Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Termologia
  4. Equação de Clapeyron

Equação de Clapeyron

Equação de Clapeyron, também conhecida como a lei geral dos gases ideais, é usada para descrever o estado termodinâmico dos gases ideais por meio das grandezas de pressão, volume e temperatura. A equação de Clapeyron foi enunciada por Émile Clapeyron, em 1834, e funciona como uma generalização das leis empíricas de Boyle, Charles, Gay-Lussac, e Avogadro.

Veja também: Entropia, uma das grandezas físicas menos compreendidas

Definição da equação de Clapeyron

A equação de Clapeyron é derivada das leis dos gases ideais e também da teoria cinética dos gases. De acordo com a equação de Clapeyron, pressão, volume, temperatura e número de mols relacionam-se de acordo com a seguinte expressão:

P – pressão (Pa)

V – volume (m³)

n – número de mols

R – constante universal dos gases ideais (0,082 atm.l/mol.K ou 8,3 J/mol.K)

T – temperatura (K)

Para compreendermos melhor a equação, vamos analisar cada um dos seus parâmetros a seguir.

A equação de Clapeyron descreve o estado dos gases por meio da pressão, volume e temperatura.

Pressão

A pressão P do gás depende da quantidade de colisões que as partículas dele realizam contra as paredes do recipiente que o confina. Quanto maior for o número de colisões, maior será a pressão exercida pelo gás, além disso, a pressão é diretamente proporcional à temperatura T.

Veja também: Calor – definição, tipos, propagação, relaçao com temperatura e exercícios

Transformação isobárica - pressão constante

Os gases ideais podem sofrer transformações de estado termodinâmico e manter sua pressão constante. Essas transformações são conhecidas como isobáricas. As transformações isobáricas são descritas pela lei de Charles e Gay-Lussac, observe:

Vi e Ti – volume e temperatura iniciais

VF e TF – volume e temperatura finais

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Volume

O volume V do gás é medido pelo espaço médio que esse gás ocupa. Nas condições normais de temperatura e pressão (25 ºC e 1 atm), um mol de gás ideal ocupa o volume de 22,4 l.

Transformação isovolumétrica - volume constante

Quando um gás ideal sofre uma transformação a volume constante, dizemos que houve uma transformação isovolumétrica, isométrica ou isocórica. Esse tipo de transformação ocorre em gases confinados em recipientes rígidos, que não são capazes de expandir-se ou contrair-se.

As transformações isovolumétricas são descritas pela segunda lei de Charles e Gay-Lussac:

Pi e Ti – pressão e temperatura iniciais

PF e TF – pressão e temperatura finais

Temperatura

A temperatura de um corpo é a expressão macroscópica da movimentação de seus átomos e moléculas. Quanto maior for a agitação dos átomos ou, em outras palavras, quanto maior for a velocidade média dos átomos, maior será a temperatura do corpo. É importante relembrar que, no estudo dos gases, a temperatura dos gases deve ser medida em kelvin.

Veja também:  Curiosidades sobre velocidade! Você sabe a velocidade da corrente elétrica?

Transformação isotérmica - temperatura constante

Quando um gás ideal passa por uma transformação em que a sua temperatura permanece constante, dizemos que ele passou por uma transformação isotérmica. A transformação isotérmica é definida pela lei de Boyle-Mariotte:

Pi e Vi – pressão e volume iniciais

PF e VF – pressão e volume finais

Número de mols

O número de mols mede a quantidade de partículas contidas em certa porção de matéria. De acordo com a lei de Avogadro, um mol de determinado elemento contém cerca de 6,02.1023 átomos. A quantidade de mols pode ser determinada com base na massa do gás e na massa molar da substância que compõe o gás, observe:

n – número de mols (mol)

m – massa (g)

M – massa molar (g/mol)

Veja também: O micro-ondas causa câncer? Mitos e verdades sobre o micro-ondas

Exercícios resolvidos sobre a equação de Clapeyron

Questão 1) Dois mols de um gás ideal encontram-se à pressão de 2 atm e temperatura de 27 ºC. Determine o volume ocupado por esse gás.

Dados: R = 0,08 atm.l/mol.K

a) 36 l

b) 24 l

c) 50 l

d) 48 l

e) 12 l

Gabarito: Letra b

Resolução:

Primeiramente, precisamos converter a temperatura que está em graus celsius para kelvin, em seguida, para resolver o exercício, usaremos a equação de Clapeyron, observe:

O resultado obtido no cálculo indica que a alternativa correta é a letra b.

Questão 2) Calcule a pressão exercida por 2,0.105 mols de vapor d'água, aquecido à temperatura de 327 ºC. Considere que o vapor d'água, nesse caso, comporta-se aproximadamente como um gás ideal.

Dados:

R = 0,08 atm.l/mol.K

MH = 1 g/mol

MO = 16 g/mol

a) 200 atm

b) 1000 atm

c) 6000 atm

d) 500 atm

e) 120 atm

Gabarito: Letra c

Resolução:

Inicialmente, precisamos descobrir a massa e, consequentemente, o volume de água. Para isso, faremos uso da relação entre massa, massa molar e número de mols, lembrando que a molécula de água é formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio.

Uma vez que a densidade da água é tomada como referência, de modo que 1 g de água ocupe o volume de 1 cm³, descobrimos que o volume de água é de 16.105 cm³. Além disso, cada litro contém o equivalente a 1000 cm³, dessa maneira, o volume total de água é de 1600 l.

Usando o resultado obtido, vamos fazer o cálculo da pressão:

 

Por meio do cálculo, descobrimos que a pressão exercida pelo vapor d'água equivale a 6000 atm, portanto, a alternativa correta é a letra c.

Questão 3) Em relação às transformações termodinâmicas sofridas pelos gases ideais, assinale a alternativa correta:

a) Nas transformações isotérmicas, as trocas de calor entre o gás e suas vizinhanças são nulas.

b) Durante uma transformação isocórica, o volume do gás permanece constante.

c) Nas transformações isobáricas, a variação de pressão ocorre de forma constante.

d) Transformações isotérmicas ocorrem quando a temperatura do corpo muda de maneira uniforme.

e) Durante uma transformação isocórica, o volume do gás muda de acordo com o formato do recipiente.

Gabarito: Letra b

Resolução:

Vamos analisar as alternativas:

a) FALSA – A transformação em que as trocas de calor entre o gás e suas vizinhanças é nula é a adiabática.

b) VERDADEIRA

c) FALSA – Nas transformações isobáricas não ocorrem variações de pressão.

d) FALSA – Nas transformações isotérmicas não ocorrem variações de temperatura.

e) FALSA – O volume do gás permanece inalterado enquanto ele sofre uma transformação isovolumétrica.

Publicado por: Rafael Helerbrock
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

(Uece) Em um gás ideal, a pressão, o volume e a temperatura são relacionados pela equação PV = N.R.T. Para esse gás, a razão entre a pressão e a temperatura é:

a) inversamente proporcional à densidade do gás.

b) não depende da densidade do gás.

c) diretamente proporcional ao quadrado da densidade do gás.

d) diretamente proporcional à densidade do gás.

Questão 2

(FPS-PE) Um balão contendo gás hélio está na temperatura ambiente (T = 20 ºC ≈ 293 K) e na pressão atmosférica (P = 1,0 atm ≈ 10+5 Pascal). O balão contém 2 mols desse gás nobre. Assuma que o gás hélio comporta-se como um gás ideal e que a constante universal dos gases perfeitos vale: R = 8,31 (J/mol.K). Determine o volume aproximado ocupado pelo gás no interior do balão.

a) 0,50 m3

b) 5,00 m3

c) 2,50 m3

d) 10,00 m3

e) 0,05 m3

Mais Questões
Assuntos relacionados
Ilustração de moléculas de gás carbônico. Assim como ele, a maioria dos gases é formada por moléculas
Conceito e Características dos Gases
Saiba mais sobre as principais características que delimitam os gases ideais.
Lei de Dalton
A lei de Dalton para o estudo dos gases perfeitos.
Nas pontes existem emendas que permitem a dilatação do material quando ele sofre aumento de sua temperatura
Coeficientes de dilatação superficial e volumétrica
Conhecendo o coeficiente de dilatação linear é possível determinar o valor dos coeficientes de dilatação superficial e volumétrica.
Qual é a densidade relativa entre o gás hélio e o ar?
Densidade Relativa dos Gases
Entenda o que é densidade relativa dos gases e veja a dedução de três fórmulas que podem ser usadas para calcular essa grandeza.
O termômetro é o equipamento usado para medir a temperatura
Temperatura como variável de estado dos gases
Entenda o que é temperatura, como ela é medida, por que ela é considerada uma variável de estado dos gases e como ocorre essa variação.
Gás ideal
Você sabe o que é um gás ideal? Conheça as suas características, descubra o que é a lei geral dos gases e confira ainda exercícios resolvidos sobre o tema.
Sistema Termicamente Isolado
Sistema Termicamente Isolado, o que é um Sistema Termicamente Isolado, a soma das quantidades de calor, as trocas de calor expressas algebricamente.
Máquina a vapor.
O calor também é energia
Utilizando o calor para a produção de energia.
A geladeira é uma máquina térmica que opera em um ciclo fechado
Eficiência de uma máquina térmica cíclica
Eficiência de uma máquina térmica é a razão do trabalho efetuado pelo calor recebido da fonte quente.
Aquecedor solar com um reservatório de capacidade de 200 litros
Coletor solar
Veja aqui o que é um coletor solar de energia e sua aplicação na vida cotidiana.
Gases se movendo de forma desordenada e aleatória
Teoria Cinética dos Gases
Clique aqui e aprenda em que consiste a teoria cinética dos gases!
Charles e Gay-Lussac foram dois cientistas franceses que estudaram as transformações isocóricas, criando a Lei que leva seus nomes
Transformação isocórica ou isovolumétrica
Transformação isocórica ocorre quando o volume e a massa de um gás são mantidos estáveis e sua temperatura e sua pressão variam.