Whatsapp icon Whatsapp

Relação de Euler

A relação de Euler é uma fórmula matemática que relaciona o número de faces, arestas e vértices de poliedros convexos.
Os poliedros convexos são aqueles que estão em um mesmo semiespaço, limitados por uma de suas faces
Os poliedros convexos são aqueles que estão em um mesmo semiespaço, limitados por uma de suas faces

A relação de Euler é uma fórmula matemática que relaciona os números de vértices, arestas e faces de um poliedro convexo. Essa relação é dada pela seguinte expressão:

V – A + F = 2

Onde V é o número de vértices, A é o número de arestas e F é o número de faces do poliedro.

Essa relação é válida para todo poliedro convexo, mas existem alguns poliedros não convexos para os quais ela também pode ser verificada. Dessa forma, dizemos que todo poliedro convexo é Euleriano (isso significa que para ele vale a relação de Euler), mas nem todo poliedro Euleriano é convexo.

Antes de prosseguir com exemplos e demais explicações, é bom relembrar o que é um poliedro convexo, pois a relação acima vale para todos eles.

Poliedros convexos

Um poliedro é chamado convexo quando o plano que contém cada face deixa todas as outras em um mesmo semiespaço. Na prática, não é necessário testar essa definição para todas as faces de um poliedro, mas apenas para aquelas que potencialmente possam classificá-lo como não convexo.

Por exemplo: O poliedro abaixo é não convexo. Para ter certeza disso, desenhamos uma parte de um plano que contém uma de suas faces. É evidente, escolhemos a face problemática para percebermos isso.

Já na figura abaixo, um cubo, um exemplo de um poliedro convexo. Note que ele não possui “concavidades”, ou seja, nenhuma de suas faces esta “voltada para dentro” do poliedro.

Contando os elementos de um poliedro

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para verificar a validade da relação de Euler, escolheremos dois poliedros convexos e contaremos seus elementos. Depois disso, verificaremos se o número de vértices, arestas e faces realmente satisfazem a relação de Euler. Observe:

1 – Primeiramente, contaremos o número de faces, vértices e arestas da figura anterior (cubo).

Faces: 6

Arestas: 12

Vértices: 8

Agora, verificaremos a relação de Euler:

V – A + F = 8 – 12 + 6 = 14 – 12 = 2

Para o primeiro poliedro convexo, o cubo, a relação de Euler se verifica.

2 – Verificaremos agora a relação de Euler para a pirâmide quadrangular convexa.

Faces: 5

Arestas: 8

Vértices: 5

V – A + F = 5 – 8 + 5 = 10 – 8 = 2

E a relação de Euler também se verifica para a pirâmide quadrangular convexa.

Exemplos

1 – Determine o número de arestas de um sólido geométrico que possui 10 vértices e 7 faces.

V – A + F = 2

10 – A + 7 = 2

– A = 2 – 7 – 10

– A = – 15

A = 15

O sólido possui 15 arestas.

2 – Determine o número de faces que possui um poliedro com 12 arestas e 6 vértices.

V – A + F = 2

6 – 12 + F = 2

F = 2 +12 – 6

F = 8

O número de faces desse poliedro é 8.

Publicado por Luiz Paulo Moreira Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Classificação de poliedros
Clique para entender os critérios da classificação dos poliedros!
Dodecaedro
Confira aqui as características de um dodecaedro e aprenda a calcular sua área e volume.
Elementos de um poliedro
Clique para aprender o que são vértices, arestas e faces, isto é, os elementos de um poliedro!
Poliedros
Descubra o que são poliedros, quais são os seus elementos e classificações. Saiba como utilizar a relação de Euler para determinar os poliedros de Platão.
Poliedros regulares
Clique para conhecer as principais características dos poliedros regulares.
Tetraedro regular
Clique aqui e conheça tudo sobre o tetraedro regular: suas características, a medida de sua altura, área, volume e qual sua planificação.
Volume do Tronco da Pirâmide
Determinando os elementos e calculando o volume do tronco da pirâmide.
Área da Pirâmide
Clique para aprender a calcular a área da pirâmide e veja algumas fórmulas que podem ser usadas para cálculo da área da base e área lateral!
Área do cubo
Clique para aprender a calcular a área do cubo, bem como sua área lateral e a área de suas bases.
video icon
Texto" Matemática do Zero | Polígono convexo e não convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Polígono convexo e não convexo
Nessa aula veremos o que é um polígono convexo e um polígono não convexo a partir da definição matemática e, posteriormente, um “macete”.