União Ibérica

Com o desaparecimento de Dom Sebastião durante suas lutas contra os mouros no Norte da África, uma grave crise sucessória abalou a estabilidade política do governo português e, conseqüentemente, a administração colonial brasileira. Como Dom Sebastião não possuía herdeiros diretos, o cardeal Dom Henrique, tio-avô de Dom Sebastião, foi aclamado novo rei português.

Em 1580, Dom Henrique morreu e, assim como seu predecessor, não deixou herdeiros diretos ao trono. Observando a instabilidade política de Portugal, o rei espanhol Filipe II, tio de Dom Sebastião, aproveitou da situação para unir as coroas dos dois países. Buscando ampliar os ganhos da empresa colonial espanhola, Filipe II chegou ao poder sem a resistência da burguesia mercantil portuguesa, que temia a perda de seus privilégios comerciais.

Com a nova conquista, além de fortalecer a economia espanhola, o rei espanhol pretendia ampliar sua influência sob as disputas comerciais no Oceano Atlântico e no Mar Mediterrâneo. Além disso, a incorporação dos territórios coloniais portugueses aumentou o prestígio do rei espanhol junto à Igreja. Com a centralização de poder, a Espanha se tornou a principal responsável pela expansão da fé católica no Novo Mundo.

Um dos principais desdobramentos da presença espanhola foi a expansão territorial e a dinamização das atividades econômicas na colônia. Nesse período, as incursões dos bandeirantes pelo sertão se tornaram mais constantes e a atividades agropecuárias ampliaram os domínios da sociedade colonial. Além disso, o domínio espanhol incentivou a invasão holandesa na região nordeste. Tal processo de ocupação se deu quando a Espanha proibiu os comerciantes holandeses de participarem na produção e distribuição do açúcar brasileiro.

Para facilitar a administração dos novos territórios coloniais, a Coroa Espanhola dividiu, em 1621, a colônia brasileira em duas unidades administrativas. A primeira seria o Maranhão, com capital em São Luís; e a segunda o Brasil, com sede em Salvador. Assim foram criadas duas novas colônias e seus respectivos governadores estavam subordinados aos interesses da Espanha. O movimento de Restauração, de 1640, promoveu um conflito entre Portugal e Espanha que encerrou a chamada União Ibérica.

Com o fim do domínio espanhol, Portugal e Espanha tiveram que estabelecer uma série de acordos diplomáticos para redefinirem os limites dos territórios colônias de ambos os países. O mais importantes deles foi o Tratado de Madri (1750) que definiu o princípio de uti possidetis (quem tem a posse, tem o domínio) para resolver as questões fronteiriças entre as duas metrópoles.


Por Rainer Sousa
Mestre em História

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Filipe II, o rei que uniu as coroas portuguesa e espanhola.
Filipe II, o rei que uniu as coroas portuguesa e espanhola.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Pecuária, uma das atividades desenvolvidas durante o renascimento agrícola.
Renascimento Agrícola
História Colonial, Brasil Colônia, História Econômica do Brasil, Renascimento Agrícola, cana-de-açúcar, algodão, Revolução industrial, pecuária, Inglaterra, técnicas rudimentares, uso indiscriminado do solo.
As mulas atravessavam longas estradas transportando a riqueza produzida na colônia.
Os tropeiros
A ação de viajantes que cortavam a colônia no lombo das mulas.
A inquisição atuou no Brasil perseguindo aqueles que eram considerados hereges.
Inquisição no Brasil
Clique aqui e entenda o que foi o tribunal da inquisição no Brasil.
D. João VI, rei de Portugal que transferiu a Corte para o Brasil em 1807-1808*
Período joanino
Entenda as transformações ocorridas no Brasil durante o Período Joanino, iniciado com a transferência da Corte portuguesa em 1808.
O Pacto colonial foi firmado entre metrópoles europeias e colônias americanas
Pacto Colonial
Saiba o que era e que importância tinha o Pacto Colonial no contexto da política econômica mercantilista.
Estátua em homenagem a D. Nuno Álvares Pereira, líder das tropas portuguesas na Batalha de Aljubarrota.*
Revolução de Avis
Clique neste link para ter acesso a este texto que trata sobre um importante momento da história portuguesa: a Revolução de Avis. Entenda o que foi esse acontecimento e como a crise dinástica de 1383 deu início a essa revolução, a qual inaugurou o domínio da dinastia de Avis sobre Portugal.
Maurício de Nassau
Clique e conheça a vida de Maurício de Nassau. Conheça as origens dele e veja suas principais ações como governador-geral da colônia holandesa no Brasil.
Revolta de Beckman
Entenda o que foi a Revolta de Beckman. Veja os detalhes sobre a situação do Maranhão no século XVII. Conheça as causas da revolta e saiba como foi o seu desfecho.
Invasões Holandesas no Brasil
Clique aqui e saiba mais sobre as invasões holandesas no Brasil. Entenda o contexto e os motivos que levaram os holandeses a invadirem o Nordeste brasileiro.
A escravidão no Brasil foi uma instituição cruel que existiu durante mais de 300 anos.
Escravidão no Brasil
Leia este texto e aprenda mais sobre a escravidão no Brasil. Veja sobre a origem dessa instituição, conheça os grupos escravizados e entenda como foi proibida.
O papel desempenhado pela mulher na colônia não se restringe à dominação.
A mulher no mundo colonial
Uma figura que nem sempre esteve fadada ao mando do homem.