Whatsapp icon Whatsapp

Fósseis

Os fósseis são formados por restos de matérias orgânicas, como vegetais e animais, que ficam conservados ao longo dos anos, especialmente nas chamadas rochas sedimentares.
Fóssil de dinossauro (Tyrannosaurus Rex) encontrado por arqueólogos, como forma de evidenciar a importância dos fósseis.
Os fósseis são importantes para entender a evolução da vida no planeta.

Os fósseis são restos de animais e/ou plantas depositados ao longo de muitos anos e encontrados na superfície terrestre. A formação deles ocorre por meio da ação de diferentes agentes, com destaque para as questões climáticas do meio e as estruturas morfológicas dos materiais. A importância dos estudos dos fósseis está atrelada à análise da evolução da vida no planeta ao longo dos anos.

Leia também: Quais são as principais evidências da evolução?

Resumo sobre os fósseis

  • Os fósseis são constituídos de matérias orgânicas que ficam preservadas ao longo de muitos anos na superfície terrestre.

  • Sua formação se dá pela atuação de processos naturais, como as condições climáticas globais e as estruturas morfológicas dos seres vivos.

  • Os fósseis são comumente classificados em dois grandes grupos conforme as suas características: somatofóssil e icnofóssil.

  • Sua importância se dá pelo registro histórico e biológico do conjunto de seres vivos que habitou o planeta em tempos remotos.

  • O Brasil registrou, ao longo de diversos anos de estudos paleontológicos, uma infinidade de fósseis.

Como ocorre a formação dos fósseis?

Os fósseis são oriundos de matéria orgânica, como restos de animais e/ou plantas, ou, ainda, de vestígios de atividades dos seres vivos, como pegadas que ficam preservadas ao longo de muitos anos na superfície terrestre. Eles são encontrados em diversas superfícies, com destaque para as rochas formadas por processos geológicos sedimentares.

A formação dos fósseis acontece pela atuação de processos naturais, com destaque para as condições climáticas globais e as estruturas morfológicas dos seres vivos. Tradicionalmente, as estruturas mais resistentes, como ossos e dentes, preservam-se com maior facilidade, especialmente em ambientes naturais favoráveis, como gelo e âmbar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O processo de fossilização é fundamental para entender a lógica de preservação do possível resto de animal e/ou vegetal e, ainda, iniciar a datação da idade desse fóssil. A formação desses componentes também varia conforme as características físicas, químicas e biológicas do ambiente, assim como fatores que podem influenciar na sua conservação, especialmente questões naturais. Observe a imagem abaixo:

Ilustração do processo de formação de um fóssil de dinossauro.
Exemplo de formação de um fóssil.

O ser vivo, nesse caso um dinossauro, após a sua morte, sofreu com a atuação de diversos agentes climáticos e geomorfológicos. As estruturas mais resistentes do dinossauro em questão, como os ossos, ficaram preservadas na superfície terrestre. Os processos de sedimentação encarregam-se de preservar essas estruturas ao longo de milhares de anos, mesmo com a interferência de elementos do clima, do relevo, da vegetação e até mesmo da hidrografia. Posteriormente, os fósseis são encontrados dispostos na superfície terrestre, muitos deles com elevado nível de preservação de suas estruturas.

Tipos de fósseis

Os fósseis são comumente classificados em dois grandes grupos conforme as suas características de formação. São eles:

  • Somatofósseis: formados por meio de estruturas dos organismos, como ossos, cascos, dentes, troncos e folhas.

Fóssil de uma tartaruga e fóssil de uma folha como exemplos de somatofósseis, um dos tipos de fósseis.
Ossos, cascos e folhas são exemplos de somatofósseis.
  • Icnofósseis: formados por marcas de atividade, especialmente, animal, como pegadas, rastros e marcas de dentes.

Fóssil de uma pegada e fóssil de um rastro como exemplos de icnofósseis.
Pegadas e astros são exemplos de icnofósseis.

Onde os fósseis são encontrados?

Os fósseis são encontrados em diferentes superfícies do planeta. Esses restos de animais e/ou vegetais são encontrados tradicionalmente em rochas sedimentares, distribuídas em diversas formações geomorfológicas e geológicas do planeta. Essas rochas são formadas prioritariamente pelo processo de sedimentação e deposição de sedimentos, logo, são muito suscetíveis às ações naturais do meio, como as questões climáticas.

Qual a importância dos fósseis?

Os fósseis são importantes, pois são um registro histórico e biológico do conjunto de seres vivos que habitou o planeta em tempos remotos. O estudo sobre eles permite a reconstrução do cenário ambiental global e, por consequência, o melhor entendimento das espécies animais e vegetais que habitaram a superfície terrestre.

Ademais, esse estudo permite a identificação de estruturas morfológicas dos seres vivos do passado e, logo, a análise do processo de evolução da vida no planeta. O estudo dos fósseis possibilita ainda a compreensão das diferentes mudanças naturais registradas no planeta, com enfoque na dinâmica ambiental.

Veja também: Como se deu a formação da Terra e dos seres vivos?

Fósseis no Brasil

O Brasil tem um vasto território, caracterizado pela ampla dimensão latitudinal e pela diversidade de características geográficas. Ao longo dos anos de estudos paleontológicos, o país registrou uma infinidade de registros de fósseis, com destaque para estudos de espécies animais e vegetais do passado, como os dinossauros.

Há diversas regiões brasileiras reconhecidas pela descoberta e pelo estudo de fósseis, como localidades dos estados de Minas Gerais e Piauí. Os estudos dos fósseis no Brasil permitem avaliar a dinâmica da flora e da fauna que habitaram o país em tempos remotos e, ainda, entender melhor as dinâmicas climáticas e ambientais que ocorreram no território nacional ao longo dos anos.

Museu dos Dinossauros de Peirópolis, em Uberaba, no estado de Minas Gerais, onde há muitos registros de fósseis.
Há diversos museus de paleontologia no Brasil, como o Museu dos Dinossauros de Peirópolis, em Uberaba, no estado de Minas Gerais. [1]

Curiosidades sobre os fósseis

  • O termo fóssil tem origem na língua latina, mais precisamente na palavra fossilis, que indica “tirado da terra”.

  • São considerados fósseis os vestígios datados de 11 mil anos atrás, ou seja, oriundos do período geológico anterior ao Holoceno.

  • A paleontologia é a ciência que estuda os fósseis. Ela é dividida em diversas áreas, como a paleozoologia (estudo dos fósseis animais) e paleobotânica (estudo dos fósseis vegetais).

  • Os fósseis encontrados na superfície terrestre são comumente expostos em museus e centros de história natural de diversas localidades do planeta.

Crédito de imagem

[1] Samuel Ericksen / Shutterstock

Publicado por Mateus Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

07 de Março - Dia do Paleontólogo
Você sabe por que 07 de Março é o Dia do Paleontólogo e por que essa data foi escolhida? Clique aqui e saiba mais sobre essa importante data e entenda o papel do paleontólogo para a Ciência e os diferentes estudos que ele pode realizar. Descubra também a diferença entre o paleontólogo e o arqueólogo!
A formação da Terra e os seres vivos
A formação da Terra e os seres vivos, Como se formou o planeta Terra, Quais foram as evoluções ocorridas no planeta Terra, Quando surgiu a atmosfera, Onde surgiu a vida na Terra, Quando surgiu as cadeias de montanhas, As alterações climáticas ocorridas no planeta Terra.
Datação de fósseis
Datação de fósseis, arqueologia, idade de um fóssil, Carbono 14, Carbono 12, bombardeio de raios cósmicos, carbono radioativo, radioisótopo, meia-vida do carbono.
El Niño
Saiba quais são as principais características do fenômeno El Niño. Veja detalhes sobre as causas e as consequências desse fenômeno climático em nível mundial.
Eras geológicas
Saiba quais são as eras geológicas da Terra. Veja um resumo sobre as principais características que marcam as grandes eras geológicas terrestres.
Escala de tempo geológico
Você sabia que tempo geológico é diferente de tempo histórico? Clique aqui e entenda como se estrutura a temporalidade do planeta Terra!
Evidências da evolução
Conheça as principais evidências da evolução e entenda por que as teorias evolutivas são tão aceitas atualmente pela comunidade científica.
Teorias evolucionistas
Entenda o que são as teorias evolucionistas e conheça as diferenças entre as teorias evolutivas de Lamarck, Darwin e o neodarwinismo.
video icon
"Sistema Reprodutor Feminino" escrito sobre fundo azul ao lado da ilustração de um corpo feminino
Biologia
Sistema Reprodutor Feminino
Sobre os sistemas reprodutores, podemos concordar que o feminino apresenta uma organização muito mais simples se comparado com o masculino e podemos dizer que é perfeito. Um sistema responsável por produzir um gameta e acomodar todo o processo de desenvolvimento de um bebê só podia estar presente nas mulheres. O sistema reprodutor feminino é formado por órgãos internos e estruturas externas, e possui pouca relação com o sistema excretor.