do fluido nos pontos 1 e 2

A equação de Bernoulli é derivada da conservação da energia mecânica. Para que ela seja válida, entretanto, é necessário que o fluido estudado seja ideal. Essa equação tem diversas aplicações práticas, tais como a aerodinâmica e a hidrodinâmica.

O voo dos aviões, por exemplo, é explicado por meio da equação de Bernoulli. O ar que flui sobre a parte superior da asa do avião escoa mais rapidamente que o ar que passa pelo lado debaixo da asa. Isso faz com que a pressão em cima da asa seja menor que pressão na parte de baixo, desse modo, surge uma força de sustentação capaz de manter o avião no ar.

Exercícios resolvidos sobre fluidos

Questão 1 — Um fluido ideal ocupa o volume de 0,5 cm³ e apresenta uma massa igual a 0,2 g. Determine a massa específica desse fluido em g/cm³ e assinale a alternativa correta.

a) 0,8

b) 0,4

c) 1,2

d) 0,9

Resolução:

Para resolver o exercício, basta calcularmos a massa específica dividindo a massa do fluido pelo volume que ele ocupa. Observe:

Questão 2 — Um fluido ideal de massa específica igual a 0,8 g/cm³ encontra-se em equilíbrio hidrostático quando armazenado em um recipiente rígido e fechado, ocupando, assim, todo o seu volume. Sabendo que a área da base do recipiente, de formato cilíndrico, é igual a 0,25 m² e sua altura é de 1,25 m, a pressão hidrostática exercida pelo fluido é igual a:

Dados: g = 10 m/s².

a) 125 Pa

b) 50 Pa

c) 10 Pa

d) 15 Pa

Resolução:

Perceba que a pressão exercida pelo fluido não depende da área da base do recipiente, mas apenas de sua profundidade. Para calcular essa pressão, basta usarmos a fórmula da pressão hidrostática, também conhecida como pressão manométrica. Observe:

Questão 3 — Um mergulhador encontra-se a uma profundidade de 10 m em um lago cuja água apresenta uma massa específica de 1000 kg/m³. Sabendo que a aceleração da gravidade no local é de aproximadamente 9,8 m/s², a pressão total exercida sobre o mergulhador é de:

Dados: P0 = 1,0.105 Pa.

a) 1,98.105 Pa

b) 2,98.105 Pa

c) 0,98.105 Pa

d) 1,89.104 Pa

Resolução:

Para calcular a pressão exercida sobre o mergulhador, é preciso considerar a pressão atmosférica, além da pressão exercida pela água. Para tanto, utilizamos o teorema de Stevin:

 

Publicado por Rafael Helerbrock

Artigos Relacionados

V é o volume total do corpo, incluindo o espaço oco em seu interior
Densidade e Massa Específica
Mecânica dos fluidos – estudo da densidade e massa específica.
Gás ideal
Você sabe o que é um gás ideal? Conheça as suas características, descubra o que é a lei geral dos gases e confira ainda exercícios resolvidos sobre o tema.
Homem deitado em uma cama de faquir
Pressão
Você sabe o que é pressão? Aprenda o que ela é na física, sua fórmula e seus tipos. Reforce seus conhecimentos com nossos exercícios resolvidos sobre o tema.
Cilindro contendo líquido homogêneo
Teorema de Stevin
O Teorema de Stevin estabelece a pressão absoluta num ponto de um líquido homogêneo.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas