Whatsapp icon Whatsapp

Batalha de Waterloo

A Batalha de Waterloo foi travada no dia 18 de junho de 1815 e foi a última batalha do que ficou conhecido como período napoleônico. Nela Napoleão lutou contra tropas inglesas e prussianas e foi derrotado quando um de seus comandantes cometeu um grave erro. Depois da derrota, foi enviado para o seu segundo exílio, onde faleceu, em 1821.

Acesse também: Coroação de Napoleão Bonaparte

Contexto

A Batalha de Waterloo marcou a decadência definitiva de Napoleão Bonaparte, cujo fim teve como ponto de partida o ano de 1812. Até então, Napoleão Bonaparte gozava do auge do seu poder e expandia seus domínios pela Europa Continental, enquanto procurava sabotar os ingleses por meio do Bloqueio Continental.

Napoleão Bonaparte era imperador da França desde 1804, quando se coroou imperador.
Napoleão Bonaparte era imperador da França desde 1804, quando se coroou imperador.

Esse bloqueio foi a medida encontrada por ele para afetar a economia inglesa, uma vez que a França mostrou-se incapaz de invadir o Reino Unido. Aqueles que não obedecessem ao bloqueio eram invadidos pelas tropas francesas, como foi o caso de Portugal, por exemplo, invadido no final de 1807.

Em 1812, Napoleão ordenou a invasão da Rússia porque o país também havia furado o Bloqueio Continental. A França mobilizou um grande exército, composto por cerca de 600 mil soldados, e deu início à Campanha da Rússia. O resultado dessa campanha foi desastroso por conta da tática usada pelos russos na luta.

A tática da terra arrasada consistia nos russos abrirem caminho para os franceses avançarem, entretanto, tudo era destruído antes da chegada deles. O objetivo disso era não permitir que os franceses se apropriassem de nada. A tática deu certo, e o exército francês passou a sofrer com a falta de suprimentos.

A falta de suprimentos, os ataques surpresas das tropas russas, as doenças e o frio russo dizimaram o exército francês. Dos 600 mil, cerca de 30 mil retornaram com vida para Paris, e o desastre da campanha foi tão grande que deu início à sexta coalizão contra a França. Enfraquecido, Napoleão não teve condições de resistir, e, com a invasão da França, ele abdicou, em abril de 1814.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Primeiro exílio

Depois de Napoleão ter abdicado, a França tornou-se novamente uma nação absolutista, e o rei Luís XVIII foi entronizado. Napoleão, por sua vez, foi enviado para exílio, sendo aprisionado na ilha de Elba, bem próximo da costa da França, no Mar Mediterrâneo. Em 26 de fevereiro de 1814, Napoleão fugiu de seu exílio e retornou à França Continental.

Seu objetivo nesse retorno era retomar o poder na França. Napoleão fez uma longa marcha no território francês e foi angariando apoio por onde passava. Luís XVIII fugiu, temendo o retorno de Napoleão, e, no dia 20 de março de 1815, este entrava triunfalmente em Paris, sendo recebido pela população ovacionado.

O retorno de Napoleão foi visto com temor pelos seus inimigos, e logo uma sétima coalizão (ou coligação) foi formada por diversas nações europeias. O objetivo era derrubá-lo novamente do poder. Esse período em que ele recuperou o poder, até a sua derrota definitiva, ficou conhecido como Governo dos Cem Dias.

Leia mais: Vinda da família real para o Brasil – consequência da invasão das tropas francesas no período napoleônico

Batalha de Waterloo

Assim que tropas foram mobilizadas contra a França, Napoleão iniciou os preparativos para se defender. Ele mobilizou um grupo de soldados e os enviou para o território da atual Bélgica, e de lá ele lutaria contra as tropas lideradas por Arthur Wellesley, também conhecido como duque de Washington, além das tropas enviadas pela Prússia e que estavam sob a liderança de Gebhard von Blücher.

As tropas lideradas por Napoleão, portanto, tinham de lidar com um exército sob liderança dos ingleses e outro sob liderança dos prussianos. Napoleão sabia que era um risco muito alto lidar com as duas forças, então, ele preferiu lidar com cada uma separadamente. Assim, o primeiro embate foi contra os prussianos.

A invasão da Bélgica pelas tropas francesas foi em 15 de junho de 1812. No dia 16, ele resolveu lutar contra os prussianos no que ficou conhecido como Batalha de Ligny. As forças francesas foram divididas em três grandes grupos e colocadas sob a liderança de Napoleão Bonaparte, Emanuel de Grouchy e Michel Ney.

As forças de Michel Ney foram enviadas para a localização onde estavam estacionadas as tropas do duque de Wellington. O objetivo era impedir o avanço dos ingleses enquanto a luta contra os prussianos era travada. Nessa batalha, os prussianos tiveram o centro de seu exército enfraquecido pelos franceses e foram derrotados.

O comandante Blücher decidiu fugir do campo de batalha, e sua tropa foi seguida pelas tropas lideradas por Emanuel de Grouchy. O objetivo de Grouchy era direcionar os prussianos para o mais distante possível, a fim de evitar que eles unissem forças com Wellington.

  • Derrota

Napoleão Bonaparte foi derrotado depois que Blücher e Wellington juntaram suas forças contra o francês.
Napoleão Bonaparte foi derrotado depois que Blücher e Wellington juntaram suas forças contra o francês.

Na Batalha de Waterloo, as tropas de Napoleão e Wellington possuíam forças semelhantes, embora Napoleão tivesse maior poder de artilharia. Wellington posicionou suas tropas em uma elevação do monte Saint Jean, colocando-as em uma posição muito favorável. Além disso, Napoleão foi obrigado a adiar seu ataque por causa da chuva que encharcou o solo no dia anterior.

O ataque francês começou por volta do meio-dia do dia 18 de junho de 1815, e Napoleão buscou atrair seu adversário para o flanco direito, em uma manobra distrativa que forçaria os ingleses a enviarem tropas para o seu flanco, e, assim que as outras posições fossem enfraquecidas, um poderoso ataque seria realizado contra elas. Entretanto, o comandante inglês não caiu na armadilha montada por Napoleão.

A luta seguiu por toda a tarde de maneira bastante acirrada, e franceses e ingleses alternaram momentos de predomínio. A situação começou a pender para o lado inglês quando as tropas lideradas por Blücher despontaram no horizonte. O comandante prussiano havia enganado Grouchy e deixado o comandante francês perseguindo apenas uma fração das tropas prussianas.

Enquanto Grouchy era enganado, o grosso do exército prussiano foi ao encontro das tropas inglesas para unir forças. Napoleão até tentou contornar a situação, mas o número superior de adversários foi crucial e resultou na derrota francesa. Napoleão fugiu do campo de batalha, e, no começo da noite, Wellington e Blücher cumprimentaram-se, selando sua vitória.

Segundo exílio e morte

Depois de ser derrotado, Napoleão retornou a Paris, mas ele permaneceu apenas mais alguns dias no poder francês. Em 24 de junho, ele abdicou novamente ao trono, e foi enviado para o seu segundo exílio. Para evitar que Napoleão retornasse ao poder, os ingleses enviaram-no para a distante ilha de Santa Helena, localizada no Atlântico Sul. Lá Napoleão passou os últimos anos de sua vida e faleceu, em 1821, por conta de um câncer no estômago.

Resumo

  • A Batalha de Waterloo aconteceu no dia 18 de junho de 1815 e determinou o fim da era napoleônica.

  • Essa batalha aconteceu durante o Governo dos Cem Dias, iniciado com a fuga de Napoleão de seu primeiro exílio.

  • Nessa batalha, os franceses lutaram contra a sétima coalizão, liderada por ingleses e prussianos.

  • A derrota de Napoleão nessa batalha se deu quando tropas prussianas juntaram-se às tropas inglesas para lutar contra ele.

  • Depois da derrota, Napoleão foi enviado para a ilha de Santa Helena, o seu segundo exílio.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

Congresso de Viena, reunião em prol da restauração das monarquias européias.
Congresso de Viena
Congresso de Viena, Restauração Monárquica, Talleyrand, princípio de legitimidade, Império Austríaco, Rússia, Finlândia, Polônia, Bessarábia, Inglaterra, Holanda, Confederação Germânica, Santa Aliança, socialismo, liberalismo, fim das monarquias.
Bonaparte representado em um selo. As conquistas napoleônicas marcaram o apogeu e o declínio do Império francês sob seu comando
Conquistas napoleônicas: Ascensão e Queda
As conquistas napoleônicas marcaram a expansão do Império francês após a consolidação da Revolução Francesa.
Coroação de Napoleão Bonaparte
Acesse o texto para saber mais detalhes sobre a coroação de Napoleão Bonaparte em 1804. Entenda o contexto e veja a coroação representada em imagens.
Frederico II, rei da Prússia, foi um dos principais envolvidos na Guerra dos Sete Anos
Guerra dos Sete Anos
Entenda o que foi e que importância teve a Guerra dos Sete Anos, que nasceu de uma rivalidade entre o Império Austríaco e o Reino da Prússia.
Napoleão Bonaparte com os trajes de sua coroação como Imperador.*
Império Napoleônico e a consolidação burguesa
Com o Império Napoleônico, Bonaparte pretendeu dominar a Europa e difundir o poder da burguesia.
Napoleão Bonaparte
Clique para conhecer a vida de Napoleão Bonaparte, militar francês. Veja aqui as origens de Napoleão, assim como sua trajetória no poder.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!