Whatsapp icon Whatsapp

Pergaminho

Pergaminho era o suporte para escrita utilizado no passado, servindo como folha para que textos pudessem ser escritos. Era produzido de peles de animais.
Pergaminho aberto em superfície de madeira
O pergaminho foi um dos principais meios para registro da escrita no passado e era feito de pele de animais.

Pergaminho era o material de suporte para a escrita utilizado em parte da Antiguidade e da Idade Média. Tornou-se um dos meios de registro da escrita mais populares do passado e só perdeu importância com o surgimento do papel. Era produzido de pele de animais, como ovelhas, cabras, entre outros.

O pergaminho substituiu o papiro como principal meio para realização da escrita, embora sua popularização tenha demorado alguns séculos porque ele era difícil de ser produzido e tinha um preço elevado. No entanto, ele poderia ser reutilizado, bastando raspar sua superfície com algum objeto.

Leia mais: Escrita egípcia — tinha três formas: demótica, hieroglífica e hierática

Resumo sobre pergaminho

  • Era o material que permitia que escritos pudessem ser registrados em sua superfície.

  • Era produzido da pele de animais como cabras e ovelhas.

  • Seu processo de produção era longo e complexo, e, por isso, o material tinha um preço elevado.

  • Foi criado na cidade grega de Pérgamo, no século II a.C.

  • Foi substituído, a partir do século XIV, com a popularização do papel na Europa.

O que era o pergaminho

Atualmente, utilizamos o papel sempre que precisamos escrever algo manualmente ou imprimir algo importante, mas, na Antiguidade (antes do século I d.C.), o papel ainda não existia e o surgimento da escrita implicou a necessidade de algum meio em que fosse possível registrar textos. O pergaminho então foi um desses suportes para a escrita.

O pergaminho era basicamente um suporte para escrita. Surgiu no século II a.C., em uma cidade grega chamada Pérgamo, e se popularizou como o principal material para a escrita em parte da Antiguidade e da Idade Média. Só perdeu sua importância quando o papel foi popularizado na Europa, a partir do século XIV.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Surgimento do pergaminho

Como mencionado, o pergaminho surgiu no século II a.C., na cidade grega de Pérgamo, localizada na Ásia Menor (atual Turquia). Uma hipótese explica que o desenvolvimento desse material foi resultado de uma rixa do governante do Egito à época, Ptolomeu IV, com o de Pérgamo, Eumenes II. Aquele teria ficado sabendo da vontade deste de construir uma grande biblioteca em Pérgamo.

Assim, Ptolomeu decidiu barrar a venda de papiro para Pérgamo, pois, na sua visão, só Alexandria deveria ter uma grande biblioteca. Isso teria motivado as autoridades de Pérgamo a se engajarem em uma forma de substituir o papiro, e daí surgiu o pergaminho. Perceba que o nome desse suporte para escrita se inspirou no da cidade grega, e, em grego, o pergaminho é conhecido como pergaméne.

O pergaminho era tido como mais duradouro e de melhor qualidade que o papiro, pois era feito de pele de animais. No entanto, seu processo de produção se estendia por semanas, e essa lentidão, além de sua complexidade, fazia com que o material fosse bastante caro.

Isso dificultou a sua popularização, e, por isso, levou alguns séculos para que o pergaminho se tornasse o principal suporte para escrita. Sua produção utilizava peles de animais como cabras, vacas, ovelhas, carneiros, entre outros. Essas peles eram lavadas em uma solução que misturava água e óxido de cálcio, com o intuito de retirar as impurezas da matéria-prima.

Depois, a pele passava por um processo de secagem e era esticada de todos os lados em um varal para que ela pudesse ser mais facilmente manuseada e dobrada, caso necessário. Por fim, a pele era raspada para retirar todo resquício de pelo e então era polida, sendo o intuito disso deixar o pergaminho o mais liso possível.

O pergaminho, como mencionado, era mais resistente que o papiro e tinha alguns benefícios extras. Ele poderia ser preenchido em seus dois lados, e, além disso, o que era escrito nele poderia ser apagado para que um novo registro fosse feito, para isso, bastava raspar a sua superfície.

Os pergaminhos reutilizados recebiam o nome de palimpsestos, e muitos o eram mais de uma vez. O pergaminho também permitiu o surgimento do códice, um caderno que tinha a forma de um livro moderno — várias folhas, umas sobre as outras, amarradas por uma costura e protegidas por uma capa grossa.

Leia mais: Civilização grega — desenvolveu-se a partir de 800 a.C. e viveu seu auge entre 500-300 a.C.

A escrita na Antiguidade

Sabemos que a escrita surgiu por volta de 3000 a.C., quando os sumérios desenvolveram a escrita cuneiforme, na Mesopotâmia. À medida que novas formas de escrita foram surgindo, uma necessidade se estabeleceu: a de encontrar suportes que permitissem seu registro. A humanidade usou diferentes meios, como tábuas de madeira e tábuas de argila, para escrever, mas foram os egípcios quem criaram o primeiro suporte de larga utilização.

Assim, os egípcios criaram o papiro, uma folha produzida de uma planta aquática também conhecida como papiro (Cyperus papyrus). A região do delta do Nilo tinha uma grande quantidade dessa planta, que os egípcios consideravam sagrada. A produção do papiro se dava por meio das hastes da planta.

Sua produção incluía a retirada das hastes e seu corte em pequenas tiras, sobrepostas em posições cruzadas para formar uma camada resistente. Essas hastes passavam por um processo de secamento, e depois a folha era polida e recebia um óleo que cumpria a função de verniz.

Os historiadores afirmam que esse processo, provavelmente, surgiu no Egito. O papiro não era muito resistente, sofrendo bastante com a ação do tempo, mas foi o suporte para escrita mais popular até o surgimento do pergaminho. Poderia ser enrolado e geralmente assim era armazenado. Caso queira se aprofundar no tema deste tópico, leia: Origem da escrita.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

A escrita tinha papel central na organização das atividades estatais no Antigo Egito.
Escrita Egípcia
A utilidade e os tipos de escrita desenvolvidos pela civilização egípcia.
Clemente de Alexandria foi um dos chamados “Pais da Igreja”
Helenização do Cristianismo em Clemente de Alexandria
Entenda o processo de helenização do Cristianismo em Clemente de Alexandria, um dos mais importantes Pais da Igreja Cristã Primitiva.
Johann Gutenberg foi o responsável pela invenção da imprensa no século XV
Invenção da Imprensa
Saiba mais sobre a Invenção da Imprensa e que impacto essa invenção ocasionou na sociedade moderna.
Os símbolos foram se desenvolvendo até formarem os primeiros alfabetos da Antigüidade.
Origem da Escrita
Escrita, origem da escrita, sistemas representativos, sistemas pictóricos, hieróglifos, chineses, egípcios, fenícios, mesopotâmicos, sistema fonético, silabas, desenvolvimento da escrita, línguas latinas, vogais, greco-romanos.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas