Whatsapp icon Whatsapp

Aliteração

É entendida como aliteração a repetição de fonemas consonantais no texto para estabelecer efeitos sonoros. A aliteração é uma figura de linguagem muito utilizada em textos versificados, mas também em textos em prosa. Diferente da aliteração, a assonância é a figura de linguagem que estabelece efeitos sonoros por meio da repetição de sons vocálicos.

Leia também: Paradoxo – figura de linguagem que expressa ideias contrastantes e contraditórias

O que é aliteração?

A aliteração é uma figura de linguagem que consiste na repetição de fonemas consonantais ou sílabas, para remeter a um som e estabelecer efeitos sonoros específicos no texto. Trata-se de um recurso linguístico muito utilizado em poemas ou letras de música, mas também pode ocorrer em textos em prosa.

A aliteração é uma figura de linguagem que consiste na repetição de fonemas consonantais.
A aliteração é uma figura de linguagem que consiste na repetição de fonemas consonantais.

Observe os exemplos abaixo:

“A brisa do Brasil beija a balança.”

(Castro Alves, em Navio Negreiro)

Note a repetição do fonema /b/. Trata-se de um efeito sonoro, marca do escritor Castro Alves, que traz plasticidade ao texto, ou seja, a repetição do fonema compõe o efeito de sentido da obra.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja outro exemplo de aliteração:

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem

que já vem, que já vem, que já vem…”

(Chico Buarque, em Pedro Penseiro)

Note que a repetição dos fonemas no primeiro verso reafirma o fato de que Pedro é um trabalhador que está pensando na vida enquanto aguarda o trem. Assim, fica evidente o efeito de sentido que a aliteração quer estabelecer nesse trecho da música de Chico Buarque.

A aliteração também ocorre em textos em prosa. Veja o exemplo abaixo, extraído do texto “Mundo Moderno”, escrito por Chico Anysio:

Meu monólogo mostra mentiras, mazelas, misérias, massacres, miscigenação, mortinio – maior maldade mundial. Ela ocorre logo após a abertura: Mundo moderno, marco malévolo, mesclando mentiras […]. E tem esta conclusão: Merecemos. Maldito mundo moderno, mundinho.”

Aliteração e assonância

Enquanto a aliteração é a repetição de sons consonantais, a assonância promove repetições de sons vocálicos, especialmente as sílabas tônicas.

Veja o exemplo:

Sugar Cane Fields Forever

[…] Sou um mulato nato

No sentido lato

Mulato democrático do litoral […]

VELOSO, Caetano. Sugar Cane Fields Forever

No trecho da música de Caetano Veloso, temos a repetição do fonema / a /, configurando, assim, a assonância. No mesmo texto, temos a repetição do fonema / t /, o que configura aliteração.

Veja também: Pleonasmo – recurso linguístico que traz uma repetição de ideias ou de palavras

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (UFPA)

Tecendo a manhã

Um galo sozinho não tece uma manhã:

ele precisará sempre de outros galos.

De um que apanhe o grito que um galo antes

e o lance a outro; e de outros galos

que com muitos outros galos se cruzem

os fios de sol de seus gritos de galo,

para que a manhã, desde uma teia tênue,

se vá tecendo, entre todos os galos.

se encorpando em tela, entre todos,

se erguendo tenda, onde entrem todos,

se entretendendo para todos, no toldo

(a manhã) que plana livre de armação.

A manhã, toldo de um tecido tão aéreo

que, tecido, se eleva por si: luz balão.

(MELO, João Cabral de. In: Poesias Completas. Rio de Janeiro, José Olympio, 1979)

Nos versos

“E se encorpando em tela, entre todos,

se erguendo tenda, onde entrem todos,

se entretendendo para todos, no toldo…”

tem-se exemplo de:

A) eufemismo.

B) antítese.

C) aliteração.

D) silepse.

D) sinestesia.

Resolução

Alternativa C. Aliteração — observe a repetição do fonema /t/.

Questão 2 – (FAU-Santos) Nos versos:

“Bomba atômica que aterra

Pomba atônita da paz

Pomba tonta, bomba atômica…”

A repetição de determinados elementos fônicos é um recurso estilístico denominado:

A) hiperbibasmo.

B) sinédoque.

C) metonímia.

D) aliteração.

E) metáfora.

Resolução

Alternativa D. Aliteração é a figura de som que estabelece repetição de fonemas consonantais. 

Publicado por Marcelo Sartel

Artigos Relacionados

Antítese
Aprenda o que é a antítese. Conheça seus usos no texto, e descubra qual a diferença entre ela e o paradoxo. Resolva os exercícios sobre o tema.
Anáfora
Conheça a anáfora e quais as suas características e funções, como repetição ou retomada, e veja exemplos dos diferentes tipos de aplicações dessa ferramenta.
Assonância
Aprenda mais sobre assonância e veja exemplos dessa figura de linguagem. Entenda a diferença entre assonância e aliteração. Resolva os exercícios sobre o tema.
Assíndeto
Aprenda o que é assíndeto e como essa figura de linguagem pode afetar o texto. Entenda a diferença entre assíndeto e polissíndeto. Resolva os exercícios propostos.
Comparação
Veja exemplos de comparação, bem como entenda a diferença entre comparação e metáfora e o que são símiles híbridas.
Eufemismo
Entenda o que é o eufemismo e saiba quando ele é usado. Veja alguns exemplos dessa figura de linguagem.
As figuras sonoras combinam os sons às palavras, provocando no leitor uma experiência auditiva extremamente agradável
Figuras sonoras
Quer saber o que são as figuras sonoras? Clique aqui e sinta o som das palavras!
Hipérbato
Clique e veja tudo sobre o hipérbato. Confira exemplos e entenda os valores semânticos dessa figura de linguagem.
A Hipérbole faz um exagero quando manipula o sentido das palavras
Hipérbole
Conheça a hipérbole, figura de linguagem que ocorre quando nos referimos a algo de modo exagerado. Esse recurso estilístico provoca alterações no campo dos significados (semântico), ou seja, há uma manipulação do sentido das palavras e das expressões. Saiba mais no texto!
Onomatopeia
Descubra o que são onomatopeias e para que essas palavras servem. Entenda como elas afetam o discurso, e veja exemplos de seu uso em diversos tipos de textos.
Paradoxo
Entenda o que é o paradoxo. Conheça quais os tipos de paradoxo que existem, e saiba o que diferencia essa figura da linguagem da antítese.
Paronomásia
Aprenda o que é a paronomásia e como palavras parônimas são utilizadas nessa figura de linguagem. Veja exemplos e pratique com exercícios!
O vício de linguagem é resultado da falta de atenção ou do desconhecimento por parte do usuário da língua, e pode gerar ruído na comunicação.
Vícios de linguagem
Entenda o que são os vícios de linguagem. Saiba como eles são classificados. Veja alguns exemplos. Faça exercícios para fixar o conteúdo.
Zeugma
Saiba o que é zeugma. Observe os exemplos dessa figura de linguagem. Conheça as diferenças entre zeugma e elipse. Resolva as questões sobre o assunto.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.