Whatsapp icon Whatsapp

Planícies

Planícies representam formas de relevo situadas a poucos metros do nível do mar. Normalmente suas superfícies são planas e pouco acidentadas, compondo áreas de sedimentação.
Planície do Pampa, localizada entre Brasil e Argentina
Planície do Pampa, localizada entre Brasil e Argentina

Planície é uma categoria de relevo relativamente recente que se localiza em regiões de baixas altitudes, geralmente próximas ao nível do mar. Suas superfícies são pouco acidentadas e normalmente planas. Forma-se pelo acúmulo de sedimentos provenientes de áreas mais altas que a rodeiam.

Em geral, as planícies podem ser classificadas em três tipos de acordo com a sua formação:

1. Planícies aluviais ou fluviais: são formadas pelo depósito de sedimentos transportados por rios.

2. Planícies lacustres: são formadas quando há acúmulo de sedimentos em lagos.

3. Planícies costeiras: são formadas pelo transporte de sedimentos por meio de águas marinhas.

Planícies são originárias de regiões de bacias sedimentares recentes, portanto, possuem origem sedimentar. Essa localização indica que esse tipo de relevo origina-se por meio de processos de acúmulo de sedimentos (detritos originados por processos de desgaste das rochas). Isso significa que a sedimentação supera a erosão.

As áreas de planícies geralmente se encontram cercadas por áreas de maior nível altimétrico (maior altitude). Essas áreas mais altas sofrem intenso processo de erosão e, consequentemente, fornecem sedimentos para as áreas mais baixas, originando assim as planícies.


Curiosidades

As planícies são consideradas formas de relevo em construção. Diferentemente dos planaltos, que são considerados relevos em destruição. Isso acontece porque, em áreas mais baixas, como as planícies, o processo de sedimentação excede o processo de erosão. Formadas na Era Cenozoica, as planícies são considerados relevos de origem recente.


Principais planícies do mundo

Espalhadas pelo mundo, algumas planícies são bastante conhecidas e possuem paisagens exuberantes. São exemplos de planícies no mundo:

1. Grande Planície, localizada no continente europeu;

2. Planície da Bacia do Congo, no continente africano;

3. Planície da Austrália, na Oceania;

4. Grandes Planícies, localizadas nos Estados Unidos;

5. Planície Mesopotâmica, no continente asiático;

6. Planície do Pantanal e Planície Amazônica, destaques da América do Sul;

Na Bolívia, encontra-se o Solar de Uyuni, a maior planície de sal do planeta. Está localizada perto da Cordilheira dos Andes e possui nível altimétrico acima dos 3000 metros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Solar de Uyuni, a maior planície de sal do planeta.


Planícies no Brasil

Destacam-se no Brasil duas grandes planícies: a Planície Amazônica e a Planície do Pantanal. Porém, é válido lembrar que essa unidade de relevo não é a mais encontrada no território brasileiro.

Planície Amazônica

Situada na região Norte do Brasil, a Planície Amazônica era considerada uma das maiores planícies do mundo, mas sua área foi dividida em diversas unidades de planaltos, planícies e depressões. Seu 1,6 milhão de quilômetros quadrados poderia ser considerado planície, pois possui origem sedimentar. Levando em consideração o nível altimétrico, também se classificaria como uma planície. Todavia, nessa área, os processos erosivos sobrepõem-se aos de sedimentação, o que não é característico de áreas de planície. Assim, foram consideradas planícies apenas as áreas que margeiam o curso dos grandes rios.


Planície Amazônica, localizada na região Norte do Brasil.


Planície do Pantanal

Possui origem sedimentar e é formada pelo acúmulo de sedimentos aluviais da Bacia do Alto Paraguai. Compreende os territórios dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Segundo Ross & Silva (1982)1, resultante de processos erosivos e consequente acúmulo de sedimentos, essa região caracteriza-se por ser um relevo plano e por possuir uma rede hidrográfica bastante complexa.


Planície do Pantanal, localizada nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul


 

___________________________________
1ROSS, J. L. S.; SANTOS, L. M. Geomorfologia. In: BRASIL. Ministério das Minas e Energia. Secretaria Geral. Projeto RADAMBRASIL. Folha SD. 21 – Cuiabá: Geologia, Geomorfologia, Pedologia, Vegetação e Uso potencial da terra. Rio de Janeiro, 1982. p. 193 - 256.

Publicado por Rafaela Sousa

Artigos Relacionados

Bacias Sedimentares
O conceito, a formação, as características e a importância das bacias sedimentares.
Formas de relevo
Saiba quais são as grandes formas de relevo existentes na superfície terrestre e veja suas características. Conheça as principais formas de relevo do Brasil.
Lua
Saiba quais são as características físicas da Lua. Veja qual é a teoria mais aceita quanto à sua formação. Entenda a influência desse satélite natural no planeta Terra.
Mar Mediterrâneo
Clique aqui e conheça os países banhados pelo mar Mediterrâneo!
Planeta Vênus
Clique para conhecer as principais características do planeta Vênus!
Relevo brasileiro
Clique aqui, saiba quais são as principais características geomorfológicas do Brasil e conheça as formas de relevo que ocorrem ao longo do território brasileiro.
Rochas Ígneas
Conheça as principais características e as classificações das rochas ígneas, também chamadas de magmáticas.
Solo
Clique e veja detalhes do processo de formação e composição dos solos. Entenda a composição dos solos, como evoluem e quais os tipos mais comuns no Brasil.
Terremotos
Clique aqui e leia sobre os terremotos. Veja sobre as principais causas e consequências dos tremores de terra que ocorrem ao longo de toda a superfície mundial.
Tundra
Conheça as características geográficas da tundra, bioma marcado pelas baixíssimas temperaturas. Entenda a diferença entre a tundra ártica e a alpina.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!