Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia Física
  4. Formas de relevo

Formas de relevo

Conforme as suas fisionomias, a superfície é dividida em quatro formas de relevo: montanhas, planaltos, planícies e depressões.

O relevo é a expressão e a modelagem da superfície terrestre, um resultado de uma infinidade de acontecimentos que marcaram a história geológica da Terra, que se encontra em constante dinamismo e transformação. Assim, ele expressa a sua história pelos seus desníveis, suas diferenças de altitudes, suas fisionomias e todos os elementos que compõem e dão forma às paisagens.

Para melhor compreendermos a estrutura da superfície, foi elaborada uma classificação responsável pela divisão do modelado terrestre em quatro diferentes formas de relevo, a saber: montanhas, planaltos, planícies e depressões. Essas tipificações são importantes não apenas para o entendimento do meio natural, mas da sua influência sobre as atividades humanas.

Montanhas

As montanhas são um tipo de relevo caracterizado pelas suas acentuadas elevações, ou seja, é a parte da superfície que apresenta as maiores altitudes e as mais intensas declividades. Quando elas apresentam-se em um conjunto extenso, recebem o nome de cadeias montanhosas, que também podem ser chamadas de cordilheiras.

Machu Picchu (Peru). Paisagem localizada nas montanhas da Cordilheira dos Andes
Machu Picchu (Peru). Paisagem localizada nas montanhas da Cordilheira dos Andes

Existem diferentes processos responsáveis pela formação das montanhas. Por isso, há quatro tipos diferentes, classificados conforme a sua gênese: as vulcânicas, formadas pela ação e composição dos vulcões; as dobradas, que são as mais comuns, sendo formadas pela constituição dos dobramentos terrestres resultantes do tectonismo; as erodidas, formadas a partir da erosão de suas áreas de entorno durante um lento processo de desgaste da superfície; e as falhadas, aquelas que surgem a partir dos falhamentos dos blocos rochosos.

As montanhas dobradas são mais recorrentes porque são as mais jovens, com formação provável durante o período terciário da Era Cenozoica e, portanto, com menos tempo para desgastarem-se e deixarem de ser montanhas. As formações mais famosas são desse tipo, como a Cordilheira do Himalaia, na Ásia; os Andes, na América do Sul; os Alpes, na Europa; e as Rochosas, na América do Norte.

Planaltos

Os planaltos são áreas com uma relativa altitude e uma superfície mais ou menos plana, com limites bem nítidos, estes geralmente constituídos por escarpas ou serras. Apesar de serem entendidos como áreas planas, suas superfícies são mais acidentadas do que as das planícies, com um maior número de serras e ondulações em suas paisagens, além de ser o tipo de relevo onde encontramos as chapadas.

Chapada Diamantina (BA), um clássico exemplo da constituição dos planaltos
Chapada Diamantina (BA), um clássico exemplo da constituição dos planaltos

Os planaltos, por serem geralmente mais altos dos que as planícies, apresentam o predomínio de processos erosivos. Isso quer dizer que o desgaste do solo é maior do que o acúmulo de sedimentos, que costuma deslocar-se para áreas mais baixas. Quase sempre os planaltos estão cercados por depressões relativas, tal como costuma ocorrer no território brasileiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Existem três tipos de planaltos: aqueles formados por rochas de origem vulcânica, os basálticos; aqueles constituídos por rochas metamórficas e magmáticas intrusivas, os cristalinos; e aqueles formados por rochas do tipo sedimentar, os sedimentares.

Planícies

São áreas com uma fisionomia plana, ou seja, com uma paisagem menos acidentada, que, por possuírem altitudes menores do que os dois tipos anteriormente apresentados, recebem uma grande quantidade de sedimentos. Estes são provenientes do desgaste de outras formas de relevo.

Em áreas de planície, os rios costumam apresentar mais “curvas”, chamadas de meandros
Em áreas de planície, os rios costumam apresentar mais “curvas”, chamadas de meandros

As planícies são, em geral, o tipo de relevo mais propício para a ocupação humana. No entanto, em regiões próximas a grandes cursos d'água, existem os riscos de enchentes, haja vista que os rios, em períodos de cheia, podem expandir-se muito rapidamente sobre vastas áreas, pois não há uma declividade muito acentuada no relevo capaz de deslocar rapidamente as águas para outras áreas. Essa ocorrência é chamada de planícies de inundação.

Em geral, as planícies costumam ser litorâneas, embora nem toda área de litoral constitua uma planície, e fluviais, próximas a leitos de rios. Uma planície fluvial muito conhecida no Brasil e no mundo é a do Rio Amazonas, que, por ser quase que totalmente plana, possui um baixo potencial hidroelétrico, uma vez que a declividade e a velocidade da água são baixas.

Depressões

São regiões que apresentam, quase sempre, pequenas altitudes e que são mais baixas do que o nível do mar ou a região em seu entorno. Possuem, geralmente, uma superfície plana ou côncava, uma vez que passaram por um longo período de erosão e que agora se caracterizam pela predominância do acúmulo de sedimentos provenientes das regiões circundantes.

Imagem de satélite do Mar Cáspio, depressão absoluta com 92 metros abaixo do nível do mar
Imagem de satélite do Mar Cáspio, depressão absoluta com 92 metros abaixo do nível do mar

Existem dois tipos de depressões: as absolutas, que são aquelas que se encontram abaixo do nível do mar, a exemplo da região do Mar Morto, a maior depressão absoluta do mundo; e as relativas, aquelas que são mais baixas do que o relevo ao seu redor.

A formação das depressões costuma acontecer de duas formas: a primeira é pelo seu desgaste ou erosão ao longo de milhares de anos, o que é causado pela sua composição menos resistente do que a de outras áreas, e a segunda é pelos movimentos epirogenéticos da Terra, quando uma região lentamente “afunda” em razão das forças endógenas do planeta.

O relevo é a representação da dinâmica natural do planeta Terra
O relevo é a representação da dinâmica natural do planeta Terra
Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Assinale a alternativa que indica as formas de relevo onde predominam os processos de erosão em detrimento do acúmulo da sedimentação:

a) Montanhas e planaltos

b) Planícies e depressões

c) Planícies e planaltos

d) Montanhas e planícies

e) Planaltos e depressões

Questão 2

 “No território brasileiro, as estruturas e as formações litológicas são antigas, mas as formas do relevo são recentes. Estas foram produzidas pelos desgastes erosivos que sempre ocorreram e continuam ocorrendo, e com isso estão permanentemente sendo reafeiçoadas”.

(ROSS, J. S. (org). Geografia do Brasil. 5ª ed. EdUSP, 2005. p.45).

Conforme as descrições realizadas pelo texto acima, o relevo brasileiro é de origem antiga, sendo muito trabalhado pelos agentes exógenos de modelagem. Essa dinâmica implica:

a) na constituição de formações orogenéticas

b) na ausência de cadeias montanhosas no território nacional

c) na existência de imensas áreas de planície

d) na elevada amplitude altimétrica do país

e) nas zonas de planalto ao longo do leito do rio Amazonas

Mais Questões
Assuntos relacionados
Chapada Diamantina, localizada em uma região de planalto no Nordeste brasileiro
Relevo brasileiro
Clique e conheça as principais características do relevo brasileiro!
Planície do Pampa, localizada entre Brasil e Argentina
Planícies
Aprenda mais sobre a forma de relevo conhecida como planície, que é encontrada não só em território brasileiro, mas também em todo o mundo. Este texto abordará a definição de planície, os processos que a originaram e suas particularidades. Venha conhecer também a maior planície alagável do mundo.
Vegetações Mundiais
Vegetações mundiais, Quais são os tipos de Vegetações mundiais, Onde se desenvolvem as Vegetações mundiais, Vegetações mundiais e os climas, As características das Vegetações mundiais, Vegetações mundiais e umidade.
Floresta influenciada pelo clima equatorial
Climas do Mundo
Climas do Mundo, Os tipos de Climas do Mundo, Clima equatorial no Mundo, Clima tropical no Mundo, Clima subtropical no Mundo, Clima temperado no Mundo, Clima desértico no Mundo, Clima mediterrâneo no Mundo, Clima semi-árido no Mundo, Clima subtropical no Mundo.
Aspectos fisionômicos característicos dos Mares de Morro
Domínio dos Mares de Morro
Conheça o domínio morfoclimático dos Mares de Morro, localizado ao longo do litoral brasileiro e reconhecido por abrigar a Mata Atlântica.
Os agentes externos modificam e ajudam a esculpir as paisagens e suas formas
Agentes exógenos do relevo
Entenda o que é e quais são os agentes exógenos do relevo, também conhecidos como agentes erosivos ou intempéricos.
Registros históricos da ocupação humana em relevos pouco favoráveis em Machu Picchu, Peru
Relevo e sociedade
Como os elementos estruturais da natureza condicionam a nossa vivência? Compreenda a dinâmica existente entre relevo e sociedade!
Mar Cáspio, localizado entre o continente europeu e o continente asiático, é um exemplo de depressão.
Depressões
Aprenda um pouco mais sobre o tipo de relevo conhecido como depressão. No conteúdo do texto a seguir, você poderá encontrar não só a definição de depressão, como também as suas classificações, processos que a originam, as principais curiosidades sobre esse tipo de relevo e onde se localizam no Brasil e no mundo.
Os elementos que compõem a Biosfera.
A Biosfera
Biosfera, O que é a Biosfera, Os aspectos favoráveis a vida na Biosfera, A Biosfera e seus elementos, A constituição da Biosfera, Biosfera esfera da vida.
América Central
América Central
América Central, características da América Central, problemas enfrentados pelos países da América Central, economia, clima, Estados Unidos da América Central.
Placa alertando para o perigo de um tsunami, na Tailândia
Tsunami
Você sabe como se forma um tsunami? Clique aqui e descubra essa e outras informações sobre esse fenômeno!
Cadeias de montanhas apresentam uma menor pressão atmosférica
Pressão atmosférica
A pressão atmosférica e os elementos que interferem em suas variações.